SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue1MORTALITY OF URGENCY VERSUS ELECTIVE VIDEOLAPAROSCOPIC CHOLECYSTECTOMY FOR ACUTE CHOLECYSTITISALTERNATIVE TECHNIQUE FOR CHOLECYSTECTOMY COMPARABLE TO SINGLE PORT author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720On-line version ISSN 2317-6326

ABCD, arq. bras. cir. dig. vol.30 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2017

http://dx.doi.org/10.1590/0102-6720201700010014 

Artigo Original

ESCORE ALVARADO MODIFICADO EM CRIANÇAS COM DIAGNÓSTICO DE APENDICITE

Mehran PEYVASTEH1 

Shahnam ASKARPOUR1 

Hazhir JAVAHERIZADEH2 

Sepideh BESHARATI1 

1Department of Pediatric Surgery, Imam Khomeini Hospital

2Department of Pediatric Gastroenterology, Abuzar Children's Hospital, Ahvaz Jundishapur University of Medical Sciences, Ahvaz, Iran


RESUMO

Racional:

A apendicite é uma das emergências abdominais mais comuns. Alguns sistemas de pontuação preditivos são recomendados para diminuir a taxa de apendicectomia negativa.

Objetivo:

Avaliar a sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo do escore de Alvarado modificado em crianças submetidas à apendicectomia.

Métodos:

Quatrocentos crianças com diagnóstico inicial de apendicite foram selecionadas aleatoriamente de pacientes submetidos à apendicectomia. A pontuação de Alvarado modificada foi utilizada para avaliação do quadro, que foi confirmado por meio de histologia.

Resultados:

Anorexia; náuseas, vômitos e desconforto abdominal foram significativamente mais comuns em crianças com apendicectomia positiva, em contraste com casos negativos pelo escore de Alvarado modificado. A sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo para o escore de Alvarado modificado foram: 91,3%; 38,4%; 87,7%; e 51,2%, respectivamente.

Conclusão:

O escore de Alvarado possui alta sensibilidade, mas baixa especificidade para o diagnóstico de apendicite aguda em crianças.

DESCRITORES - Apendicite; Náusea; Apendicectomia

ABSTRACT

Background:

Appendicitis is one of the most common abdominal emergency. Some predictive scoring systems are recommended to decrease the rate of negative appendectomy.

Aim:

To evaluate sensitivity, specificity, positive predictive value, and negative predictive value of modified Alvarado score in children who underwent appendectomy.

Methods:

Four hundred children with initial diagnosis of appendicitis were randomly selected from patients who underwent appendectomy. Modified Alvarado score was used for evaluation of the appendicitis, that was confirmed using histology.

Results:

Of modified Alvarado score components, anorexia; nausea and vomiting and rebound tenderness were significantly more common in children with positive appendectomy in contrast to patients with negative appendectomy. Sensitivity, specificity, positive predictive value, and negative predictive value for modified Alvarado score were: 91.3%; 38.4%; 87.7%; and 51.2% respectively.

Conclusion:

Alvarado score has high sensitivity but low specificity for diagnosis of acute appendicitis in children.

HEADINGS - Appendicitis; Nausea; Appendectomy.

INTRODUÇÃO

A apendiciteé uma das importantes emergências cirúrgicas entre as crianças. Ambos, pediatra e cirurgiões, devem estar cientes da possibilidade de apendicite em crianças. Apesar de sua alta incidência, o diagnóstico é difícil devido aos sintomas não específicos e apresentações atípicas3.

Diferentes abordagens são recomendadas para diminuir as apendicectomias negativas, tais como o sistema de pontuação preditiva2, diagnóstico assistido por computador, marcador inflamatório10, ultrassonografia8 e tomografia computadorizada.

Alvarado descreveu um sistema de pontuação clínica com base em oito fatores clínicos preditivos para melhorar a exatidão das avaliações clínicas dos médicos no diagnóstico da apendicite aguda. Este sistema de pontuação produz pontuação total máxima de 10 pontos e inclui sintomas clínicos (náuseas e anorexia), sinais (febre, dor de mudança, dor de quadrante inferior direito e sensibilidade de recuperação) e achados laboratoriais (leucocitose e neutrofilia). Dor no quadrante inferior direito e leucocitose contribuem com 2 pontos, enquanto o restante contribui com 1 ponto2. Kalan et al. omitiram desvio a esquerda como parâmetro porque não está rotineiramente disponível em muitos laboratórios e produziu pontuação modificada4. O escore de Alvarado modificado foi amplamente aceito após ter sido testado com sucesso em diferentes estudos1.

O objetivo deste estudo foi avaliar a sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo do escore de Alvarado modificado em crianças submetidas à apendicectomia

MÉTODO

Este estudo foi aprovado pelo comitê de pesquisa da Universidade de Ciências Médicas Ahvaz Jundishapur, Irã. É transversal e foi realizado no Hospital Imam Khomeini, Ahvaz, Irã. Foram incluídas 400 crianças com diagnóstico de apendicite durante o período 2006-2012. Das crianças submetidas à apendicectomia, 400 foram selecionadas aleatoriamente. A apendicite foi confirmada de acordo com o relatório de patologia. A pontuação de Alvarado modificada foi utilizada para avaliar a apendicite 4; ela é baseada em três sintomas, três sinais e uma investigação laboratorial, e varia de 1-9 (Tabela 1)

A apendicite foi confirmada através da avaliação histopatológica.

TABELA 1 Escore modificado de Alvarado 

Dor migratório na fossa ilíaca direita 1
Anorexia 1
Náusea e vômito 1
Sensibilidade no quadrante inferior direito 2
Sensibilidade na fossa ilíaca direita 1
Temperatura elevada 1
Leucocitose 2
Pontuação Alvarado modificada 9

RESULTADOS

Neste estudo, foram incluídas 400 crianças com idade <12 anos com diagnóstico primário de apendicite. Destes casos, 337 (84,3%) tinham apendicite confirmada. De todos os casos, 63 (15,8%) apresentaram apendicectomia negativa. Como visto na Tabela 2, anorexia, náusea e vômito e sensibilidade local foram significativamente mais comuns em crianças com apendicite do que as sem. A dor migratória na fossa ilíaca direita foi a parte mais sensível do MAS (Tabela 3). Das 48 crianças com escore de 1 a 4, 45 tiveram histopatologia negativa (Tabela 4). Como visto na Tabela 4, todas as crianças com pontuação 7-9 tinham histopatologia positiva.

TABELA 2 Sinais e sintomas do escore de Alvarado modificado na amostra 

Apendicite(+) Apendicite(-) p
Dor na mudança de decúbito Sim 218(64,7%) 15(23,8%) 0,1
Não 119(35,3%) 48(76,2%)
Anorexia Sim 248(73,6%) 32(50,8%) <0,001
Não 89(26,4%) 31(49,2%)
Náusea e vômito Sim 284(84,3%) 38(60,3%) <0,001
Não 53(15,7%) 25(39,7%)
Dor no quadrante inferior direito Sim 308(91,4%) 41(65,1%) 0,3
Não 29(8,6%) 22(34,9%)
Sensibilidade Sim 195(57,9%) 19(30,2%) <0,001
Não 142(42,1%) 44(69,8%)
Febre Sim 166(49,3%) 27(42,9%) 0,4
Não 171(50,7%) 36(57,1%)
Leucocitose Sim 301(89,3%) 26(41,3%) 0,1
Não 36(10,7%) 37(58,7%)

TABELA 3 Sensibilidade, especificidade, VPP e VPN dos componentes de pontuação de Alvarado 

Sensibilidade (%) Especificidade (%) VPP (%) VPN (%)
Dor na fossa ilíaca direita 93,5 28,7 46,4 23,8
Anorexia 88,5 25,8 73,5 50,7
Náusea e vômito 88,1 32,1 84,2 11,2
Dor na fossa ilíaca direita 88,2 43,1 91,3 65,1
Sensibilidade recíproca 91,1 23,6 57,8 30,1
Febre 85,9 17,3 49,2 42,8
Leucocitose 92,1 50,6 89,3 41,2
MAS 91,3 38,4 87,7 51,2

VPP=valor preditivo positivo; VPN=valor preditivo negativo; MAS=sistema de pontuação Alvarado modificado

