SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 issue2A pesquisa em enfermagem: notas de ordem histórica e metodológica author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

Share


Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290

Saude soc. vol.5 no.2 São Paulo  1996

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12901996000200007 

ARTIGOS

 

O discurso de parto de mulheres vivenciando a experiência da primeira gestação*

 

Marcia R. NozawaI; Néia SchorII

IDepartamento de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, Cidade Universitária "Zeferino Vaz", Barão Geraldo, Campinas, SP. Endereço para correspondência: Rua Uruguaiana, 1237/21 - Bosque, 13026- 002 - Campinas, SP
IIDepartamento de Saúde Materno-Infantil da Faculdade de Saúde Pública - USP, Av. Dr. Arnaldo, 715 - Sumaré, 01246-904 - São Paulo, SP, Capital

 

 


RESUMO

Este trabalho é parte integrante de um estudo realizado junto a um grupo de mulheres, clientes de um centro de saúde escola, que vivenciavam a experiência da primeira gravidez, com o objetivo de desenvolver e avaliar uma ação educativa participante. A ação educativa foi desenvolvida sob a perspectiva de uma relação pedagógica calcada no diálogo e na participação ativa das educandas no processo, assim, o referencial metodológico do estudo inspirou-se na concepção de educação libertadora e na metodologia participativa em pesquisa. Os dados apresentados e a análise realizada referem-se à discussão sobre o parto que apresentou-se como tema central durante todo o processo educativo. Pelo emprego da Análise de Discurso como instrumento de avaliação da ação realizada foi possível identificar o sentido predominantemente negativo de parto no discurso das gestantes, bem como discutir o processo de constituição desse discurso apontando estratégias que promovam a superação de tal significado visando subsidiar a prática educativa realizada por profissionais de saúde junto a esse grupo específico da clientela.

Palavras-chave: Primeira gestação; ação educativa; análise de discurso; educação libertadora; metodologia participativa em pesquisa.


SUMMARY

This paper is part of a study carried out with a group of women, at a school health centre, experiencing their first gestation. The study aims at developing and evaluating a participative educative action. Such action has been developed from a pedagogic relation perspective based on dialogue and active participation of the women in in the educative process. Thus the methodological framework derived from the concept of freeing education and participation research methodology. Both the data used and analysis perfomed refer to the discussion on delivery - the central issue of the whole educative process. The use of Discourse Analysis as an evaluative tool of the action allowed the identification of the predominantly negative meaning of delivery in the pregnant women's discourse as well as the discussion of the production process of the discourse. Such discussion indicates strategies that promote the overcoming of the negative load that will subsidise the educative practice of health professionals towards this specific clientele group.

Key words: first gestation; education action; discourse analysis; freaing education; participatory research methodology.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRANDÃO, H. N. Introdução à análise de discurso. Campinas, SP, Pontes, 1990.         [ Links ]

GUIMARÃES, E. Credo ou creio. In: Orlandi, E. L. P. Palavra, fé, poder. Campinas, Ed. Pontes, 1987. p.81-9.         [ Links ]

KITZINGER, S. Mães: um estudo antropológico da maternidade. Lisboa, Ed. Presença, 1987.         [ Links ]

LAGAZZI, S. M. O juridismo marcando as palavras: uma análise do discurso cotidiano. Campinas, 1987. [Dissertação de Mestrado - Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP]         [ Links ].

MAINGUENEAU, D. Novas tendências em análise de discurso. Campinas, Ed. Pontes/ UNICAMP, 1989.         [ Links ]

MALDONADO, M. T. Psicologia da gravidez. 4ª ed. Petrópolis, Ed. Vozes, 1976.         [ Links ]

NOZAWA, M. R. Ação educativa participante com gestantes: a análise de discurso como instrumento de avaliação. São Paulo, 1991. [Dissertação de Mestrado - Faculdade de Saúde Pública da USP]         [ Links ].

ORLANDI, E. L. P. Discurso e leitura. Campinas, Ed. Cortez/UNICAMP, 1988.         [ Links ]

ORLANDI, E. L. P. Linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. 2ª ed. Campinas, Ed. Pontes, 1987.         [ Links ]

ORLANDI, E. L. P. Segmentar ou recortar.ln: Lingüística: questões e controvérsias. Uberaba, 1984. p.9-26. (Série Estudos, 10)        [ Links ]

ORLANDI, E. L. P. Silêncio e implícito - produzindo a monofonia. In: Guimarães, E. História e sentido na linguagem. Campinas, Ed. Pontes, 1989. p.39-46.         [ Links ]

PAMPLONA, V. Mulher, parto e psicodrama. São Paulo, Ed. Àgora, 1990.         [ Links ]

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas, Ed. UNICAMP, 1988.         [ Links ]

XAVIER, D. et alii. Questões femininas para a ordem médica: o feminismo e o conceito de saúde. In: Labra, M. E. Mulher, saúde e sociedade. Petrópolis, Vozes, 1987. p.203-22.         [ Links ]

 

 

* Este artigo está baseado na dissertação de mestrado intitulada Ação Educativa Participante com Gestantes: A Análise de Discurso como Instrumento de Avaliação, apresentada no ano de 1991, à Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.