SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27Fatigue in patients with head and neck cancer undergoing radiation therapy: a prospective studyPrevalence and avoidability of surgical adverse events in a teaching hospital in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Latino-Americana de Enfermagem

On-line version ISSN 1518-8345

Rev. Latino-Am. Enfermagem vol.27  Ribeirão Preto  2019  Epub Aug 19, 2019

http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.3024.3169 

Artigo Original

Desenvolvimento de um protótipo de web software de apoio ao planejamento da aposentadoria *

Paloma de Souza Cavalcante Pissinati1  2 
http://orcid.org/0000-0001-9050-4330

Yolanda Dora Martinez Évora3 
http://orcid.org/0000-0002-1199-8297

Mariana Angela Rossaneis1  4 
http://orcid.org/0000-0002-8607-0020

Raquel Gvozd1 
http://orcid.org/0000-0002-5816-8215

Marcio Souza dos Santos1 
http://orcid.org/0000-0002-4455-8490

Maria do Carmo Fernandez Lourenço Haddad1 
http://orcid.org/0000-0001-7564-8563

1Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil.

2Prefeitura Municipal de Rolândia, Secretaria Municipal de Saúde, Rolândia, PR, Brasil.

3Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, Brasil.

4Universidade Norte do Paraná, Londrina, PR, Brasil.


RESUMO

Objetivo

desenvolver um protótipo de web software de apoio ao planejamento da aposentadoria.

Método

trata-se de uma pesquisa metodológica, aplicada, pautada nos princípios do modelo de prototipação, que seguiu as etapas de comunicação, planejamento, criação do protótipo, testes de funcionamento e consolidação da versão 1 do web software .

Resultados

as funções do protótipo do web software foram definidas a partir de um fluxograma e do escopo. Na etapa de criação foram projetadas as telas que integraram o protótipo, composto por entrevista, a partir do preenchimento do Inventário de Recursos para a Aposentadoria, tela de acesso aos materiais de apoio ao planejamento, incluindo palestras, textos científicos e materiais técnicos, tela de notícias sobre a aposentadoria, tela de vivências, as quais permitem aos usuários publicar expectativas em relação à aposentadoria e comentar publicações de outros usuários. Após a realização dos testes de funcionamento, o protótipo foi disponibilizado no endereço www.aposentarsecomsaude.com.br.

Conclusão

o protótipo do web software consiste em um ambiente interativo, no qual o usuário sente-se ativo no processo de reflexão sobre a aposentadoria ao longo das diferentes telas. Com linguagem e expressões claras, de fácil entendimento ao público distinto a que se destina, torna-se aplicável aos usuários de diferentes perfis profissionais.

Palavras-Chave: Informática Médica; Tecnologia da Informação; Software; Engenharia de Software; Envelhecimento Saudável; Aposentadoria

ABSTRACT

Objective

To develop a web software prototype to support retirement planning.

Method

This is a methodological research, applied and based on the principles of prototyping model, which followed the steps of communication, planning, prototype creation, functional tests and consolidation of web software version 1.

Results

The functions of the web software prototype were defined from a flowchart and scope. In the creation stage, the screens that integrated the prototype, composed by interview, were projected from the filling of the Retirement Resources Inventory, screen of access to support planning materials, including lectures, scientific texts, and technical materials, retirement news screen, experiences screen, which allow users to post retirement expectations and comment on other users’ posts. After performing tests, the prototype was made available at www.aposentarsecomsaude.com.br .

Conclusion

the web software prototype consists of an interactive environment in which the user feels active in the reflection process about the retirement along the different screens. With clear language and expressions that are easily understood by the public, they are applicable to users of different professional profiles.

Key words: Medical Informatics; Information Technology; Software; Software Engineering; Healthy Aging; Retirement

RESUMEN

Objetivo

desarrollar un prototipo de web software de apoyo a la planificación de la jubilación.

Método

se trata de una investigación metodológica, aplicada, pautada en los principios del modelo prototipado, que siguió las etapas de comunicación, planificación, creación del prototipo, pruebas de funcionamiento y consolidación de la versión 1 del web software .

Resultados

las funciones del prototipo del web software se definieron a partir de un diagrama de flujo y del ámbito. En la etapa de creación fueron proyectadas las pantallas que integraron el prototipo, compuesto por entrevista, completando el Inventario de Recursos para la Jubilación, pantalla de acceso a materiales de apoyo a la planificación, incluyendo conferencias, textos científicos y materiales técnicos; pantalla de noticias sobre la jubilación, pantalla de vivencias, las cuales permiten a los usuarios publicar expectativas en relación a la jubilación y comentar publicaciones de otros usuarios. Después de la realización de las pruebas de funcionamiento, el prototipo estuvo disponible en la dirección www.aposentarsecomsaude.com.br.

