SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 special issueNovos Horizontes no Estudo da Linguagem author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

DELTA: Documentação de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada

Print version ISSN 0102-4450

DELTA vol.13 special issue São Paulo  1997

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-44501997000300001 

APRESENTAÇÃO

 

Este número especial é dedicado à visita ao Brasil do Professor Noam Chomsky, do M.I.T., um dos cientistas mais controvertidos e respeitados na área das Ciências Humanas, cujo trabalho encontra ressonância em outras áreas do conhecimento como a Biologia, as Ciências da Computação, a psicologia, a neurologia e a filosofia. Igualmente conhecido é seu trabalho na áreas das ciências políticas, cujo foco é sempre contra qualquer forma de opressão e de autoritarismo. Sua visita atende ao convite das duas áreas, mas este volume contém apenas suas atividades ligadas à Lingüística.

É também uma grande fonte de alegria ver, como fruto democrático e duradouro, este volume da D.E.L.T.A. Estão nele reunidas as conferências feitas no Rio/Belém e em São Paulo, as perguntas e respostas que se seguiram às conferências nessas cidades, e a entrevista dada em Maceió. Esta D.E.L.T.A. foi possível graças ao esforço cooperativo dos grupos que hospedaram Chomsky nessas cidades em sua visita ao Brasil, entre 17 de novembro e 4 de dezembro de 1996.

Cada texto e cada resposta nutre a compreensão das linhas essenciais do sistema da linguagem, dos outros sistemas mentais que a cercam, de como esses sistemas se interconectam e de como transcorreu na história das idéia o tratamento dessas matérias. Cada texto nos dá uma janela sobre como Chomsky está avaliando posturas teóricas, convergências inter-disciplinares e empreendimentos explicativos, mostrando-nos mais uma vez sua acuidade crítica e coerência de sempre. Algumas das respostas a perguntas podem ser consideradas antológicas, e deixamos ao prazer de leitor de cada um a tranquilidade do julgamento intocado. Adiantamos que a conferência do Rio de Janeiro/Belém foi experimentada por Myriam Lemle, com resultados muito satisfatórios, como fio condutor para um curso introdutório de gramática gerativa, o que aponta para um uso efetivo na formação pós-graduada.

A conferência de São Paulo contém um testemunho pessoal muito intrigante de como a história da Lingüística ocorreu, afetada pela pressão das tendências intelectuais predominantes, com condutas acadêmicas que não podem ser atribuídas a convicções teóricas sinceras de seus praticantes, mas sim a pressões de naturezas outras. Faz-nos pensar sobre até que ponto se repetem, em outros lugares e outros momentos, cisões semelhantes.

Nas sessões de perguntas e na entrevista de Maceió os inquiridores conseguiram provocar uma avalanche de posicionamentos radicais e vibrantes, lúcidos e agudos como sempre impossíveis de ler sem sentir aquela vontade intensa de participar da discussão das idéias. Por algumas respostas dadas em entrevistas, observa-se que suas duas áreas de atuação se refletem em sua forma de fazer ciência e de educar cientistas, pois, para ele, fazer ciência é questionar autoridades e aprender é duvidar do conhecimento estabelecido. O que mais surpreende em seus textos e sua fala, ainda, é o questionamento de suas próprias assunções, afirmando que elas podem estar totalmente erradas. Dessa postura resulta sua humildade em partilhar com colegas e alunos não apenas as perguntas e questionamentos, mas também o incrível sucesso da teoria gerativa, em cujo bojo tem sido descritas línguas do mundo inteiro, inclusive o português do Brasil e línguas indígenas brasileiras. Em nenhuma teoria existente tem-se um banco de tantas línguas descritas na mesma meta-linguagem.

A leitura deste volume, mesmo para quem não faz gerativa, será uma lição de como fazer ciência em geral e em nossa área em particular. Temos certeza que esta D.E.L.T.A. vai render muitas aulas de graduação e pós, e muita discussão em todos os níveis do ensino da Lingüística e da pesquisa.

A publicação deste número especial se deve ao esforço conjunto da ABRALIN e da D.E.L.T.A. e de todos que hospedaram o Professor Chomsky. Os signatários desta agradecem ainda ao CNPq e às demais instituições que possibiblitaram a visita do Professor Chomsky e a todos os que armados de entusiasmo e muita simpatia, entraram em cheio neste esforço coletivo, que tornou possíveis estes momentos seminais (e possibilitaram a edição dos textos que integram esta publicação conjunta) que tanto renderam e vão render mais ainda, nas mãos de todos os que lerem esta D.E.L.T.A.