TABELA 4 Distribuição do escore modificado Alvarado entre crianças 

Escore Alvarado Appendicite(+) Appendicite(-)
1-4 3(0,9%) 45(71,4%)
5-6 104(30,9%) 18(28,6%)
7-9 230(68,2%) 0

DISCUSSÃO

No presente estudo, a sensibilidade do MAS foi de 91,3%; no de Khanafer et al., ela foi de 83,3%6 e no de Macklin et al. de ≥7 em 76,3%7. Em outro estudo da Índia em pacientes adultos, o MAS foi sensível, mas com especificidade relativamente baixa9. A especificidade do MAS foi de 38,4 no presente estudo, que é ligeiramente maior do que a de Khanafer et al.6. Em Macklin et al ela foi de 78,8% e a especificidade para MAS de >7.

VPP de MAS neste estudo foi 87,7%, que é significativamente maior, 36,0%, em relação a de Khanafer et al.6. O VPN foi de 51,2% neste trabalho, que foi significativamente inferior a 83,6% publicado por Khanafer et al.6.

No presente estudo, todas as crianças com MAS ≥7 apresentaram apendicite de acordo com o relatório de patologia, e 100% das >7 tiveram apendicite positiva. No estudo de Kanumba et al.5, entre crianças com MAS >7, 97,3% apresentaram apendicite, ligeiramente inferior a este estudo. Esta diferença pode ser devida à idade dos pacientes.

CONCLUSÃO

O escore de Alvarado modificado tem alta sensibilidade, mas baixa especificidade para o diagnóstico de apendicite aguda em crianças.

AGRADECIMENTO

Os autores agradecem a Sepideh Besharati pela revisão da literatura e do manuscrito, e pela coleta e análises dos dados.

REFERÊNCIAS

1 Al-Hashemy AM, Seleem MI. Appraisal of the modified Alvarado Score for acute appendicits in adults. Saudi Med J 2004,25:1229-1231. [ Links ]

2 Alvarado A. A practical score for the early diagnosis of acute appendicitis. Ann Emerg Med 1986,15:557-564. [ Links ]

3 Becker T, Kharbanda A, Bachur R. Atypical clinical features of pediatric appendicitis. Acad Emerg Med 2007,14:124-129. [ Links ]

4 Kalan M, Talbot D, Cunliffe WJ, Rich AJ. Evaluation of the modified Alvarado score in the diagnosis of acute appendicitis: a prospective study. Ann R Coll Surg Engl 1994,76:418-419. [ Links ]

5 Kanumba ES, Mabula JB, Rambau P, Chalya PL. Modified Alvarado Scoring System as a diagnostic tool for acute appendicitis at Bugando Medical Centre, Mwanza, Tanzania. BMC Surg 2011,11:4. [ Links ]

6 Khanafer I, Martin DA, Mitra TP, Eccles R, Brindle ME, Nettel-Aguirre A, et al. Test characteristics of common appendicitis scores with and without laboratory investigations: a prospective observational study. BMC Pediatr 2016,16:147. [ Links ]

7 Macklin CP, Radcliffe GS, Merei JM, Stringer MD. A prospective evaluation of the modified Alvarado score for acute appendicitis in children. Ann R Coll Surg Engl 1997,79:203-205. [ Links ]

8 Puylaert JB. Acute appendicitis: US evaluation using graded compression. Radiology 1986,158:355-360. [ Links ]

9 Shafi S, Malah M, Malah H, Reshi F. Evaluation of the modified Alvarado score incorporating the C-reactive protein in the patients with suspected acute appendicitis. Annals of Nigerian Medicine 2011,5:6-11. [ Links ]

10 Shoshtari MHS, Askarpour S, Alamshah M, Elahi A. Diagnostic value of Quantitative CRP measurement in patients with acute appendicitis. Pak J Med Sci 2006,22:300. [ Links ]

Fonte de financiamento: não há

Recebido: 08 de Setembro de 2016; Aceito: 17 de Janeiro de 2017

Correspondência: Shahnam Askarpour E-mail: Shahnam_askarpour@yahoo.com

Conflito de interesse:

não há.

Creative Commons License This is an open-access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License