SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue1BESOUROS COPRÓFAGOS (COLEOPTERA; SCARABAEIDAE) COLETADOS EM PIRACICABA, SPFUSÃO DE PROTOPLASTOS DE Saccharomyces cerevisiae AVALIADA POR FLOCULAÇÃO E PRODUÇÃO DE H2S author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

Share


Scientia Agricola

Print version ISSN 0103-9016

Sci. agric. vol. 55 n. 1 Piracicaba Jan./Apr. 1998

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90161998000100011 

ESPÉCIES DE HISTERIDAE COLETADAS EM PIRACICABA, SP

 

S.R. RODRIGUES; L.C. MARCHINI
Depto. de Entomologia-ESALQ/USP, C.P. 9, CEP: 13418-900 - Piracicaba, SP.

 

 

RESUMO: Besouros predadores da família Histeridae foram coletados através do uso de armadilhas "pitfall" iscadas com massa fecal fresca de bovinos instaladas em área de pastagem em Piracicaba, SP. Coletaram-se durante o período de 15 de abril de 1995 a 17 de fevereiro de 1996, quatro espécies identificadas como Hister punctifer, Phelister panamensis, P. haemorrhous e P. rufinotus. A espécie P. panamensis é um importante predador de ovos e larvas de Haematobia irritans e representou 72,93% do total de insetos coletados.
Descritores: Histeridae, fezes bovinas, armadilhas "pitfall", controle biológico

 

HISTERIDAE SPECIES COLLECTED IN PIRACICABA, SP, BRAZIL

ABSTRACT: Histeridae beetles were collected using pitfall traps baited with cattle manure, placed in a pasture area in Piracicaba, SP, Brazil. The following species were collected from April 15th 1995 to February 17th 1996.: Hister punctifer, Phelister panamensis, P. haemorrhous and P. rufinotus. The species P. panamensis, an important predator of the horn fly, Haematobia irritans, represented 72,93% of all insects collected.
Key Words: Histeridae, dung pats, pitfall trap, biological control

 

 

INTRODUÇÃO

Os coleópteros da família Histeridae, são constituídos por mais de 3700 espécies em todo mundo, sendo especialmente abundantes nas zonas tropicais (Yélamos & Ferrer, 1988).

Os adultos, bem como as larvas são predadores de insetos ou pequenos animais, sendo encontrados em animais mortos, fezes, plantas em decomposição e substâncias similares (Arnett Jr., 1968).

Os Histeridae que ocorrem em fezes de animais, podem auxiliar no controle de moscas de importância médico-veterinária que aí se desenvolvem. Trabalhos nesse sentido foram realizados com a espécie Pachylister chinensis, visando auxiliar o controle de Musca domestica em Fiji (Bornemissza, 1968), e com Carcinops pumilio visando também o controle de Musca domestica (Geden & Axtell, 1988).

Vários estudos com Histeridae têm sido direcionados ao controle da mosca-dos-chifres (Haematobia irritans), que é a principal praga da pecuária nos Estados Unidos, a segunda na Austrália, e uma das quatro principais no Brasil (Honer & Gomes, 1990; Honer et al., 1990).

Segundo Summerlin et al. (1982), besouros da família Histeridae encontrados nas fezes bovinas, podem ser importantes predadores de estágios imaturos da mosca-dos-chifes.

Técnicas foram desenvolvidas para coleta, criação e manutenção de população de Histeridae em laboratório (Summerlin, 1989), devido a importância desse grupo de insetos para o auxílio no controle de H. irritans.

Algumas espécies como Atholus rothkirchi (Summerlin et al., 1990), Hister coenosus e Hister incertus (Summerlin et al., 1982), foram estudados e tidos como importantes predadores de fases imaturas de H. irritans.

Devido ao pouco conhecimento sobre os besouros predadores da família Histeridae no país, realizou-se um levantamento das espécies ocorrentes nas massas fecais bovinas na região de Piracicaba/SP, com o objetivo de se conhecer as espécies que possivelmente podem auxiliar no controle biológico da mosca-dos-chifres.

 

MATERIAL E MÉTODOS

O experimento foi realizado em uma área de 1 hectare de pastagem, ao lado de confinamento de bovinos no Departamento de Zootecnia dos Ruminantes, da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

A coleta dos besouros da família Histeridae, foi realizada durante o período de 15/04/1995 a 17/02/1996. Para tanto utilizou-se de "armadilhas pitfall" iscadas com massa fecal fresca de bovinos, que permaneciam por sete dias no campo, sendo que no final do período as massas eram trocadas e coletados os insetos, conforme proposto por Rodrigues & Flechtmann (1995).

