SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 número1A construção social e cultural do risco sexual, ou como fazer pesquisa (em sexualidade) em uma epidemiaOs primeiros anos da reforma sanitária no Brasil e a atuação da Fundação Rockefeller (1915-1920) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Physis: Revista de Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 0103-7331

Physis vol.5 no.1 Rio de Janeiro  1995

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73311995000100005 

Entre a vontade e a necessidade: negociação sexual em tempos de AIDS*

 

Between desire and need: sexual negociation in times of AIDS

 

Entre la volonté et la necessité: négociation sexuelle en temps de SIDA

 

 

Regina Maria BarbosaI; Wilza Vieira VillelaII; Anna Paula UzielIII

IPesquisadora do Instituto de Saúde de São Paulo, doutoranda do Instituto de Medicina Social da UERJ
IIMédica, psiquiatra, pesquisadora do Instituto de Saúde de São Paulo
IIIPsicóloga, mestranda em Psicologia Clínica na PUC-RJ e pesquisadora do Instituto de Medicina Social da UERJ

 

 


RESUMO

Ao quadro de precariedade em que se encontra a saúde no Brasil se aliam o crescimento do uso de contraceptivos, do número de mulheres chefiando famílias, do nível de escolaridade das mesmas, paralelamente ao seu empobrecimento. Nota-se, ampliando este quadro, uma progressão acelerada da epide­mia de HIV/AIDS junto à população feminina, infectada, em sua maioria, por via sexual.
A inexistência, até os dias de hoje, de um método que previna a transmissão sexual do vírus e seja regulado pelas mulheres torna urgente a discussão sobre as relações desiguais de gênero, que mantêm as mulheres em situação de desvantagem, nos planos individual e social, e interferem no processo de tomada de decisões voltadas à proteção de sua saúde e de sua integridade física. Com o presente artigo pretende-se discutir a complexidade das relações entre gênero e poder que permeiam os encontros sexuais entre homens e mulheres, delimitando e modelando, entre outras coisas, as possibilidades de negociação de práticas sexuais mais seguras.


ABSTRACT

The growth of the use af contraceptive, of the number of women as head of families, and of their leveI of education, together with their impoverishment are combined to the poor estate in which the health in Brazil is. We noticed that, enlarging this picture, a quick advancing of HIV/AIDS epidemics among the feminine population, infected, mainly, by way of sexual transmission.
Up to now, the inexistence of a method, determined by women, to prevent the sexual transmission of the virus make urgent the discussion of the inequal relations between the genders, that keep women in an inferior position in the social and individual levels, and interfere in the process of decision taking related to their health and physical integrity protection. With this article we intend to discuss the complexity of the relation between gender and power that permeates the sexual encounters between men and women, delimitating and shaping, among other things, the possibilities of safer sexual practices negotiation.


RÉSUMÉ

Dans Ia situation de précarité ou se trouve la santé au Brésil, s'ajoutent la croissance de l'usage de contraceptifs, du nombre de femmes .chefs de familles et de leur de scolarité, parallêlement à son appauvrissement. On note, en amplifiant cette situation, une progression acceléré de l' epidemie du HIV /SIDA auprês de la papulation feminine, infectée, en sa majorité, par voie sexuelle.
L'inexistence, jusqu'à nos jours, d'une méthode qui previenne Ia transmission sexuelle du virus et qui soit regi é par les femmes, rends urgent la discussion sur les relations inégales du genre, qui maintient les femmes en situation de désavantage, dans les plans individuel et social, et interferent dans le procédé de prendre des décisions tournées vers la protection de sa santé et de son intégrité physique. A vec cet article, on pretend discuter la complexité des relations entre genre et pouvoir qui traversent les rencontres sexuelles entre les hommes et les femmes, en délimitant et modelant entr' autre, les possibilités de négociation de pratiques sexuelles plus sures.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

* O presente artigo busca suscitar algumas questões sobre negociação sexual, gênero e poder, que vêm sendo aprofundadas em uma linha de pesquisa em andamento no Programa de Estudos e Pesquisa em Gênero, Sexualidade e Saúde, desenvolvido no Instituto de Medicina Socia/UERJ.
1. R. Barbosa, Saúde Reprodutiva e AIDS: Novas e Velhas Questões, Rio de Janeiro, Instituto de Medicina Social/UERJ, 1995 (aguardando publicação).         [ Links ]
2. Z. A. Stein, "HIV Prevention: The Need for Methods Women Can Use", American Journal of  Public Heallh, voI. 80, n° 4, 1990.         [ Links ]
3. WHO/GPA, Sexual Negotiation, the Empowerment of Women and the Female Condom, 1993, mimeo.         [ Links ]
4. J. F. Costa, A Face e o Verso. Estudos sobre o Homoerotismo 2, tese apresentada ao concurso para professor titular do Instituto de Medicina SociallUERJ, Rio de Janeiro, maio de 1995.         [ Links ]
5. J. Scott, Gender and the Po/itics of History, Nova lorque, Columbia University Press, 1988; S. Koffes, "Categoria Analítica e Empírica, Gênero e Mulher: Disjunções, Cônjunções e Mediações", Cadernos Pagu, n° I, lFCHlUnicamp, 1993; M. L. Heilborn, "De que Gênero Estamos Falando", Sexualidade, Gênero e Sociedade, ano I, n° 2,1994.         [ Links ]
6. G. Rubin, "The Traffie in Women: Notes on the 'Polítical Economy of Sex"', in R. Rapp, ed., T owards an Anthropology ofW omen, Nova lorque, Monthly Review Books, 1975; J. Scott, Gender and the..., op. cit.
7. M. Foucault, Microfisica do Poder, Rio de Janeiro, Graal, 1979.         [ Links ]
8. C. S. Vance, "Pleasure and Danger: Toward a Politics ofSexuality", in C. S. Vance, ed., Pleasure and Danger: Exploring Female Sexuality, Boston, Routledge and Kegan Paul, 1984.         [ Links ]
9. R. G. Parker, Corpos. Prazeres e Paixões. A Cultura Sexual no Brasil Contemporâneo, São Paulo, Editora Best Seller, 1991.         [ Links ]
10. O. Souza, Fantasia de Brasil. As Identificações na Busca da Identidade Nacional, Tese de Doutorado, 1993; C. Calligaris, Helio Brasil! Notas de um Psicanalista Europeu Viajando pelo Brasil, São Paulo, Escuta, 1992.         [ Links ]
11. R. G. Parker, Corpos, Prazeres..., op. cit., p. 250.
12. Cabe relembrar que as observações sobre o impacto das diferenças regionais nos discursos e práticas relativos à sexualidade são ainda preliminares, na medida em que constituem dados iniciais de um estudo em andamento no Instituto de Medicina Social/UERJ.
13. Ver discussão a esse respeito em W. V. Villela e R. M. Barbosa, Repensando as Relações entre Sexualidade e Gênero, trabalho apresentado no seminário Sexualidades Brasileiras, Rio de Janeiro, Instituto de Medicina Socia / UERJ, 1994, mimeo.         [ Links ]

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons