SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número68Sob o signo de Darwin? Sobre o mau uso de uma quimeraNotas sobre o sentimento de embaraço em Erving Goffman índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Rev. bras. Ci. Soc. v.23 n.68 São Paulo out. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092008000300010 

DOSSIÊ GOFFMAN

 

Dossiê Goffman - Apresentação

 

 

Carlos Benedito de Campos Martins

 

 

Os trabalhos que integram o presente Dossiê foram apresentados na mesa redonda "Erving Goffman e as ciências sociais: uma homenagem aos 25 anos do seu desaparecimento", por ocasião do 31º Encontro Anual da Anpocs, em 2007. A mesa teve por objetivo analisar a contribuição de Erving Goffman para as ciências sociais contemporâneas, procurando promover uma ampla discussão sobre os temas abordados por ele, os aspectos teóricos que lhe deram sustentação, seus procedimentos metodológicos e as perspectivas de análise abertas pela sua obra. Erving Goffman (1922-1982) é reconhecido como um dos autores mais influentes intelectualmente no contexto da sociologia norte-americana contemporânea. Sua obra continua tendo um significativo impacto nas ciências sociais em vários países - inclusive no Brasil expressa numa volumosa bibliografia internacional voltada para uma análise dos limites, dos alcances e das perspectivas contidas em seus trabalhos.

A obra de Goffman incorporou e transformou criativamente durante a sua elaboração contribuições de autores clássicos assim como de cientistas sociais de seu tempo. Nesse sentido, encontram-se presentes no seu trabalho autores como Durkheim, Simmel, Radcliffe-Brown, Alfred Schutz, Talcott Parsons, Herbert Blumer, Everett Hughes etc. Por outro lado, sua obra influenciou vários cientistas sociais norte-americanos, entre os quais se destacam Harold Garfinkel, Randall Collins, Jeffrey Alexander, Harvey Sachs e Emmanuel Schegloff. No plano internacional, seus trabalhos tiveram um impacto na obra de Anthony Giddens, Jürgen Habermas e Pierre Bourdieu, particularmente nos esforços intelectuais realizados por esses autores para articular teoricamente as estruturas sociais com a problemática do ator/agente social.

No Brasil, Goffman é conhecido principalmente por três livros produzidos no início de sua carreira: Asylums (traduzido como Manicômios, prisões e conventos, publicado pela Perspectiva em 1974, atualmente na 7ª edição), The presentation of self in everyday life (traduzido como A representação do eu na vida cotidiana, publicado pela Vozes em 1975, atualmente na 13ª edição) e Stigma (Estigma, publicado em 1975 pela Zahar Editores, atualmente na 4ª edição). Internacionalmente, tais edições são conhecidas como "The Big Three", seus três livros mais famosos e citados, que mantiveram Goffman por mais de vinte anos como o autor mais referido no Social Citation Index. Lamentavelmente, livros publicados posteriormente por ele, fundamentais para as ciências sociais, tais como Behavior in public places (1963), Interaction ritual (1967), Relations in public (1971), Frame analysis (1974), Gender advertisements (1979), Forms of talk (1982), ainda não foram traduzidos para o português.

Os temas e os conceitos goffmanianos ainda estão em pleno uso e vitalidade não só na sociologia e na antropologia, mas também em áreas como a psicologia, a lingüística e a educação. Os trabalhos apresentados a seguir buscam, a partir de ângulos diversificados, lançar luz sobre uma poderosa perspectiva analítica paradoxalmente famosa e, salvo exceções, relativamente pouco conhecida nas ciências sociais brasileiras.

 

 

Artigo recebido em junho/2008
Aprovado em julho/2008

 

 

Carlos Benedito Martins, doutor em sociologia pela Universidade de Paris V, é professor do Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília (UnB). Foi Visiting Scholar da Universidade de Columbia (2006-2007). É coordenador do grupo de trabalho Educação e Sociedade da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs). É autor de Para onde vai a pós-graduação em Ciências Sociais no Brasil (Bauru, Edusc, 2005). Email: carlosb@unb.br.