SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 issue6Conjuração mineira: novos aspectos author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Estudos Avançados

Print version ISSN 0103-4014On-line version ISSN 1806-9592

Estud. av. vol.3 no.6 São Paulo May/Aug. 1989

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40141989000200001 

EDITORIAL

 

 

1989 É tempo de lembrar. Por acasos numéricos curiosos, 89 recebeu em nosso calendário conotações revolucionarias: 1789, ano-chave da Revolução Francesa, e ano em que a Conjuração Mineira é descoberta e sufocada. A vitória burguesa ,na Europa não correspondeu o êxito da revolta anticolonial. Sobre ambos os acontecimentos e sobre os processos históricos que os enfermaram temos aqui reflexões originais: o texto da conferência que Kenneth Maxwell proferiu no IEA por ocasião do bicentenário da prisão de Tiradentes; e o trabalho de Michel Vovelle em torno das repercussões (imediatas ou de longo alcance) da Revolução Francesa na cultura ocidental.

O fantasma de 89 voltará a nos rondar em novembro deste ano, quando se comemorará o centenário da nossa República, ao qual estudos AVANÇADOS pretende dedicar parte de seu nº 7.

Outros estudos compõem o presente número. Bresser Pereira, um scholar que tem experiência direta de política econômica, debate o tema, sempre candente, das relações entre a democracia e o papel do Estado na sociedade brasileira atual. João Adolfo Hansen aprofunda os motivos e os topoi políticos da sátira barroca em um texto extraído de sua tese de doutoramento, ainda inédita, sobre Gregorio de Matos (esperamos que a publicação desse ensaio abra o precedente de publicar excertos das melhores teses defendidas em nossas universidades).

Os densos trabalhos de Ivan Izquierdo (sobre a bioquímica da memória) e de Jair Minoro Abe (sobre a noção de estrutura em matemática e em física) levam estudos AVANÇADOS para a prática da alta divulgação científica, que é a necessária ponte entre a pesquisa pura e o público culto.

Uma proposta sobre o pagamento da dívida externa, encaminhada pelo Dr. Geraldo Forbes e discutida no âmbito do IEA, deu margem às considerações da Abordagem, território livre em que estudos AVANÇADOS abriga democraticamente pontos de vista fecundos e abertos à controvérsia.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License