SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 número2  suppl.1Comportamento da Lectina de sementes de Canavalia brasiliensis Mart. durante a germinação em presença de luzTaxa de sobrevivência e crescimento inicial das espécies em plantio de recomposição da mata ciliar índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Acta Botanica Brasilica

versão impressa ISSN 0102-3306

Acta Bot. Bras. vol.4 no.2 supl.1 Feira de Santana  1990

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33061990000300004 

Florística e estrutura da comunidade herbácea e arbustiva da Praia do Ferrugem, Garopaba-SC*

 

 

Elisabeth Danilevicz; Heidi Janke; Lúcia Helena S. Pankowski

Projeto Praia do Ferrugem - Rua: Lima e Silva 861/705 - CEP 90050 - Porto Alegre-RS

 

 


RESUMO

A Praia do Ferrugem, constituída por sedimentos do Quartenário e afloramentos do Complexo Cristalino, localiza-se no litoral sul de Santa Catarina, Município de Garopaba. Nesta praia, foi realizada uma análise da vegetação de dunas em outubro de 1989. Um total de 50 unidades amostrais, na forma de quadrados com área de 1m2 cada, foram distribuídas sistemático-aleatoriamente na vegetação herbácea. Foi registrada a cobertura das espécies (escala de Daubenmire por Bailey & Poulton). Devido a ocorrência de formações arbustivas, foram feitos registros de presença de espécies e estrutura desta comunidade distinta. São apresentadas descrições dos diversos habitats e suas espécies dominantes com base nos parâmetros fitossociológicos, listagem das espécies e respectivas formações vegetais, bem como diagrama de perfil de uma formação arbustiva típica.

Palavras-chave: restinga, dunas costeiras, vegetação, flora, Santa Catarina.


ABSTRACT

Ferrugem Beach is made up of Quaternary sediments and Crystaline Complex outcrops which are present on the southern coast of Santa Catarina State, in the town of Garopaba. A survey of the sand dune vegetation was carried out in Oçtober 1989. Fifty quadrats, 1m2 in area, were sampled in a random-systematic arrangement in the herbaceous vegetation. The species cover was recorded according to Daubenmire's cover scale. Species presence was recorted in the shrubby vegetation. The various habitats are described, together with dominant species based on phytosociological data. A check-list of the species is given as well as a diagrammatic profile of a typical shrub thicket.

Key-words: "restinga", coastal dune, vegetation, flora, Santa Catarina.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Agradecimentos

À Hilda Longhi-Wagner, à Estela Chini Magri, ao Nelson Ivo Matzenbacher, ao Marcos Sobral e ao Rogério Machado Bueno pelo auxílio na determinação de algumas espécies.

Ao Jorge Luiz Waechter e a Márcia T.M.B. das Neves pela leitura do manuscrito.

 

Referências bibliográficas

ARAÚJO, D.S.D. de 1984. Comunidades vegetais. In: L.D. LACERDA, et al. (Orgs.) Restingas: origem, estrutura, processos. CEUFF, Niterói, p. 157.         [ Links ]

ARAÚJO, D.S.D. de & R.P.B. HENRIQUES, 1984. Análise florística das restingas do Estado do Rio de Janeiro. In: L.D. LACERDA, et al. (Orgs.) Restingas: origem, estrutura, processos. CEUFF, Niterói, p. 159-193.         [ Links ]

CORDAZZO, C.V. & V. SEELIGER. 1988. Phenological and biogeographical aspects of coastal dune plant communities in southern Brazil. Vegetado, 75:169-173.         [ Links ]

CORDAZZO, C.V. & C.S.B. COSTA. 1989. Associações vegetais das dunas frontais de Garopaba (SC). Ciência e Cultura, São Paulo, 41(9):906-910.         [ Links ]

JUSTUS, J.D.; M.L.A. MACHADO & M.S.M. FRANCO. 1986. Geomorfologia. In: Levantamentos de recursos naturais. Rio de Janeiro, IBGE. V. 33. p. 313-404.         [ Links ]

LACERDA, L.D.; D.S.D. ARAÚJO & N.C. MACIEL. 1982. Restingas brasileiras: uma bibliografia. Publ. Inst. Biol., UFRJ, Rio de Janeiro, 55p.         [ Links ]

MUELLER-DOMBOIS, D. & H. ELLENBERG. 1974. Aims and methods of vegetation ecology. New York, John Wiley & Sons. 547p.         [ Links ]

PFADENHAUER, J.S. & A. BUTZKE. 1978. O clima da região carbonífera do Estado de Santa Catarina. In: Relatório final do convênio FATMA-UFRGS. Porto Alegre, NIDECO. p. 41-54.         [ Links ]

PFADENHAUER, J.S. & R.F. RAMOS. 1979. Um complexo de vegetação entre dunas e pântanos próximo a Tramandaí-RS, Brasil. Iheringia, série botânica, Porto Alegre, (25): 17-26.         [ Links ]

RAMBO, B. 1954. História da flora do litoral riograndense. Sellowia. Itajaí, 6(6):113-169.         [ Links ]

REITZ, P.R. 1961. Vegetação da zona marítima de Santa Catarina. Sellowia. Itajaí, 13(13): 17-117.         [ Links ]

SOARES, J.J. 1984. Levantamento fitossociológico de uma faixa litorânea do Rio Grande do Sul entre Tramandaí e Praia do Barco. In: L.D. LACERDA. et al. (Orgs.) Restingas: origem, estrutura, processos. CEUFF, Niterói. p. 381-394.         [ Links ]

SUGUIO, K. & M.G. TESSLER. 1984. Planícies de cordões litorâneos quaternários do Brasil: origem e nomenclatura. In: L.D. LACERDA, et al. (Orgs.) Restingas: origem, estrutura, processos. CEUFF, Niterói, p. 15-25.         [ Links ]

WAECHTER, J.L. 1985. Aspectos ecológicos da vegetação de restinga no Rio Grande do Sul, Brasil. Com. Mus. Ciên. PUCRS, série Bot., Porto Alegre, (33):49-68.         [ Links ]

 

 

* Trabalho realizado com o apoio da Associação dos Amigos da Praia da Barra, Garopaba-SC