SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número1Corpos em obras: um olhar sobre as práticas corporais em BrasíliaTrabalho doméstico e socialização: estudo exploratório sobre o tema em Brasília (DF) índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Sociedade e Estado

versión impresa ISSN 0102-6992

Soc. estado. v.20 n.1 Brasília ene./abr. 2005

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69922005000100018 

RESUMOS DAS TESES E DISSERTAÇÕES APRESENTADAS NO PPG-SOL/UnB DE JANEIRO A ABRIL DE 2005
DISSERTAÇÕES

 

Feira do rolo na pedagogia da malandragem: memória e representações sociais no espaço urbano de Ceilândia-DF

 

 

Breitner Luiz Tavares

Curso: Mestrado em Sociologia
Data de defesa da dissertação: 28 de fevereiro de 2005
Orientadora: Profª Drª Bárbara Freitag Rouaet

 

 

RESUMO

A Feira do Rolo constitui um mercado que, em relação a outros centros comercias, oferece ao consumidor produtos diversos a preços acessíveis. O que diferencia esta feira das demais é a prática do "rolo" - sistema de trocas informais.
A prática do "rolo" acompanha a história da Ceilândia - cidade-satélite localizada a 25 km de Brasília - desde seu surgimento. Portanto, é parte da memória coletiva da cidade, uma alternativa no mercado de trabalho informal. Nesse contexto verifica-se uma situação de conflito: de um lado, a polícia e o Estado efetuam fiscalização em defesa da "ordem"; de outro, há uma comunidade que reivindica o status de legitimidade para a prática do "rolo" mesmo que este esteja associado à imagem da contravenção ou a comportamentos típicos do universo da malandragem.
Esta dissertação configura um estudo de caso, uma pesquisa de cunho qualitativo que visa reconhecer na Feira do Rolo a segregação socioespacial presente em Brasília visto que há, em sua dinâmica de funcionamento, representações sociais do cotidiano da cidade na qual está inserida.
Como recurso metodológico, usou-se a análise do discurso de atores sociais como: feirantes, moradores, autoridades locais, entre outros, com o intuito de perceber se este é um espaço eminente da contravenção ou se o "rolo" constitui um referencial significativo para a memória coletiva de seus participantes.

Palavras-chave: sociologia urbana, sociologia da cultura, metropolização, periferização, Brasília, Ceilândia, representação social, malandragem, memória, patrimônio imaterial.