SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número30O ladrão da BabilôniaO último ônibus índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Avançados

versão impressa ISSN 0103-4014versão On-line ISSN 1806-9592

Estud. av. v.11 n.30 São Paulo maio/ago. 1997

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40141997000200027 

CRIAÇÃO / POESIA

 

Longe perto daqui

 

 

Tradução de Régis Bonvicino

 

 

"We link too many things together
Ägnès Rouzier

 

Como está dito nos Fragmentos
Conheci o tipógrafo cego

inventor de palavras
A íris do olho

é uma flor ao inverso
e o ensaio sobre a neve

oferece nenhum começo
só um aspecto de luz

sob um portão
só uma fotografia da terra

só uma dobra
uma gramática recitando suas leis

Apenas como o ruído
parece distante

e morre sem mais pensar
naquele momento perguntamos

Nós já encontramos o centro, ou
Poderia ter mais azul você acha

ou apenas um tom diferente de azul
todo este tempo tacitamente confirmando

que pelo azul
ela poderia ter significado vermelho

e pelo vermelho...
Como está dito

devemos apontar armas ao futuro
onde o ensaio sobre a luz irá obviar o tempo

e o ensaio sobre a fumaça
provocará fenda na terra

Um dia eu completei a palavra final
de uma carta a meu pai

em qual clave esqueço
Depois que a tinta secou

Notei a chuva iluminada por uma luz de rua
sob a forma de um chapéu cônico

Notei que você
deixou o mapa da lua

metade em sombra sobre a mesa
Numa cidade próxima ao Mar do Norte

brancas noites passando enquanto
eu lia de um aviador derrubado

em Barr Adjam
durante a guerra diretamente depois

a guerra para acabar com todas as guerras
sem visão e queimando em

três quartos de seu corpo
Ouvindo em silêncios gêmeos

seu nome desaparecera
de seus lábios

Como está dito nos Fragmentos
Havia uma língua com duas palavras

e o desenho da macieira
Como está dito

Os corvos apresentam um paradoxo
Aprendemos um novo gesto

emitindo sons ininteligíveis
numa voz viva talvez

apontando para o céu
onde a chuva prossegue

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons