SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 issue2Investigação em Serviços de Saúde: qual é o seu problema?Movimentos sociais e comunitários no campo da saúde como sujeitos e objetos de experiências educativas author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290On-line version ISSN 1984-0470

Saude soc. vol.3 no.2 São Paulo  1994

https://doi.org/10.1590/S0104-12901994000200006 

ARTIGOS

 

Pesquisas na área de classificação de doenças

 

 

Ruy Laurenti

Professor Titular do Departamento de Epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Diretor do "Centro Colaborador da OMS Para a Classificação Internacional de Doenças em Português", FSP/USP

 

 


RESUMO

A Classificação Internacional de Doenças (CID) foi adotada internacionalmente em 1893 passando a ser utilizada como uma Classificação de Causas de 77 Morte. A partir da Sexta Revisão, em 1948, a responsabilidade pela CID e sucessivas revisões passou para a OMS e esse instrumento estatístico desde então, vem se ampliando bastante deixando de ser apenas uma classificação de causas de morte para se tornar, a seguir, também, uma classificação de doenças propriamente dita e de motivos de consulta. Atualmente, entende-se pelo jargão CID, urna verdadeira "Família de Classificações". O trabalho descreve, em linhas gerais, pesquisas que são realizadas com a CID, quer como instrumento estatístico de análises de mortalidade e morbidade, quer pesquisas para avaliação ou mesmo para novas propostas quanto aos usos dos múltiplos aspectos englobados sob o título CID.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. AMERICAN MEDICAL ASSOCIATION - Standart nomenclature of diseases and operations. 4 ed., Blackistan Company, 1952.         [ Links ]

2. BLOUDEL, B. & BRÉART, G. Mortinatalité et mortalité néonatalle: description, facteurs de risque et evaluation des soins. Encycl. Méd. Chir (Paris). Obstétrique 5-077-C-20. Pediatrice 4-002-F-50. 1994.6p.         [ Links ]

3. EFFICIENCY in hospital indexing of the coding system of the International Statistical Classification and Standart Nomenclature of Diseases and Operations. J.Am. Ass.Med. Rec. Libr., 30(3)1959.         [ Links ]

4. JOUGLA, E. Comparison of practice in coding diabetes or a cause of death in eight European Countries - Results of the "EURODIAB" concerted European activity. São Paulo, 1991. (WHO - SES/ICD/C/ 91.10).         [ Links ]

5. LAURENTI, R. Fatores de erro na mensuração da mortalidade infantil. Rev. Saúde Pública, 9: 529-37, 1975.         [ Links ]

6. LAURENTI, R. Epidemiologia da hipertensão arterial. In: Chiaverini, R. et al. Doença hipertensiva: diagnóstico, etiopatogênese, tratamento. São Paulo, Livraria Atheneu, 1980.         [ Links ]

7. LAURENTI, R. The use of coding rules for underlying cause of death. Budapest, Hungary, 1983. (WHO - DES/WG/83.5).         [ Links ]

8. LAURENTI, R. et al. Mortalidade de mulheres em idade fértil no município de São Paulo (Brasil), 1986. II - Mortes Por Causas Maternas. Rev. Saúde Pública, 19:225-32, 1990.         [ Links ]

9. LAURENTI, R. Accuracy of causes of death statements on draft certificates. São Paulo, Brazil. (WHO - SES/ICD/C/9I.5).         [ Links ]

10. LAURENTI, R. Análise da informação em saúde: 1893-1993, cem anos da Classificação Internacional de Doenças. Rev. Saúde Pública, 25:407-17, 1991.         [ Links ]

11. LAURENTI, R. Período perinatal e mortalidade perinatal: conceitos e definições. São Paulo, 1994 [Preparado para a área materno-infatil da Organização Panamericana da Saúde]         [ Links ].

12. LAURENTI, R. et al. Death certificates with mention of neoplasm: comparison of the selection and codification of the underlying cause of death between coders from Tokio (Japan) and São Paulo (Brazil). Report of a pilot study, Part I. Beijing, China, 1992. (WHO - SES/ICD/C/92.5).         [ Links ]

13. LOBO DA COSTA JR., M. & FONSECA, L. A. Comparison between the selection of underlying cause of death by the North American and Brazilian Centres: results of the codification of North American death certificates by the Brazilian Centre. San Francisco, 1984. (WHO - DES/ICD/C/84.42).         [ Links ]

14. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE - Classificação estatística internacional de doenças e problemas relacionados a saúde. 10ª rev., 1989, São Paulo, EDUSP, 1993.         [ Links ]

15. PERCY, C. International death certificates study: comparison of coding underlying cause of death by ICD-9 in different countries - São Paulo, Brazil, 1985. (WHO; DES/ICD/C/85.18).         [ Links ]

16. PUFFER, R. R. & SERRANO, C. V. Patterns of mortality in childhood. Washington, D. C. Pan American Health Organization, 1973. (PAHO -Scient. Public. n° 267).        [ Links ]

17. SANTO, A. H. et al. Evaluation of the uses of the rules for selection of causes of death for primary mortality statistics. Meknes, Marocco, 1981. (WHO -ICD/81.1)4.        [ Links ]

18. WORLD HEALTH ORGANIZATION - Manual of the international statiscal classification of diseases, injuries, and causes of death. 6th rev., 1948. Geneva, Switzerland, 1948.        [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License