SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 issue1O SUS e a municipalização à luz da experiência concretaAnálises sobre a reforma sanitária e concepções políticas subjacentes: a visão autoritária do ideário progressista author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290On-line version ISSN 1984-0470

Saude soc. vol.2 no.1 São Paulo  1993

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12901993000100005 

ARTIGOS

 

Exclusão social fenômeno totalitário na democracia brasileira

 

 

Sarah Escorel

Médica Sanitarista, Mestre em Saúde Pública, Professora Assistente da ENSP/FIOCRUZ e Doutoranda em Sociologia na UNB

 

 


RESUMO

O artigo distingue conceitualmente três abordagens da temática da democracia e o desenvolvimento de cada uma delas na sociedade brasileira: democracia como valor, como processo e como conteúdo substantivo. Detendo-se nessa última abordagem, apresenta a categoria de exclusão social, construída e analisada por Hannah Arendt em Origens do totalitarismo, como elemento conceitual que permite refletir e compreender melhor a situação de amplas parcelas da população brasileira. A análise permite identificar no Brasil a existência de um processo com regras democráticas que convive com um conteúdo substantivo totalitário, a exclusão social com violência.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

01. ARENDT, H. Origens do totalitarismo. São Paulo, Companhia das Letras, 1989.         [ Links ]

02. ARENDT,H. A condição humana. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1991.         [ Links ]

03. ARENDT,H. On violence. New York & London, Harvest/HBJ Book, 1970.         [ Links ]

04. BOBBIO,N. A teoria das formas de governo. Brasília, Ed. UNB, 1980.         [ Links ]

05. BOBBIO,N. Qual socialismo? debate sobre uma alternativa. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1983.         [ Links ]

06. BOBBIO,N. Estado, governo, sociedade: para uma teoria geral da política. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.         [ Links ]

07. BOBBIO,N.; MATTEUCCI,N. & PASQUINO,G. Dicionário de política. Brasília, Ed. UNB, 1991.         [ Links ]

08. BOBBIO,N. O futuro da democracia: uma defesa das regras do jogo. 5 ª ed. Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1992.         [ Links ]

09. BRASIL. Congresso Nacional. Constituição:. República Federativa do Brasil, Brasília, 1988.         [ Links ]

10. CARDOSO, F.H. O modelo político brasileiro e outros ensaios. São Paulo, Difusão Européia do Livro, 1973.         [ Links ]

11. CARDOSO, F.H. Autoritarismo e democratização. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1975.         [ Links ]

12. CARDOSO, F.H. A construção da democracia no Brasil. In: CEDEC. Visões da transição. São Paulo, 1989.         [ Links ]

1 3. COUTINHO, C.N. A democracia universal e outros ensaios. Rio de Janeiro, Salamandra, 1984.         [ Links ]

14. COUTINHO, C.N. As categorias de Gramsci e a América Latina. In: Coutinho, C.N. & Nogueira, M.A. org., Gramsci e a América Latina. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1988.         [ Links ]

15. COUTINHO,C.N. Democracia e socialismo no Brasil de hoje. In: Weffort,F. et al. A democracia como proposta. Rio de Janeiro, IBASE, 1991.         [ Links ]

16. HABERMAS,J. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Rio de Janeiro, Tempo Brasileiro, 1984.         [ Links ]

17. HABERMAS,J. A nova intransparência: a crise do Estado de bem-estar social e o esgotamento das energias utópicas. Novos Estudos CEBRAP, (18):103-14, 1987.         [ Links ]

18. HABERMAS,J. Soberania popular como procedimento: um conceito normativo de espaço público. Novos Estudos CEBRAP, (26):100-13, 1990.         [ Links ]

19. KONDER,L. A derrota da dialética: a recepção das idéias de Marx no Brasil, até o começo dos anos trinta. Rio de Janeiro, Campus, 1988.         [ Links ]

20. KONDER,L. Intelectuais brasileiros & marxismo. Belo Horizonte, Oficina de Livros, 1991.         [ Links ]

21. KONDER,L. O futuro da filosofia da praxis: o pensamento de Marx no século XXI. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1991.         [ Links ]

22. LAFER,C. A reconstrução dos direitos humanos: um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. São Paulo, Companhia das Letras, 1991.         [ Links ]

23. LAFER,C. Hannah Arendt: pensamento, persuasão e poder. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1979.         [ Links ]

24. LAFER,C. Hannah Arendt: vida e obra. Posfácio. In: Arendt,H. Homens em tempos sombrios. São Paulo, Companhia das Letras, 1971.         [ Links ]

25. LAFER,C. A política e a condição humana. Posfácio. In: ARENDT,H. A condição humana. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1991.         [ Links ]

26. MAY, D. Hannah Arendt: uma biografia. Rio de Janeiro, Casa-Maria Ed./ LTC, 1988.         [ Links ]

27. NASCIMENTO,P.C. Democracia e saúde: uma perspectiva arendtiana. In: Fleury, S. org. Saúde: Coletiva? questionando a onipotência do social. Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 1992.         [ Links ]

28. O'SULLIVAN, N. Hannah Arendt: a nostalgia helênica e a sociedade industrial In: Crespigny, A. & Minogue, K.R. Filosofia política contemporânea. Brasília, Ed. UNB, 1982.         [ Links ]

29. WEFFORT,F. Porque democracia? São Paulo, Brasiliense, 1985.         [ Links ]

30. WEFFORT,F. Qual democracia? São Paulo, Companhia das Letras, 1992.        [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License