Conclusión

el prototipo del web software consiste en un ambiente interactivo, en el cual el usuario se siente activo en el proceso de reflexión sobre la jubilación a lo largo de las diferentes pantallas. Con lenguaje y expresiones claras, de fácil entendimiento al público distinto al que se destinan, se vuelve aplicable a los usuarios de diferentes perfiles profesionales.

Palabras-clave: Informática Médica; Tecnología de la Información; Programas Informáticos; Ingeniería de Programas Informáticos; Envejecimiento Saludable; Jubilatión

Introdução

Nos últimos anos, o Brasil tem se deparado com uma expressiva intensificação do processo de envelhecimento populacional associada a uma crise da previdência social1 , o que contribui para um cenário de insegurança não somente aos idosos, mas também aos que ainda estão distantes da aposentadoria. Nesse sentido, é fundamental que o trabalhador conscientize-se o quanto antes sobre a importância de adotar estratégias de planejamento que o direcionem a um desligamento saudável2 .

A decisão de aposentar-se pode ser uma tarefa difícil para alguns trabalhadores, os quais tendem a levar anos para começar a refletir sobre a mesma. Diante da possibilidade de tornar-se um obstáculo para o indivíduo, faz-se necessário estimulá-lo a iniciar ações de planejamento como estratégia para facilitar a adaptação ao novo período de vida3 .

Estudo de coorte realizado nos Estados Unidos da América (EUA), com mais de 37.000 pessoas, com idade superior a 50 anos, demonstrou que a aposentadoria bem-sucedida decorria de um processo de múltiplas influências, as quais envolviam recursos e comportamentos desenvolvidos mediante ações de planejamento. Dentre estes, destaca-se a necessidade de se preparar-se quanto aos aspectos econômicos, sociais, familiares, físicos, psicológicos e cognitivos, além de adotar comportamentos benéficos de saúde, cuidados financeiros e utilização de programas de apoio2 .

Entre os instrumentos que contribuem para a reflexão do trabalhador sobre o planejamento da aposentadoria, ressalta-se o Retirement Resources Inventory 4 , traduzido e validado no Brasil5 , denominado Inventário de Recursos para a Aposentadoria (IRA). Esses instrumentos, como o IRA, tornam-se importantes ferramentas de ação para Programas de Preparação para a Aposentadoria (PPA), as quais auxiliam os trabalhadores a refletirem sobre as mudanças que poderão vivenciar após a saída do trabalho6 .

Contudo, manter PPA ativos e promover a participação dos trabalhadores em encontros presenciais representa um desafio nos dias atuais, sobretudo devido ao deficit de recursos humanos qualificados para a condução dos encontros e a intensidade de atividades diárias dos indivíduos.

Nesse sentido, o desenvolvimento de softwares torna-se uma alternativa para complementar ações e promover a reflexão sobre o planejamento da aposentadoria, mesmo quando o trabalhador não possui disponibilidade para participar de reuniões presenciais. Compreende-se por software um recurso tecnológico flexível, de fácil acesso, versátil e robusto, que permite a utilização por inúmeras pessoas em um mesmo período de tempo, independente da localidade7 .

Em relação aos diferentes tipos de softwares , destacam-se os web softwares , também conhecidos como aplicativos web , que se caracterizam por ser hospedados em um servidor, com acesso remoto e seguro aos usuários, por meio de um navegador web , tendo a internet como ambiente de desenvolvimento e execução. Permitem desempenhar funções de maior complexidade, quando comparados aos web sites , pois, além de disponibilizarem informações, incluem recursos — instrumentos, cálculos e funções de feedback — em tempo real, interativos, por meio de trocas com o usuário, como também disponibilizam banco de dados para armazenamento e análise das informações, além de eliminar a necessidade de instalação de um hardware no computador8 .

Na área da saúde e enfermagem, o desenvolvimento de softwares permite integrar ações, direcionar o processo de trabalho, além de contribuir para a gestão dos serviços. Entretanto, muitos softwares estão voltados ao diagnóstico de doenças, cuidado de enfermagem, ensino, sendo identificada uma lacuna de estudos que os apliquem em outras vertentes, dadas as diversas possibilidades de utilização desses sistemas9 - 11 , dentre as quais se destaca a capacidade de apoiar o processo de planejamento da aposentadoria.

Diante disso, neste estudo, objetivou-se desenvolver um protótipo de web software de apoio ao planejamento da aposentadoria.

Método

Trata-se de um estudo metodológico, do tipo aplicado. O desenvolvimento do protótipo do web software adotou como referencial metodológico as etapas do modelo de prototipação12: comunicação, planejamento, criação do protótipo, avaliação, testes de funcionamento e consolidação da versão 1 do web software .

Para o desenvolvimento dos aspectos técnicos do protótipo do web software , os autores contrataram uma empresa especializada em desenvolvimento web , em que os desenvolvedores possuíam formação em desenvolvimento de sistemas e designer gráfico, com especialização em desenvolvimento web . Já o processo de planejamento do funcionamento, seleção dos conteúdos e apresentação das telas foi realizado pelos próprios autores com formação em enfermagem e atuação em planejamento da aposentadoria.

Na etapa de planejamento, realizou-se a modelagem do protótipo do web software , por meio da qual se estabeleceram os aspectos visíveis aos usuários, como o layout e a apresentação das telas12 , além de definir o fluxograma e o escopo com as funções do protótipo.

Elaborou-se também um questionário de caracterização sociodemográfica e ocupacional para ser respondido pelo usuário ao acessar a página de entrevista, o qual incluiu as variáveis: idade, sexo, situação conjugal, número de filhos, renda mensal familiar e individual, profissão, titulação, se ele estava empregado no momento em que acessou o web software , turno de trabalho, se realizava horas extras, se possuía outro trabalho concomitante, se estava estudando no momento, qual curso realizava, qual a previsão de aposentadoria, entre outras.

Além disso, o IRA, traduzido e validado no Brasil4 , foi informatizado e inserido no protótipo do web software . Esse Instrumento tem por objetivo reunir recursos relevantes para o alcance do bem-estar na aposentadoria, organizado em seis domínios, envolvendo aspectos físicos, financeiros, sociais, emocionais, cognitivos e motivacionais, o que reforça a premissa de que a promoção de uma aposentadoria saudável requer um planejamento multidimensional.

Composto por 30 itens, pontuados por meio de uma escala Likert de cinco pontos, distribuídos em quatro Tipos de Recursos (RT): o RT1, que compreende os aspectos físicos; RT2, os aspectos financeiros; RT3, aspectos sociais e RT4, aspectos emocionais, cognitivos e motivacionais.

A partir do preenchimento do questionário, mediante leitura e aceite do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido disponibilizado no formato digital, os usuários eram direcionados às telas específicas com materiais de apoio.

Os materiais de apoio ao planejamento da aposentadoria foram selecionados a partir de uma pesquisa bibliográfica inicial, realizada entre dezembro de 2016 e agosto de 2017. Foram consultados sítios eletrônicos (plataforma Google® e Youtube®), bases de dados científicas - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS); Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE); Biblioteca Virtual da Saúde (BVS) e Biblioteca Virtual da Saúde de Psicologia (BVSPIS) e o buscador Public Medline (PUBMED), a partir da combinação dos termos controlados dos Descritores em Ciências da Saúde (DECS): perda; benefícios da aposentadoria; aposentadoria; aposentado; sentimento.

Foram incluídas palestras e reportagens videogravadas, disponíveis em livre acesso, além de textos científicos, publicados em português e disponíveis na íntegra, relacionados à temática do planejamento da aposentadoria e aos recursos necessários para o preparo do trabalhador. Após a seleção dos conteúdos, estes subsidiaram a tela de Entrevista e de Notícias do protótipo do web software e passaram a ser atualizados semanalmente na aba de notícias e sempre que detectada a necessidade pelos próprios autores nas demais abas.

Ainda, elaborou-se o espaço para postagem de notícias breves relacionadas à aposentadoria como forma de manter os usuários atualizados sobre o tema. Por fim, estruturou-se o ambiente interativo do protótipo do web software para que os usuários possam postar suas vivências e expectativas em relação à aposentadoria, bem como trocar mensagens com outros trabalhadores que acessarem a tela. Para garantir o sigilo e a ética das informações pessoais, nessa tela o usuário possuía a opção de escolher se desejava identificar-se e tornar seu nome visível aos demais usuários na aba de vivências ou optar por manter anonimato.

Concluída a etapa de planejamento e definindo-se como os instrumentos e materiais seriam inseridos no web software , iniciou-se o desenvolvimento técnico do sistema. Elaborou-se um esboço informatizado contendo as principais características, denominado protótipo12 .

O desenvolvimento do protótipo foi dividido em três etapas principais: o design , que compreendeu o delineamento do layout ; frontend , que incluiu a definição da interface visível ao usuário, com as telas e os ícones de acesso ao Inventário de Recursos para a Aposentadoria, materiais de apoio e acesso às notícias postadas e o backend , o qual constituiu a face não visível ao usuário, responsável pelo processamento das informações, exportação e armazenamento no banco de dados.

Para a criação do layout do protótipo do web software , utilizou-se o programa Adobe Photoshop®, sendo selecionadas apenas imagens de acesso livre. Para a construção do frontend e do backend, os desenvolvedores utilizaram o Sublime Text ®, o qual permitiu salvar os arquivos no formato de programação e marcação. Além disso, a equipe técnica também utilizou os softwares Apache, My Structured Query Language (MySQL) e Hypertext Preprocessor – Macintosh, Apache, My Structured Query Language and Hypertext Preprocessor (PHP - MAMP®) como facilitadores para a realização dos testes de prototipação por simular um ambiente web no próprio computador.

Na construção da interface visível ao usuário ( frontend ), a fim de garantir o design responsivo e adaptável aos diferentes formatos de telas e browsers , optou-se por utilizar as linguagens de marcação de Cascading Style Sheets (CSS), a qual permitiu delinear o estilo de fontes, espaçamentos e cores do web software ; o HyperText Markup Language (HTML), que forneceu os aspectos estruturais da página, permitindo a inserção de documentos, vídeos, imagens e outros formatos de arquivos e JavaScript , que consiste em uma terceira camada de desenvolvimento, que garante a interação do usuário com os itens inseridos na página.

Quanto ao backend do protótipo do web software , optou-se pela utilização da linguagem de programação em Hypertext Preprocessor (PHP) para o processamento das informações inseridas pelo usuário. Os dados processados foram armazenados em um banco de dados, no formato MySQL, que utiliza uma linguagem estruturada para consulta, denominada Structured Query Language (SQL), em conjunto com o PHP para aplicação (P4A), permitindo, assim, a exportação dos dados no formato Excel® para análises posteriores.

O gerenciamento dos conteúdos e dos dados inseridos pelos usuários foi realizado por meio do acesso à tela administrativa, disponível em www.aposentarsecomsaude.com.br/admin. Ao acessá-la, os pesquisadores inseriam e atualizavam os conteúdos do protótipo do web software , além de baixarem o banco de dados das respostas dos usuários ao IRA e as postagens na tela de vivências.

Para garantir o gerenciamento dos acessos ao web software , optou-se pela utilização do recurso Google Analytics ®, que é uma ferramenta web livre e atua por meio de códigos HTML para rastrear informações relacionadas ao acesso.

Assim, adotou-se como indicadores de monitoramento de acessos do protótipo do web software: a média de páginas/conteúdos que são visualizados por dia; percentual de usuários que acessaram o web software e saíram sem acessar nenhuma página ou conteúdo interno; número de usuários que estão acessando o protótipo do web software naquele momento (usuários on-line ); tempo que o usuário permanece ativo no protótipo, incluindo os acessos aos conteúdos, cliques e todas as atividades desenvolvidas; duração média da sessão; número médio de páginas acessadas durante a sessão; percentual de usuários que acessaram o protótipo pela primeira vez e de usuários que retornaram; percentual de usuários que o acessaram de acordo com o tipo de dispositivo (computador, celular ou tablet ) e o número de acessos que foram feitos a partir da digitação direta do link do protótipo no navegador como, também, os acessos provenientes da lista de favoritos do usuário.

Durante o desenvolvimento do protótipo foram realizados testes para verificar a funcionalidade da interface do usuário, os quais incluíram: teste de características da interface; teste de ambientes web; teste de links e teste de formulários.

Realizadas as correções de funcionamento, a versão 1 do web software foi disponibilizada. O desenvolvimento do protótipo do web software ocorreu entre julho de 2016 e junho de 2018.

O estudo respeitou os preceitos éticos, sendo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisas Envolvendo Seres Humanos, conforme Parecer nº 1.543.255.

Resultados

O protótipo foi definido em seu escopo como um web software capaz de coletar, armazenar e processar dados referentes aos aspectos de bem-estar da aposentadoria, além de fornecer materiais de apoio para o planejamento dos usuários.

Para iniciar o desenvolvimento do protótipo do web software , fez-se necessário que os pesquisadores elaborassem o fluxograma com todas as telas que o integrariam e, também, suas funções. Definiu-se como elemento central o ícone “Iniciar Entrevista”, por meio do qual o trabalhador responderia ao questionário de caracterização sociodemográfica e ocupacional e o Inventário de Recursos para a Aposentadoria, conforme apresentado na Figura 1 .

Figura 1 *TCLE: Termo de Consentimento Livre e Esclarecido; †SOCIO/OCUP: sociodemográfico e ocupacional; ‡IRA: Inventário de Recursos para a Aposentadoria; §RT: Recurso - Fluxograma de funcionamento do protótipo do web software de apoio ao planejamento da aposentadoria. Maringá, PR, Brasil, 2018 

Durante o desenvolvimento técnico do protótipo do web software definiu-se o funcionamento da tela inicial e o layout de apresentação de cada ícone. Buscou-se garantir que todas as funções estivessem disponíveis aos usuários, com fonte em tamanho adequado e ambiente convidativo.

Incluiu-se a frase central “Pensando em se Aposentar? Clique aqui e descubra se está preparado respondendo ao questionário” para convidar o usuário a responder ao Inventário de Recursos para Aposentadoria. Além disso, foram inseridos ícones no canto superior direito da página para acesso à entrevista, notícias, vivências e contato com a equipe desenvolvedora ( Figura 2 ).

Figura 2 – Tela inicial do protótipo do Web Software de apoio ao planejamento da aposentadoria. Maringá, PR, Brasil, 2018 

Ao selecionar a ação central, Iniciar Entrevista, o usuário é direcionado a uma segunda tela na qual visualizava o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e, após leitura e concordância, direciona-se à terceira tela referente ao Questionário de Caracterização Sociodemográfica e Ocupacional.

Essa tela foi programada para que o usuário realizasse o preenchimento por meio de questões abertas e de múltipla escolha. A fim de garantir o completo preenchimento, para exportação ao banco de dados em Excel® no backend , todas as questões foram projetadas com uma marcação que as tornava obrigatórias, de modo que o usuário avançava para a tela seguinte somente após responder ao questionário de forma completa.

Ao prosseguir para a quarta tela, o usuário acessava as questões do IRA. Esse inventário está dividido em cinco telas sequenciais, com seis perguntas de múltipla escolha, com preenchimento obrigatório.

Tendo preenchido o IRA, o usuário recebia automaticamente uma cópia das respostas em seu e-mail junto com o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. No web software , era direcionado a uma quinta tela, na qual visualizava um gráfico de colunas com a pontuação obtida nas quatro dimensões do questionário.

A seguir, programou-se a disponibilização de conteúdos de apoio específicos, os quais incluíram materiais técnicos, artigos científicos, vídeos disponibilizados na rede em livre acesso e palestras, relacionados à dimensão na qual o indivíduo apresentou menor pontuação tendo, ainda, a opção de acessar os materiais referentes às demais dimensões ( Figura 3 ).

Figura 3 – Tela de pontuação final e materiais de apoio do protótipo do Web Software de apoio ao planejamento da aposentadoria. Maringá, PR, Brasil, 2018 

Destaca-se que, a fim de garantir que o usuário conseguisse retornar à página com o resultado final do questionário após navegar pelos conteúdos, ao clicar nos ícones de cada dimensão, o questionário era disponibilizado em uma nova aba do navegador. Dessa forma, era possível retornar à raiz de respostas e explorar materiais de outras dimensões.

Programou-se também a tela de Vivências, na qual o usuário poderia postar expectativas, ansiedades e partilhar experiências em relação à aposentadoria, além de trocar mensagens com outras pessoas ao inserir respostas aos posts já publicados. Buscou-se estabelecer um ambiente interativo, que se assemelhasse às redes sociais, no qual o indivíduo tivesse a possibilidade de comentar e visualizar as vivências ( Figura 4 ).

Figura 4 Tela vivências do protótipo do Web Software de apoio ao planejamento da aposentadoria. Maringá, PR, Brasil, 2018 

O protótipo incluiu ainda uma tela de Notícias, na qual o usuário tem acesso aos conteúdos atualizados semanalmente, relacionados ao preparo para a aposentadoria, conforme demonstrado na Figura 5 .

Figura 5 Tela notícias do protótipo do Web Software de apoio ao planejamento da aposentadoria. Maringá, PR, Brasil, 2018 

Com a finalidade de aumentar a interação entre pesquisadores e usuários, programou-se a opção Contato, o que permite enviar mensagens diretamente à equipe gestora do protótipo do web software , além de disponibilizar o e-mail de contato “contato@aposentarsecomsaude.com.br”.

O desenvolvimento da área administrativa permitiu a atualização de conteúdos diretamente pela equipe de pesquisadores. Também foi possível visualizar todas as respostas dos usuários ao IRA, as postagens e comentários inseridos pelos usuários na tela de vivência e realizar o download de todos os dados em planilha de Excel ® a fim de submetê-los à análise em pesquisas posteriores.

Os testes de funcionamento foram realizados pela equipe de desenvolvedores e pesquisadores, de forma contínua, ao longo da criação do protótipo. Buscou-se detectar possíveis erros na estética e no conteúdo visual apresentado ao usuário; garantir o adequado funcionamento a partir de diferentes navegadores, de modo que não ocorressem distorções visuais ao usuário; assegurar que o usuário conseguisse acessar todos os conteúdos corretamente ao clicar nos links disponibilizados e, ainda, certificar-se de que os questionários apresentassem tamanho e dados adequados para evitar a perda de informações inseridas ao clicar em ícones, como por exemplo a função retornar.

Realizada a correção das falhas de funcionamento, a versão 1 do web software Aposentar-se com Saúde foi disponibilizada na internet por meio do registro acessível no link www.aposentarsecomsaude.com.br, o qual passou a ser monitorado para avaliar os acessos dos usuários. Como estratégia de divulgação e a fim de ampliar os acessos ao protótipo, disponibilizou-se link de acesso no Portal de uma universidade pública brasileira.

O gerenciamento de acessos do web software Aposentar-se com Saúde foi realizado a partir da plataforma eletrônica Google Analytics ®. De acordo com o relatório extraído, até o dia 30 de junho de 2018, 337 usuários acessaram o protótipo, dos quais 307 (91,10%) acessaram pela primeira vez e 30 (8,90%) retornaram mais de uma vez.

Os acessos foram provenientes de diferentes regiões do Brasil, sendo 297 (88,13%) do estado do Paraná, além de usuários em Brasília, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul e São Paulo. No âmbito internacional, registrou-se um acesso ao protótipo na cidade de Córdoba, Argentina.

Foram contabilizadas 1.563 exibições de páginas, que correspondem ao número de conteúdos acessados pelos usuários e os usuários permaneceram, em média, 4 minutos e 48 segundos em cada sessão, sendo totalizadas 369 sessões.

O protótipo do web software apresentou uma taxa de rejeição de 34,15%, que representa o acesso a uma única página, porém sem interação e permanência do usuário. Foram visualizadas, em média, 4,24 páginas durante cada sessão, excluindo-se o acesso repetido a uma mesma página.

Destaca-se que o protótipo do web software foi desenvolvido de modo a permitir modificações em todos os conteúdos e telas no intuito de promover o contínuo aprimoramento de suas funções e a inserção de novas matérias para apoiar o processo de planejamento da aposentadoria. A linguagem de marcação e programação foi escolhida de forma a garantir que os usuários pudessem acessar a página a partir de diferentes plataformas digitais — por tablets , smartphones ou computadores — com a mesma qualidade de imagem e execução de funções.

Discussão

O desenvolvimento de um protótipo de web software de apoio ao planejamento da aposentadoria adotou, como elemento central, a versão informatizada do IRA para que, durante o seu preenchimento, os usuários pudessem identificar as áreas que apresentavam maior fragilidade em relação ao planejamento da aposentadoria5 . Assim, a partir da pontuação exibida por meio de gráfico projetado na tela de resultados, os usuários acessavam os materiais de apoio selecionados visando promover a reflexão sobre o aspecto de menor pontuação, que corresponde à maior fragilidade no que se refere ao preparo para o desligamento laboral.

Dentre os elementos que compõem o modelo ideal de transição para a aposentadoria, estão a escolha e o controle sobre o momento adequado de se desligar do trabalho e, sobretudo, ter acesso aos recursos que permitam se preparar para esse momento13 . O desenvolvimento do protótipo do web software de apoio ao planejamento da aposentadoria representa uma das estratégias a serem utilizadas pelo trabalhador ao longo de sua trajetória profissional, de modo a permitir diagnosticar áreas de maior fragilidade e refletir a partir de conteúdos de apoio.

Ainda, como desafios para o desenvolvimento do protótipo do web software de apoio ao planejamento da aposentadoria, destaca-se a capacidade de ser atrativo e promover um ambiente interativo aos usuários finais. Ressalta-se que, como estratégia para a promoção da saúde, o desenvolvimento de tecnologias de softwares móveis, que permitam a interação on-line, tem se destacado em relação às opções de mídia tradicional14 .

O protótipo do web software está direcionado a uma ampla gama de usuários com diferentes características sociodemográficas e ocupacionais. Portanto, a tecnologia deve buscar integrar e disponibilizar conteúdos de fácil compreensão e evitar o excesso de informações visuais, a fim de garantir a agilidade no acesso e um fluxograma padronizado de navegação15 .

O protótipo do web software foi delineado a partir de um escopo previamente determinado, com textos de linguagem acessível e telas autoexplicativas aos que o acessem. Tais estratégias condizem com os aspectos-chaves para a implementação de uma tecnologia de informação em saúde de sucesso, descritas em estudo realizado nos Estados Unidos da América e Reino Unido, dentre as quais, destacam-se a importância de se ter clareza sobre o objetivo ao qual se destina e o quanto essa tecnologia contribuirá para a solução do problema. Acrescenta-se, também, a busca pelo equilíbrio na redação e apresentação de conteúdos nas telas do software , de modo que sejam compreendidos por diferentes usuários16 .

O protótipo do web software, além de apoiar o trabalhador no processo de planejamento da aposentadoria, também permite a geração de um banco de dados, a partir do preenchimento na tela de entrevista e de vivências. A utilização de softwares por profissionais de saúde possui diversos objetivos, entre os quais a coleta e o processamento de informações. A incorporação de tais ferramentas amplia a possibilidade de análise de dados epidemiológicos com contribuições significativas para a tomada de decisão clínica, qualidade e segurança do paciente17 .

Os testes de funcionamento foram realizados com o intuito de corrigir possíveis falhas e garantir a qualidade do protótipo e, também, para se obter a consolidação da versão 1 e disponibilizá-la em formato de livre acesso. Esses procedimentos são os primeiros passos para a avaliação de um novo software , sobretudo por se tratar da área da saúde, na qual se visa garantir não somente o desempenho adequado, mas a segurança das informações coletadas18 .

Tendo-se disponibilizado a versão 1 do web software Aposentar-se com Saúde foi possível constatar a rápida adesão dos usuários diante da importante quantidade de acessos realizados em diferentes regiões do Brasil e o expressivo número de exibições de página em um curto período de tempo. A utilização de um gerenciador de acesso contribui para o conhecimento do perfil de utilização, preferências por conteúdos, formulários preenchidos, além de permitir rastrear comportamentos dos usuários e, assim, monitorar a qualidade e a aceitabilidade do software 19 .

Diante da tendência de incorporação tecnológica na área da saúde, torna-se necessário que os profissionais dessa área desenvolvam habilidades para projetar, implementar e monitorar softwares utilizados no processo de trabalho. O envolvimento dos trabalhadores de saúde permite alinhar o gerenciamento das tecnologias com os objetivos da instituição20 .

Ressalta-se como potencialidade do estudo o estabelecimento de uma relação de complementariedade entre pesquisadores e a equipe técnica de desenvolvedores. Essa característica permitiu o contínuo aprimoramento do protótipo, bem como o desenvolvimento em um curto período de tempo e, sobretudo, a participação ativa dos enfermeiros pesquisadores na condução e estruturação de todas as telas e design do protótipo do web software .

O desenvolvimento do protótipo do web software Aposentar-se com Saúde consiste em uma estratégia inovadora de intervenção em planejamento da aposentadoria. A capacidade de fornecer o diagnóstico da área em que o usuário apresenta maior fragilidade em relação ao preparo para o desligamento laboral e o acesso imediato aos conteúdos de apoio ao processo de reflexão aumenta o potencial de contribuições do protótipo associado, ainda, à possibilidade de acesso a partir de diferentes dispositivos — tablets , smartphones e computadores.

Além disso, contribuirá para a vivência na prática clínica do enfermeiro que atua na gestão da idade e saúde do trabalhador, que pode utilizar o protótipo do web software como instrumento de trabalho para o cuidado e mapear como os trabalhadores identificam-se em relação ao planejamento da aposentadoria. A partir da adoção do protótipo poderá elaborar intervenções específicas para as necessidades de cada indivíduo, de forma a estimular o preparo e conduzi-lo a um desligamento saudável.

Destaca-se, como limitação do estudo, a dificuldade de encontrar conteúdos que pudessem ser aplicados aos usuários com diferentes características sociodemográficas e ocupacionais, bem como adequá-los para uma linguagem acessível, de modo que o protótipo do web software pudesse ser adotado por instituições e indivíduos das diversas áreas profissionais. Diante disso, sugere-se o desenvolvimento de estudos futuros para analisar a usabilidade por trabalhadores e as contribuições para o processo de reflexão do desligamento laboral.

Conclusão

Neste estudo, visou-se desenvolver um protótipo de web software de apoio ao planejamento da aposentadoria.

O escopo e o fluxograma do protótipo preconizaram o desenvolvimento de um ambiente interativo, no qual o usuário tivesse a possibilidade de sentir-se participante ativo no processo de reflexão sobre a aposentadoria ao longo das diferentes telas. Além disso, optou-se pela utilização de imagens atrativas, que remetessem à tranquilidade que pode ser desfrutada mediante um desligamento planejado e a adoção de linguagem e expressões claras, de fácil entendimento ao público distinto a que se destinam.

Acredita-se que a adoção de tais recursos, associados à realização de testes contínuos para a melhoria do funcionamento do protótipo, contribuiu para a adesão dos usuários em curto prazo. Portanto, estimula-se a inserção do link de acesso ao protótipo do web software Aposentar-se com Saúde nos sites das instituições laborais, públicas e privadas como forma de estimular o trabalhador a refletir sobre o planejamento da aposentadoria. O livre acesso a essa tecnologia permitirá a ampla incorporação nos mais diversos cenários e para diferentes categorias profissionais.

Referências

1. Minayo MCS. The imperative of caring for the dependent elderly person. Ciênc Saúde Coletiva. [Internet]. 2019 [cited Feb 17, 2019];24(1):247-52. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018241.29912018Links ]

2. Sonnega A, Faul JD, Ofstedal MB, Langa KM, Philips JW, Weir DR. Cohort Profile: the Health and Retirement Study (HRS). Int J Epidemiol. [Internet]. 2014 Mar [cited Jul 30, 2018];43(2):576-85. Available from:https://doi.org/10.1093/ije/dyu067Links ]

3. Thakur SS, Jain SC. Retirement planning and social security concept in Indian context. Intern J Comm Manage Res. [Internet]. 2017 Fev [cited Jul 30, 2018];3(2):35-40. Available from:http://www.managejournal.com/archives/2017/vol3/issue2/3-1-37Links ]

4. Leung CSY, Earl JK. Retirement Resources Inventory: Construction, factor structure and psychometric properties. J Vocat Behav [Internet]. 2012 Out [cited Jul 30, 2018];81(1):171-82. 2012. Available from:https://doi.org/10.1016/j.jvb.2012.06.005Links ]

5. Gvozd R, Guirardello EB, Rossaneis MA, Pissinati PSC, Haddad MCFL. Translation na cultural adaptation of the Retirement Resources Inventory for the Brazilian culture. Rev Saúde Pública. In press 2019. [ Links ]

6. Pazzim TA, Marin A. Preparation Program for Retirement: A systematic review of national literature. Rev Bras Orientac Prof. [Internet]. 2016 Jan-Jun [cited Jul 30, 2018];17(1):91-101. Available from: http://www.redalyc.org/html/2030/203049524010/Links ]

7. Logan AG. Transforming hypertension management using mobile health technology for telemonitoring and self-care support. Can J Cardiol. [Internet]. 2013 May [cited Jul 30, 2018];29(5):579-85. Available from: https://doi.org/10.1016/j.cjca.2013.02.024Links ]

8. Swain NR, Christensen SD, Snow AD, Dolder H, Espinoza-Dávalos G, Goharian E, et al. A new open source platform for lowering the barrier for environmental web app development. Environ Model Software. [Internet]. 2016 Nov [cited Feb 27, 2019];85(1):11-26. Available from: https://doi.org/10.1016/j.envsoft.2016.08.003Links ]

9. Moreira ACA, Teixeira FE, Araujo TL, Cavalcante TF, Silva MJ, Cruz ATCT. Software development for nursing care: integrative review. Rev Enferm UFPE. [Internet]. 2016 Dec [cited Jul 30, 2018];10(supl.6):4942-50. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11276/12917Links ]

10. Juliani CMCM, Silva MC, Bueno GH. Advances in Nursing Informatics in Brazil: Integrative Review. J Health Inform. [Internet]. 2014 Oct-Dec [cited Jul 30, 2018];6(4):161-5. Available from:http://www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/view/322/218Links ]

11. Ribeiro IL, Costa ICC, Santa Rosa JGS. Software for health services: an integrative review about Brazilian research. Rev Bras Inov Tecnol Saúde. [Internet]. 2014 Jul-Sep [cited Jul 30, 2018];4(3):1-11. Available from: http://www.periodicos.ufrn.br/reb/article/view/5638/4645Links ]

12. Pressman RS. Engenharia de software: uma abordagem profissional. 8ed. Porto Alegre: AMGH; 2016. [ Links ]

13. Moffatt S, Heaven B. ‘Planning for uncertainty’: narratives on retirement transition experiences. Ageing Soc. [Internet]. 2017 Maio [cited Jul 30, 2018];37(1):879-98. Available from:https://doi.org/10.1017/S0144686X15001476Links ]

14. Brusse C, Gardner K, McAullay D, Dowden M. Social Media and Mobile Apps for Health Promotion in Australian Indigenous Populations: Scoping Review. J Med Internet Res. [Internet]. 2014 Dec [cited Jul 30, 2018];16(2):e280. Available from:https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4275496/Links ]

15. Silva KL, Évora YDM, Cintra CSJ. Software development to support decision making in the selection of nursing diagnoses and interventions for children and adolescents. Rev. Latino-Am. Enfermagem. [Internet]. 2015 Set-Out [cited Jul 30, 2018];23(5):924-35. Available from: http://www.redalyc.org/html/2814/281442225020/Links ]

16. Cresswell KM, Bates DW, Sheikh A. Ten key considerations for the successful implementation and adoption of large-scale health information technology. J Am Med Inform Assoc. [Internet]. 2013 Jun [cited Jul 30, 2018];20(1):9-13. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23599226Links ]

17. Ventola CL. Mobile Devices and Apps for Health Care Professionals: Uses and Benefits. Pharmacy Ther. [Internet]. 2014 May [cited Jul 30, 2018];39(5):356-64. Available from:https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4029126/Links ]

18. Misra S, Lewis TL, Augnst, TL. Medical application use and the need for further research and assessment for clinical practice: creation and integration of standards for best practice to alleviate poor application design. JAMA Dermatol. [Internet]. 2013 Jun [cited Jul 30, 2018];149(6):661-2. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23783150Links ]

19. Clark DJ, Nicholas D, Jamali HR. Evaluating information seeking and use in the changing virtual world: the emerging role of Google Analytics. Learned Publ. [Internet]. 2014 Jul [cited Jul 30, 2018];27(3):185-94. Available from: https://doi.org/10.1087/20140304Links ]

20. Simpao AF, Ahumada LM, Gálvez JA, Rehman MA. A Review of Analytics and Clinical Informatics in Health Care. J Med System. [Internet]. 2014 Abr [cited Jul 30, 2018];38(45): Available from:https://doi.org/10.1007/s10916-014-0045-xLinks ]

*Artigo extraído da tese de doutorado “Desenvolvimento e avaliação de um web software de apoio ao planejamento da aposentadoria”, apresentada à Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil.

Recebido: 27 de Novembro de 2018; Aceito: 15 de Março de 2019

Autor correspondente: Paloma de Souza Cavalcante Pissinati E-mail: paloma_cavalcante_souza@hotmail.com

Creative Commons License  This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.