SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número3Disturbios osteomusculares relacionados al trabajo en profesionales de enfermería: revisión integrativa de la literatura índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Acta Paulista de Enfermagem

versión On-line ISSN 1982-0194

Acta paul. enferm. vol.25 no.3 São Paulo  2012

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000300026 

RESENHA

 

Ressuscitação cardiopulmonar: novas diretrizes de atendimento

 

 

Cássia Regina Vancini CampanharoI; Rita Simone Lopes MoreiraII; Ruth Ester Assayag BatistaIII

IEnfermeira Especialista. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP - São Paulo (SP), Brasil. Mestre em Enfermagem. Hospital São Paulo - São Paulo (SP), Brasil
IIDoutora em Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP - São Paulo (SP), Brasil

Autor Correspondente

 

 

As mudanças nas Diretrizes da American Heart Association foram publicadas em 2010(1) e contêm as melhores recomendações para o tratamento das emergências clínicas, para os primeiros socorros, no suporte básico de vida e no tratamento avançado. A cadeia de sobrevivência foi acrescida de um novo elo, a realização de cuidados pós-reanimação cardiopulmonar (RCP) organizados, visto que indivíduos gravemente doentes precisam de um plano assistencial multidisciplinar para cuidar das diversas alterações apresentadas. A sobrevivência das vítimas de parada cardiorrespiratória (PCR) depende da qualidade das compressões torácicas externas (CTE); por isso, sua sequência foi alterada para minimizar atrasos no início e as interrupções. Assim a sequência A-B-C (airway-breathing-chest compressions), mudou C-A-B (chest cofnpression-aifway-breathing). Além disto, são determinantes importantes a frequência e a profundidade das CTE que devem ser realizadas no mínimo 100 compressões por minuto, com profundidade de 5 cm comretorno total do tórax à posição original. Segundo esta, a solicitação do Serviço Médico deve ser feita, após a detecção da inconsciência e da ausência de respiração adequada. O uso da monitorização da capnografia quantitativa contínua tem sido recomendada para confirmação da localização do tubo endotraqueal e da monitorização da qualidade da RCP. O uso de atropina não é mais recomendado para pacientes com atividade elétrica sem pulso e assistolia. Recomenda-se então a hipotermia terapêutica, visto que esta tem se mostrado benéfica na recuperação neurológica pós-RCP.

A atualização do conhecimento dos profissionais é fundamental, para que estes possam fornecer Suporte Básico e Avançado de Vida com qualidade, baseados nas melhores evidências científicas para os pacientes com PCR, possibilitando que os mesmos retornem à sociedade com boa capacidade funcional.

 

REFERÊNCIAS

1. Field JM, Hazinski MF, Sayre M, Chameides L, Schexnayder SM, Hemphill R, et al. Part 1: executive summary: 2010 American Heart Association Guidelines for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation. 2010; 122(18 Suppl 3):S640-S6.         [ Links ]

 

 

Autor Correspondente:
Rita Simone Lopes Moreira
e-mail rita.simone@unifesp.br

Artigo recebido em 29/08/2011 e aprovado em 07/11/2011

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons