SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue4POOR SCHOOL PERFORMANCE: IMPORTANCE OF CHILD SELF-REPORTUSE OF SCORE AND CEREBROSPINAL FLUID LACTATE DOSAGE IN DIFFERENTIAL DIAGNOSIS OF BACTERIAL AND ASEPTIC MENINGITIS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582On-line version ISSN 1984-0462

Rev. paul. pediatr. vol.35 no.4 São Paulo Oct./Dec. 2017

https://doi.org/10.1590/1984-0462/;2017;35;4;00018 

EDITORIAIS

IN TIME: PUBLONS BUSCA ATRAIR PARECERISTAS E APERFEIÇOAR A AVALIAÇÃO POR PARES

Lilian Nassi-Calòa  * 

aComunicação Científica em Saúde, BIREME/OPAS/OMS, São Paulo (SP), Brasil.


A avaliação por pares, um dos pilares da comunicação científica, vem passando por um momento de transição, em direção à maior confiabilidade, transparência e responsabilidade.1

É fato conhecido da comunidade acadêmica a saturação pela qual passa o atual modelo de revisão por pares. O aumento contínuo do número de publicações não é acompanhado pelo incremento da quantidade de pesquisadores que atuam como pareceristas dos artigos submetidos. Em consequência disso, a qualidade dos pareceres diminuiu e o tempo necessário para obtê-los, por outro lado, aumentou consideravelmente, o que ocasiona atrasos indesejáveis na disseminação do conhecimento e no avanço da ciência.

Sociedades científicas, instituições de pesquisa, agências de fomento e pesquisadores vêm se dedicando a estudar o tema; conferências e workshops são organizados em todo o mundo a fim de debater novas propostas e o futuro da avaliação por pares,2,3,4 inclusive a possibilidade de prescindir dela, ao menos em parte.5 Surgiram novas formas de avaliação além dos clássicos modelos simples e duplo-cego, como a avaliação em cascata e a avaliação pós-publicação. Essa modalidade em particular vem sendo adotada por um número crescente de periódicos, além dos repositórios de preprints.6

A avaliação por pares é um trabalho extremamente especializado, que demanda tempo e conhecimento, e pelo qual o parecerista - ao menos até recentemente - não recebe créditos proporcionais ao seu empenho. Na maioria das vezes, esse minucioso trabalho é descartado após o manuscrito ser aceito para publicação. Por outro lado, também não existe treinamento adequado para formar bons pareceristas. Os pesquisadores geralmente aprendem o trabalho sozinhos, ou com a ajuda de seus orientadores, colegas ou supervisores ao longo da carreira. Não causa surpresa, portanto, a dificuldade em se obter bons pareceres no tempo preconizado pelo processo editorial dos periódicos.

Como tornar a tarefa de revisar artigos mais atraente aos pesquisadores? Uma iniciativa criada na Nova Zelândia em 2012 por Andrew Preston e Daniel Johnston pretende responder à essa pergunta. Publons7 foi lançada como startup, inicialmente para registrar em um portal Web a contribuição de pareceristas e encorajar pesquisadores a postar on-line suas experiências como peer reviewers. Seus idealizadores tinham em mente estimular pesquisadores a atuar como pareceristas, oferecendo uma plataforma para registro dessa atividade. Na opinião deles, ser selecionado por um editor para revisar um artigo é uma prova de reconhecimento como especialista na área, e esse fato merece ser registrado e destacado. Esperavam também que os mecanismos de avaliação de desempenho acadêmico e recompensa passassem a reconhecer o trabalho dos pareceristas com a devida relevância na análise de currículos.

A operação do portal Publons é bastante simples e consiste na criação de um login por parte do pesquisador, que passa a registrar em sua página pessoal sua atividade como revisor de artigos antes ou após a publicação, informando o nome do periódico, a área de especialidade, o ano em que realizou a revisão e se a revisão foi pré- ou pós-publicação. As revisões propriamente ditas não são disponibilizadas até que o periódico autorize sua publicação no formato cego (nome do pareceristas permanece confidencial), duplo-cego (nome dos autores e dos pareceristas permanece confidencial) ou aberto. O autor de um artigo revisado registrado no Publons poderá optar por disponibilizar abertamente a revisão sobre seu artigo apenas se ambos o pareceristas e o periódico (por meio de sua política registrada na Publons, como pode ser visto em Plos One Publons8) assim o permitirem. É importante ressaltar que, mesmo que os pareceres não sejam disponibilizados no portal Publons, o crédito aos pareceristas é sempre registrado.

Além de registrar o trabalho de pareceristas, o Publons pretende contribuir para aumentar a confiabilidade da ciência, combatendo a fraude na avaliação por pares. Cabe destacar que a empresa foi recentemente adquirida pela Clarivate Analytics - empresa proprietária da Web of Science e outros produtos de indexação, publicação, e avaliação da ciência. Assim, associando os dados de citação de autores a seus registros de pareceristas no Publons, é possível aos editores de periódicos detectar potenciais pareceristas fictícios, que fraudam o processo de avaliação por pares. Além disso, o Publons pretende contribuir para a formação de pareceristas através da Publons Academy:9 “um curso prático on-line gratuito para pesquisadores em início de carreira desenvolvido por acadêmicos experientes e editores que tem por objetivo ensinar as competências-chave e habilidades necessárias para se tornar um bom parecerista”.

O futuro da avaliação por pares na comunicação científica inclui, muito provavelmente, um forte componente de inovação tecnológica, servidores de preprints, e avaliação pós-publicação. A saturação do modelo atual de revisão por pares pré-publicação requer soluções simples - como o Publons, por exemplo - e o reconhecimento dos mecanismos de avaliação do desempenho científico, para conferir o devido crédito aos pareceristas.

REFERÊNCIAS

1. Velterop J [homepage on the Internet]. Peer review - issues, limitations, and future development. ScienceOpen Research. 2015 [cited 2017 June 08]. Available from: Available from: https://www.scienceopen.com/document_file/ed465907-0406-4006-baa0-58840e5c5b07/ScienceOpen/3101_XE4666781361976378749.pdfLinks ]

2. Peer Review Survey 2009 [homepage on the Internet]. Sense about science. 2009 [cited 2017 June 08]. Available from: Available from: http://senseaboutscience.org/wp-content/uploads/2016/12/Peer_Review_Survey.pdfLinks ]

3. Mulligan A, Hall L, Raphael E. Peer Review in a changing world: an international study measuring the attitudes of researchers. J Am Soc Inf Sci Technol. 2013;64:132-61. [ Links ]

4. House of Commons Science and Technology Committee [homepage on the Internet]. Peer review in scientific publications 2011 [cited 2017 June 08]. Available from: Available from: http://www.publications.parliament.uk/pa/cm201012/cmselect/cmsctech/856/856vw.pdfLinks ]

5. Velterop J [homepage on the Internet]. Is the reproducibility crisis exacerbated by pre-publication peer review? SciELO in Perspective, 2016 [cited 2017 June 08]. Available from: Available from: http://blog.scielo.org/en/2016/10/20/is-the-reproducibility-crisis-exacerbated-by-pre-publication-peer-review/Links ]

6. Velterop J [homepage on the Internet]. Preprints - the way forward for rapid and open knowledge sharing. SciELO in Perspective, 2017 [cited 2017 June 08]. Available from: Available from: http://blog.scielo.org/en/2017/02/01/preprints-the-way-forward-for-rapid-and-open-knowledge-sharing/Links ]

7. Publons [homepage on the internet] [cited 2017 June 08]. Available at Available at https://publons.com/Links ]

8. Plos One Publons [homepage on the internet] [cited 2017 June 08]. Available from: Available from: https://publons.com/journal/70/plos-oneLinks ]

9. Publons Academy [homepage on the Internet]. Welcome to Publons Academy [cited 2017 June 08]. Available from: Available from: https://publons.com/community/academy/Links ]

Financiamento: O estudo não recebeu financiamento.

Recebido: 08 de Junho de 2017

*Autor correspondente. E-mail: calolili@paho.org (L. Nassi-Calò).

Conflito de interesses: O autor declara não haver conflito de interesses.

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons