SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue3O trabalho docente nas instituições de ensino superior privado em BrasíliaLições de Catende: um estudo sobre a luta pela construção de uma autogestão na Zona da Mata Sul de Pernambuco na década de 1990 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sociedade e Estado

Print version ISSN 0102-6992On-line version ISSN 1980-5462

Soc. estado. vol.21 no.3 Brasília Sept./Dec. 2006

http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69922006000300020 

RESUMOS DAS TESES E DISSERTAÇÕES APRESENTADAS NO PPG-SOL/UnB DE SETEMBRO A DEZEMBRO DE 2006
TESES

 

Ultramontanismo e catolicismo popular em Goiás de 1865 a 1907 à luz da sociologia da religião

 

 

Leila Borges Dias Santos

Curso: Doutorado em Sociologia
Data da defesa: 5 de dezembro de 2006
Orientador: Prof. Dr. Eurico Antônio Gonzales Cursino dos Santos

 

 

RESUMO

O presente estudo tem como tema a influência do movimento ultramontano sobre as práticas e manifestações do catolicismo popular goiano nos anos de 1865 a 1907, que perfaz os bispados desde D. Joaquim Gonçalves de Azevedo (1865-1876), percorre o de D. Cláudio José Ponce de Leão (1881-1890) até o de D. Eduardo Duarte da Silva (1891-1907). Os objetivos são os de descrever e analisar o que foi transformado e/ou mantido em meio às manifestações religiosas permeadas pelo catolicismo oficial e pelo popular, tendo como prisma teórico a sociologia religiosa weberiana.
As fontes documentais foram extraídas de Cartas Pastorais, relatos de Visitas Pastorais, da auto-biografia de D. Eduardo, de jornais de época e de contribuições de historiadores que lidaram com temas pertinentes ao desta pesquisa. Relatos de viajantes do século XIX também contribuíram para a reconstrução do período selecionado, que teve influência de eventos católicos como o Concílio de Trento, a Encíclica Syllabus e o Concílio Vaticano I.
O catolicismo reformado intentou reorganizar a administração, a liturgia e a doutrina católicas para impor o formato e a orientação do catolicismo oficial às irmandades e confrarias, organizações leigas representantes do catolicismo popular goiano que se situava em cenário agrário, pobre e isolado. Foram priorizadas, para se identificar a influência do ultramontanismo sobre as práticas populares, pelo fato de constituir em maiores subsídios de pesquisa, as festas populares do Divino Espírito Santo de Pirenópolis e a do Divino Pai Eterno de Trindade, o que caracteriza o estudo como histórico e sociológico.
A conclusão diz respeito à manutenção da natureza mágica no catolicismo popular goiano do recorte em função da preponderância dos rituais populares não substituídos pelas doutrina e liturgia oficiais.

Palavras-chave: ultramontanismo, catolicismo popular, Goiás, sociologia da religião.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License