Resta agradecer ainda uma vez, e acima de tudo ao mestre que acabou virando amigo por ter nos dedicado esses dias super carregados de atividades, por ter tido uma paciência enorme no longo trato dos múltiplos acertos que foram necessários para a excursão densa dar certo em todos os detalhes, e ainda por seu oferecimento para publicar os textos inéditos neste número especial.

Boa viagem na leitura.

 

Pelos anfitriãos: Miriam Lemle
Pela Abralin: Maria Denilda Moura
Pela D.E.L.T.A.: Leila Barbara

PRESENTATION

 

This special issue of D.E.L.T.A. is devoted to the visit to Brazil by Prof. Noam Chomsky of the M.I.T. who is one of the most controversial and esteemed scholars in the field of the human sciences and whose work has had an immense impact on other areas of knowledge such as biology, computational science, psychology, neurology, and philosophy. Also widely known is his work in the field of political science, where he has targeted any and every form of oppression and authoritarianism. Chomsky's visit to Brazil covered both these areas, though the present issue presents only the transcriptions of those of his talks that addressed issues in linguistics.

It is also gratifying to present this issue of the journal as a volume produced in the best spirit of democracy and with enduring results. It contains the written versions of talks given at Rio/Belém and São Paulo, together with the questions and answers that followed these talks, as well as a tête-à-tête conceded at Maceió. The publication of this special number was possible thanks to the cooperative spirit of the groups that took care of the arrangements each of these cities during Chomsky's sojourn in Brazil between November 17th and December 4th, 1996.

Each of the texts and answers to questions contributes to the comprehension of the essential characteristics of the system of language, as well as the other neighbouring mental system and also how these various systems happen to be interconnected and finally how all these questions have been historically handled. Each text opens a window on how Chomsky evaluates the different theoretical perspectives, evidencing once again his sharply critical acumen and characteristic internal coherence. Some of the answers to questions may be considered anthological and we leave it to the readers to make their own calm and considered judgments at their own pace and pleasure. We do wish to register, though, that the text of the talks given at Rio/Belém were put to test by Miriam Lemle, with highly satisfactory results, as part of an introductory course in generative grammar, and this clearly points to its possible use in post-graduates programmes elsewhere.

The talk given at São Paulo contains a fascinating personal account of recent history of linguistics, submitted as it was to the pressures of dominant intellectual tendencies, often marked by academic reactions that can by no means be attributed to the sincere theoretical convictions of those who claim to subscribe to them, but rather to pressures of an occult and non-descript nature. It makes us wonder to what extent such rifts may not turn out to be a familiar pattern in other contexts and moments.

In the question-answer sessions at Maceió, the interviewers were successful in drawing forth an avalanche of theoretical positionings - at once radical, vibrant, clear and sharp - of the sort that one can ill afford to read without having to contain first the intense wish to participate in the ongoing discussion. In the case of some of the answers, the two major interests of Chomsky are reflected in the twin questions of doing scientific research and training future scientists, for, from his point of view, to do scientific research is to question the authorities and to learn to doubt established knowledge. What is even more intriguing in his texts and in his talks is the will to question his own assumptions, and his claims to the effect that they may well be wrong outright. It is in this posture that one may detect the roots of Chomsky's characteristic modesty when it comes to sharing with his colleagues and students not just the questions and the answers to them, but also the enormous success of the generative theory, upon whose premisses are currently being described languages from all over the world, including Brazilian Portuguese as well as many native Brazilian Indian languages. No other theory today can boast such a wealth of languages described by means of the same metalanguage.

The readers of the volume, irrespective of whether they work under the generative paradigm, will certainly learn a lot about how to do science in general and in our field in particular. We are confident that this special issue of D.E.L.T.A. will find its way to many undergraduate and pos-graduate classrooms and stir a lot of fruitful discussion at all levels of teaching and research in linguistics.

The publication of this issue was made possible thanks to the combined effort of the ABRALIN (Brazilian Association of Linguistics) and D.E.L.T.A., as well as all those who hosted Prof. Chomsky in the different parts of the country. We also wish to thank the CNPq (The National Council for Research and Development) and other local funding agencies that financed Chomsky's visit and all those who, armed with enthusiasm and goodwill, rolled up their sleeves and contributed to the collective effort that resulted in those wonderful moments (as well as this joint publication of the texts that appear in this volume) that inspired so many and will certainly inspire many more who happen to lay their hands on the present number.

It remains to thank once again, and, no doubt, on top of everything else, the great Teacher who ended up becoming a Pal for having taken these few days off his busy schedule, for having had the enormous patience along the protracted negotiations before finally settling on the dense programme of activities, and finally, his generous permission to publish the texts in this special issue.

Enjoy your journey.

 

Pelos anfitriãos: Miriam Lemle
Pela Abralin: Maria Denilda Moura
Pela D.E.L.T.A.: Leila Barbara