Os insetos coletados eram levados ao Departamento de Entomologia, onde realizava-se a triagem e identificação dos mesmos.

Durante o período de coleta dos insetos, obtiveram-se dados meteorológicos no Departamento de Física, da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", referentes a precipitação (mm), umidade relativa do ar (%) e temperatura máxima, média e mínima (ºC).

 

RESULTADOS E DISCUSSÃO

Durante as 45 semanas de coleta, encontrou-se um total de 266 insetos pertencentes as espécies Hister punctifer, Phelister panamensis, P. haemorrhous e P. rufinotus (TABELA 1).

10tabela1.gif (11020 bytes)

 

O número de espécies encontradas é inferior as 8 espécies associadas a massas fecais de bovinos encontrados em Ilha Solteira/SP (Flechtmann et al., 1995a), e as 6 espécies encontra-das em Selvíria/MS (Flechtmann et al., 1995b).

A espécie P. panamensis foi coletada em maior quantidade, representando 72,9% da quantidade total de insetos coletados, ocorrendo em maior quantidade durante o período de agosto a dezembro, onde tem-se temperaturas mais elevadas e maior precipitação, entretanto, mesmo durante o período onde tem-se temperaturas mais baixas e clima seco do ano essa espécie era coletada em campo. (Figura 1 e 2).

55n1a10f1.GIF (7306 bytes)

55n1a10f1b.GIF (10768 bytes)

Figura 1 - Dados mensais de precipitação (mm), temperatura máxima, média e mínima (ºC). Piracicaba, ESALQ/USP, de 15 de abril de 1995 a 17 de fevereiro de 1996.

 

55n1a10f2.GIF (7067 bytes)

55n1a10f2b.GIF (7798 bytes)

Figura 2 - Capturas mensais de espécies de Histeridae em" armadilhas pitfall". Piracicaba/SP, ESALQ/USP, de 15 de abril de 1995 a 17 de fevereiro de 1996.

 

Phelister panamensis é de elevada importância, pois tanto a fase larval como o adulto, podem predar estágios imaturos de H. irritans, causando significativa redução no número de ovos na razão de 1:100 (Summerlin et al., 1991ab). Essa espécie foi coletada em maior quantidade durante o período da estação seca e em massas fecais de idade três, sendo também coletada em massas fecais de idade um e dois porém em menor quantidade, no município de Selvíria/MS (Flechtmann et al., 1995c).

As espécies P. haemorrhous e H. punctifer representaram 8,6% e 7,1%, respectivamente, da quantidade total de insetos coletados durante a condução do experimento.

Em Ilha Solteira/SP Flechtmann et al., (1995b), coletaram em 72,1% e 67,4% do total de áreas de pastagens estudadas, as espécies P. haemorrhous e H. punctifer, respectivamente.

Mesmo sendo coletado em pequena quantidade H. punctifer, ocorreu em praticamente todos os meses de coleta, sendo esta uma importante característica para seleção de espécies para o controle biológico da mosca-dos-chifres (Figura 2).

Para P. haemorrhous a ocorrência deu-se em apenas alguns dos meses de coleta (Figura 2), entretanto, é considerado como excelente predador de ovos da mosca-dos-chifres (Summerlin et al., 1991).

A espécie P. rufinotus representou cerca de 11,3% da quantidade total de insetos coletados, ocorrendo em apenas alguns dos meses de coleta (Figura 2).

A área de pastagem onde coletaram-se os insetos não se caracteriza como uma área típica de pastagem, sendo esta pequena e com pouca quantidade de massa fecal depositada. A área de confinamento ao lado, apesar de possuir grande quantidade de animais e ter consequentemente grande produção de massa fecal, haja vista que cada animal produz diariamente cerca de 10 massas fecais (Ridsdill-Smith & Matthiessen, 1981), não permite que estas massas fecais sejam utilizadas pelos insetos para desenvolvimento, pois os animais as pisoteiam e desestruturam completamente.

Mesmo os insetos não tendo muitas massas fecais para habitarem, existe grande quantidade de moscas no confinamento e que certamente devem utilizar-se das massas fecais na área de pastagem para oviposição, o que permite uma constante oferta de alimento para esses insetos predadores, permitindo assim que estes se desenvolvam nessa pequena área de pastagem.

A espécie P. panamensis parece ser a que melhor encontra-se adaptada ou em condições de desenvolver-se nesse ambiente, mas todas as espécies coletadas podem ser selecionadas para estudos mais detalhados para auxílio no controle de Haematobia irritans.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ARNETT Jr., R.H. The beetles of the United States. Ann Arbor: The American Entomological Institute, 1968. cap.26, p.369-384: Histeridae (Leach, 1815) the Hister beetle.         [ Links ]

BORNEMISSZA, G.F. Studies on the histerid beetle Pachylister chinensis in Fiji, and its possible value in the control of buffalo-fly in Australia. Australian Journal of Zoology, v.16, n.4, p.673-688, 1968.         [ Links ]

FLECHTMANN, C.A.H.; RODRIGUES, S.R.; ARAÚJO, S.D.; WENZEL, R.L. Levantamento de insetos fimícolas em Ilha Solteira, S.P., Brasil. Revista Brasileira de Entomologia, v.39, n.1, p.115-120, 1995a.         [ Links ]

FLECHTMANN, C.A.H.; RODRIGUES, S.R.; SENO, M.C.Z. Controle biológico da mosca-dos-chifres (Haematobia irritans irritans) em Selvíria, Mato Grosso do Sul. 3. Levantamento de espécies fimícolas associadas à mosca. Revista Brasileira de Entomologia, v.39, n.2, p.249-258, 1995b.         [ Links ]

FLECHTMANN, C.A.H.; RODRIGUES, S.R.; COUTO, H.T.Z. Controle biológico da mosca-dos-chifres (Haematobia irritans irritans) em Selvíria, Mato Grosso do Sul. 6. Dinâmica populacional de insetos fimícolas excetuando-se Scarabaeidae coprófagos. Revista Brasileira de Entomologia, v.39, n.2, p.287-296, 1995c.         [ Links ]

GEDEN, C.J. ; AXTELL, R.C. Predation by Carcinops pumilio (Coleoptera: Histeridae) and Macrocheles muscaedomesticae (Acarina: Macrochelidae) on the house fly (Diptera: Muscidae): functional response effects of temperature, and availability of alternative prey. Environmental Entomology, v.17, n.4, p.739-744, 1988.         [ Links ]

HONER, M.R.; GOMES, A. O manejo integrado da mosca dos chifres, berne, carrapato em gado de corte. Campo Grande: EMBRAPA-CNPGC, 1990. 60p. (Circular Técnica, 22).         [ Links ]

HONER, M.R.; BIANCHIN, I.; GOMES, A. Programa de controle da mosca dos chifres. 1. Brasil Central. Campo Grande: EMBRAPA-CNPGC, 1990. 3p. (Comunicado Técnico, 34).         [ Links ]

RIDSDILL-SMITH, T.J.; MATTHIESSEN, J.N. Controlling cattle dung and the bush fly. Journal of Agriculture of Western Australia, v.22, n.2, p.76-77, 1981.         [ Links ]

RODRIGUES, S.R.; FLECHTMANN, C.A.H. Besouros coprófagos (Coleoptera, Scarabaeidae) em pastagens em Irati/PR. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 15., Caxambú, 1995. Anais. Caxambú: Sociedade Entomológica do Brasil, 1995. p.581.         [ Links ]

SUMMERLIN, J.W. Techniques for collecting, rearing and handling histerid beetles. The Southwestern Entomologist, v.14, n.2, p.127-132,1989.         [ Links ]

SUMMERLIN, J.W.; MEOLA, S.M.; FINCHER, G.T.; ROTH, J.P. Laboratory observations on the life cicle Phelister panamensis Le Conte (Coleoptera; Histeridae) including scanning electron microscopy of stages. Journal of Agricultural Entomology, v.8, n.3, p.189-197, 1991a.         [ Links ]

SUMMERLIN, J.W.; ROTH, J.P.; FINCHER, G.T. Predation by two species of Histeridae beetles on the horn fly. The Southwestern Entomologist, v.16, n.1, p.45-49, 1991b.         [ Links ]

SUMMERLIN, J.W.; FINCHER, G.T.; ROTH, J.P. Predation by Atholus rothkirchi on horn fly. The Southwestern Entomologist, v.15, n.2, p.253-256, 1990.         [ Links ]

SUMMERLIN, J.W.; BAY, D.E.; HARRIS, R.L.; RUSSEL, D.L.; STAFFORD III, K.C. Predation by four species of Histeridae (Coleoptera) on horn fly (Diptera; Muscidae). Annals of the Entomological Society of America, v.75, n.6, p.675-677, 1982.         [ Links ]

YÉLAMOS, T.; FERRER, J. Catálogo preliminar de los histeridos de la fauna ibero-balear (Coleoptera, Histeridae). Graellsia, v.44, p.159-203, 1988.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 20.08.96
Aceito para publicação em 20.11.97