SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 issue1ESPAÇO PÚBLICO E ESPAÇO PRIVADO NA CONSTITUIÇÃO DO SOCIAL: notas sobre o pensamento de Hannah ArendtLÓGICA DO DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E LÓGICA CAMPONESA author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Tempo Social

Print version ISSN 0103-2070On-line version ISSN 1809-4554

Tempo soc. vol.2 no.1 São Paulo Jan./June 1990

http://dx.doi.org/10.1590/ts.v2i1.84787 

Artigos

MODERNIDADE COM FEITIÇARIA: CANDOMBLÉ E UMBANDA NO BRASIL DO SÉCULO XX*

Reginaldo Prandi** 

**Professor do Departamento de Sociologia da FFLCH-USP.

RESUMO

A umbanda é considerada a mais genuína religião brasileira de origem africana. Neste artigo procura-se mostrar como a formação da umbanda no Rio de Janeiro dos anos 30 deste século está estreitamente ligada ao processo de mudança social em curso. Por volta de 1950, a umbanda já se encontrava difundida por todo o país como uma religião para todos, a despeito de cor, classe social e origem geográfica, enquanto o candomblé, religião da qual a umbanda se formou, mantinha-se limitado a grupos negros, sobretudo no Nordeste. A partir dos anos 60, entretanto, parcelas significativas de umbandistas passaram a professar o candomblé, sobretudo nas cidades grandes e desenvolvidas do Sudeste. Encontrar sentido para esses movimentos, como elementos das próprias mudanças que se dão na sociedade brasileira, é objetivo do presente trabalho.

Palavras-Chave: Brasil; religiões africanas; umbanda; candomblé; mudanças sociais

ABSTRACT

Umbanda has been considered the most genuine Brazilian religion originated from believes brought to Brazil by the African slaves. This article wants to show how the constitution of this religion keeps a strong relationship to certain social changes in Brazil about the 1930’s, particularly in Rio de Janeiro. By 1950 Umbanda was spread throughout the country as a religion for all kinds of people whatever their color, class and geographic origins could be. Candomblé, that is the African worship that Umbanda is derived from in sincretism with Catholicism, Indigene faiths of Brazil, and the French Kardecism, still goes on being a religion for some groups of Negroes in the Northwestern. Nonetheless, about 1960 and since, expressive parts of Umbanda adepts started practicing Candomblé, basically in the big and developed cities in the Southeastern. The author trys to understand why this kind of movement has been happening and what particular dimensions of the recent changes in Brazilian society all this is related to.

Key words: Brazil; african religions; “Umbanda”; “Camdomblé”; social changes

Texto completo disponível em PDF.

*Este artigo apresenta, de forma pouco modificada, três dos dezesseis capítulos da tese de livre docência em Sociologia, Os Candomblés de São Paulo, que o autor defendeu na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, em novembro de 1989, tese baseada em pesquisa realizada em 60 terreiros de candomblé situados na região metropolitana de São Paulo.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA

ARAÚJO, Alceu Maynard. Folclore nacional: Ritos, sabenças, linguagem, artes e técnicas. São Paulo, Melhoramentos, 1964. [ Links ]

AUGRAS, Monique & SANTOS, João Batista dos. Uma casa de Xangô no Rio de Janeiro. Dédalo, São Paulo, nº 24: 43-62,1983. [ Links ]

BASTIDE, Roger. As religiões africanas no Brasil. 2 vols. São Paulo, Pioneira, 1975. [ Links ]

______. O candomblé da Bahia: rito nagô. São Paulo, Nacional, 1978. [ Links ]

BROWN, Diana. Uma história da umbanda no Rio. In: Umbanda & política. Cadernos do ISER, 18. Rio de Janeiro, ISER e Marco Zero, 1987. [ Links ]

CAMARGO, Candido Procopio Ferreira de. Kardecismo e umbanda: ensaio de interpretação sociológica. São Paulo, Pioneira, 1961. [ Links ]

______. Igreja e desenvolvimento. São Paulo, Cebrap e Editora Brasileira de Ciências, 1971. [ Links ]

CAMARGO, Candido Procopio Ferreira de, PRANDI, Reginaldo et alii. Católicos, protestantes, espífritas. Petrópolis, Vozes, 1973. [ Links ]

CARNEIRO, Edison. Negros bantus. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1937. [ Links ]

CASCUDO, Luiz da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 2 vols. Rio de Janeiro, INEP-MEC, 1962. [ Links ]

CONCONE, Maria Helena Villas Boas. Umbanda, uma religião brasileira. São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, 1987. [ Links ]

CONCONE, Maria Helena Villas Boas e NEGRÃO, Lísias Nogueira. Umbanda: da repressão à cooptação. In: Umbanda & política. Cadernos do ISER, 18. Rio de Janeiro, ISER e Marco Zero, 1987. [ Links ]

DANTAS, Beatriz Góis. Repensando a pureza nagô. Religião e Sociedade. São Paulo e Rio, nº 8: 15-20, julho, 1982. [ Links ]

_______ . Vovó nagô e papai branco: usos e abusos da África no Brasil. Rio de Janeiro, Graal, 1988. [ Links ]

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. São Paulo, Pioneira, 1965. [ Links ]

FERNANDES, Gonçalves. Xangôs do Nordeste. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1937. [ Links ]

______. O sincretismo religioso no Brasil. Curitiba, Guaíra, 1941. [ Links ]

FERRETII, Mundicarmo Maria Rocha. De segunda a domingo, etnografia de um mercado coberto. Mina, uma religião de origem africana . São Luís, SIOGE, 1985. [ Links ]

FRY, Peter. Duas respostas à aflição: umbanda e pentecostalismo. Debate e crítica, nº 6: 79-94, 1975. [ Links ]

HASENBALG, Carlos Alfredo. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. Rio de Janeiro, Graal, 1979. [ Links ]

IANNI, Octavio. Raças e classes sociais no Brasil. 2ª ed. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1972. [ Links ]

IDOWU, E. Bolaji. Olodumare: God in Yoruba Belief . Essex, Longman Nigeria, 1982 [ Links ]

LANGENBUCH, Jurgen Richard. A estruturação da Grande São Paulo. Estudo de geografia urbana. Rio de Janeiro, Fundação IBGE, 1971. [ Links ]

LIMA, Vicente. Xangô. Recife, Centro de Cultura Afro-Brasileiro e Jornal do Comércio, 1937. [ Links ]

LIMA, Vivaldo da Costa. O candomblé da Bahia na década de trinta. In: OLIVEIRA, Waldir Freitas & LIMA, Vivaldo da Costa. Cartas de Edison Carneiro a Arthur Ramos. São Paulo, Corrupio, 1987. [ Links ]

MONTEIRO, Duglas Teixeira. Um confronto entre Juazeiro, Canudos e Contestado. In: FAUSTO, Boris (org.). O Brasil republicano . História Geral da Civilização Brasileira. Tomo III, vol. 2. São Paulo, Difel, 1978. [ Links ]

MOTTA, Roberto. Cidade e devoção. Recife, Pirata, 1980. [ Links ]

MOURA, Carlos Eugênio Marcondes de. A religião dos orixás, voduns e inquices no Brasil, Cuba, Estados Unidos, Granada, República Dominicana, Angola, Benin e Nigéria: Bibliografia complementar. In: Idem (org.). Meu sinal está no teu corpo. Outros escritos sobre a religião dos orixás — IV. São Paulo, Edicon e EDUSP, 1989. [ Links ]

MOURA, Roberto. Tia Ciata e a pequena Africa no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Funarte, 1983. [ Links ]

PEMBERTON, John. Eshu-Elegbara The Yoruba Trickster God. African Arts, IX (1): 20-27, 1975. [ Links ]

PEREIRA, João Baptista Borges. Encontros com Pixinguinha “Folhetim”, Folha de S. Paulo, 10 de julho de 1983. [ Links ]

PIERUCCI, Antônio Flávio de Oliveira. Igreja: contradições e acomodação. Ideologia do clero católico sobre a reprodução humana do Brasil. Cadernos Cebrap 30. São Paulo, Brasiliense, 1978. [ Links ]

______. O povo visto do altar: democracia ou demofilia? Novos Estudos Cebrap. São Paulo, nº 16: 66-80, dezembro, 1986. [ Links ]

PIERUCCI, Antônio Flávio de Oliveira, CAMARGO, Candido Procopio Ferreira de & SOUZA, Beatriz Muniz de. Igreja Católica: 1945- 1970. In: FAUSTO, Boris (org.). O Brasil republicano. História Geral da Civilização Brasileira. Tomo III, vol. 4. São Paulo, Difel, 1984. [ Links ]

______. Comunidades eclesiais de base. In: SINGER, Paul & BRANT, Vinícius Caldeira (orgs.). São Paulo: o povo em movimento. 4ª ed. Petrópolis, Vozes, 1983. [ Links ]

PRANDI, Reginaldo. Catolicismo e família: transformação de uma ideologia. Cadernos Cebrap 21. São Paulo, Brasiliense, 1975. [ Links ]

______. O trabalhador por conta própria sob o capital . São Paulo, Edições Símbolo, 1978. [ Links ]

______. Os favoritos degradados. São Paulo, Loyola, 1982. [ Links ]

______. Retrato do Brasil em carne e osso. Novos Estudos Cebrap. São Paulo, v. 1 (3): 10-16, 1982a. [ Links ]

PRANDI, Reginaldo & GONÇALVES, Vagner. Deuses tribais de São Paulo. Ciência Hoje, Rio de Janeiro, nº 57, set. 1989. [ Links ]

______. Axé São Paulo: Notas preliminares de pesquisa sobre origens e mudanças do candomblé na região metropolitana de São Paulo. In: MOURA, Carlos Eugênio Marcondes de (org.). Meu sinal está no teu corpo: outros escritos sobre a religião dos orixás — IV. São Paulo, Edicon e Edusp, 1989a. [ Links ]

QUERINO, Manuel. Costumes africanos no Brasil. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1938. [ Links ]

RAMOS, Arthur. Introdução a antropologia brasileira. 2 vols. Rio de Janeiro, Edições da C.E.B., 1943. [ Links ]

RIO, João do (Paulo Barreto). As religiões no Rio. Rio de Janeiro, H. Garnier, 1906. [ Links ]

RODRIGUES, Nina O animismo fetichista dos negros bahianos. 2ª ed. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1935. [ Links ]

______. Os africanos no Brasil. 4ª ed. São Paulo, Nacional, 1976. [ Links ]

ROLIM, Francisco Cartaxo. Pentecostais no Brasil: uma interpretação sócio-religiosa. Petrópolis, Vozes, 1985. [ Links ]

SADER, Eder. Quando novos personagens entraram em cena: experiências e lutas dos trabalhadores da Grande São Paulo (1970-1980). Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1988. [ Links ]

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. São Paulo, Companhia das Letras, 1988. [ Links ]

SILVA, Ornato José da. Ervas, raízes africanas. Rio de Janeiro, edição do autor, caixa postal 7.046, 1988. [ Links ]

SINGER, Paul. Movimentos de bairro. In: SINGER, Paul & BRANT, Vinicius Caldeira (orgs.). São Paulo: o povo em movimento. 4ª ed. Petrópolis, Vozes, 1983. [ Links ]

SOUZA, Beatriz Muniz de. A experiência da salvação: pentecostais em São Paulo. São Paulo, Duas Cidades, 1969. [ Links ]

TRINDADE, Liana. Exu, poder e perigo. São Paulo, Icone, 1985. [ Links ]

WARREN, Donald. A terapia espírita no Rio de Janeiro. Religião e sociedade, Rio de Janeiro, 11 (3): 56-83, dezembro, 1984. [ Links ]

WEBER, Max. Sociology of Religion. Boston, Beacon Press, 1963. [ Links ]

Recebido: Novembro de 1989

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution NonCommercial, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que sem fins comerciais e que o trabalho original seja corretamente citado.