SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número1O impacto do aborto ilegal na saúde reprodutiva: sugestões para melhorar a qualidade do dado básico e viabilizar essa análise índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Saúde e Sociedade

versão impressa ISSN 0104-1290versão On-line ISSN 1984-0470

Saude soc. v.6 n.1 São Paulo jan./jul. 1997

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12901997000100006 

ARTIGOS

 

Engendrando gênero na compreensão das lesões por esforços repetitivos

 

 

Eleonora Menicucci de OliveiraI; Margarida BarretoII

IProf Drª Livre Docente do Centro de Estudos em Saúde Coletiva UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo
IIProf Drª da Faculdade de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

 

 


RESUMO

Fruto de uma reflexão conjunta realizada pelas autoras a partir de diferentes experiências no contato com trabalhadores mulheres e homens portadores das Lesões por Esforços Repetitivos (L.E.R.s). Contatos estes, que foram possíveis pelo atendimento desses trabalhadores encaminhados pelos Centros de Referência de Saúde do Trabalhador para os serviços ambulatoriais da UNIFESP/ EPM, pelas pesquisas que as autoras estão desenvolvendo com trabalhadores do Hospital São Paulo e pela prática médica no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Plásticas, Cosméticos e Similares de São Paulo.O fio condutor do trabalho é a incorporação da categoria gênero para compreender o impacto diferenciado das L.E.R.s na vida das mulheres e dos homens, no mundo das novas tecnologias que criam novas(os) trabalhadoras(es), novas(os) doentes e excluídas(os). Esta abordagem desvendou a esfera esquecida da subjetividade na vida desses trabalhadores.O estudo apontou que adquirir L.E.R. é trazer empresa e os seus processos produtivos para o interior da casa, onde o sentimento de culpa se reforça, com implicações e interferências nas relações afetivas do cotidiano.

Palavras-chave: trabalhadores, gênero, medo, subjetividade, doença, exclusão, culpa


SUMMARY

This study is the result of a joint reflection by the authors starting from different experiences of contact with women and men workers suffering of RSI. These contacts were made possible by the attendance of these workers forwarded by the Centros de Referência de Saúde do Trabalhador (Worker's Health Reference Centers) to the out-patient services of UNIFESP/EPM, by the authors ongoing research with women and men workers of Hospital São Paulo and by the medical practice of the Chemical, Plastic, Cosmetics and Similar Industry Workers Union of the State of São Paulo. The guiding thread of the work is the inclusion of the category of gender to understand the different impacts of RSI in the lives of women and men in the world of the new technologies that create new workers, new diseases and new excluded people.This approach has revealed the forgotten field of subjectivity in the lives of these workers.The study pointed out that to acquiring RSI is bringing the company and its productive processes into the home, where the feelings of guilt are reinforced, with implications and interferences in the daily affective relationships.

Key words: workers, gender, fear, subjectivity, disease, exclusion, guilt


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALMEIDA, M.C.C. Características emocionais determinadas da LER. In: Lesões por esforços repetitivos. São Paulo, Editora Vozes, 1995.         [ Links ]

ASSUNÇÃO, A.Á. & ROCHA, L.E. Agora ...até namorar fica difícil: uma historia de lesões por esforços repetitivos. In: BUSCHINELLI, T. Isto é trabalho de Gente. São Paulo, Ed. Vozes, 1993.p. 461-86.         [ Links ]

ASSUNÇÃO, A.Á. Sistema músculo-esqueletico:lesões por esforços repetitivos(LER) In: MENDES, R. Patologia do trabalho. São Paulo, Editora Atheneu, 1995. p. 173-212.         [ Links ]

BAMMER, G. Review of current knowledge: musculoskeletal problems. Amsterdan, Elsevier Science Publishers, 1990.         [ Links ]

BARRETO, M. A mulher e os acidentes de trabalho nas industrias químicas, farmacêuticas, plásticas e similares no município de São Paulo. [Trabalho apresentado no International Congress Women Work Health, Barcelona, April, 1996.         [ Links ]].

BORSOI, I.C.F. A saúde da mulher trabalhadora. In: CODO, W. & SAMPAIO, J.J.C. Sofrimentos psíquicos nas organizações. Petrópolis, Vozes, 1995. p. 115-26.         [ Links ]

BRANDIMILHER, P.A Condições de trabalho nos bancos: fiscalizar ou negociar? In: O mundo do Trabalho. São Paulo, Edição 46. Editora Oboré, 1996.         [ Links ]

BUSCHINELLI, J.T.P.; ROCHA L.E.; RIGOTTO, R.M. teto é trabalho de gente? Vida, doença e trabalho no Brasil. São Paulo, Editora Vozes, 1993.         [ Links ]

CASTORIADIS, C. A instituição imaginária da sociedade. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1992.p.122-33;p.211-6.         [ Links ]

CHANLAT, J.F. Modos de gestão, saúde e segurança no trabalho. In: DAVELE; VASCONCELOS, J. Recursos humanos e subjetividade. Petrópolis, Vozes, 1996.         [ Links ]

CODO, W. Entre a urgência e o pasmo. In: L.E.R.: diagnostico, tratamento e prevenção. São Paulo, Editora Vozes, 1995.         [ Links ]

COUTO, H.A. Tenossinovite e outras lesões por traumas cumulativos nos membros superiores de origem ocupacional. Belo Horizonte, Ergo, 1991.         [ Links ]

DEJOURS, C. Souffrance et plaisirau travail: I'approche parla psychopathologie du travail in plaisir et souffrance dans le travail. Paris, Edition de l'AOCIP, 1988/1993. p. 150-174.         [ Links ]

HIRATA, H. Psychopathologie du travail et division sexuelle: convergences er differences, in Plaisir et souffrance dans le travail. Paris, C.Edition de l'AOCIP, Tome II, 1988-1993. p. 16-20.         [ Links ]

KERGOAT, D. Em defesa de uma sociologia das relações sociais: da análise crítica da categorias dominantes à elaboração de uma nova conceituação. In: O Sexo do Trabalho. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987. p.69-94.         [ Links ]

KERGOAT, D. - Relações sociais de sexo e divisão sexual do trabalho. In: LOPES,L.M.J.;Meyer.E.D.;Waldow.R.V. Gênero & saúde. Porto Alegre, Ed. Artes Médicas, 1996. p. 19-27.         [ Links ]

KERGOAT, D. La psychopathologie du travail dans son approche de la souffrance et du plaisir au travail, peut-elle faire l'economie des rapports sociaux de sexe? Quelques exemples precis, in plaisir et souffrance dans le travail. Paris, Edition de l'AOCIP, 1988/1993. p. 161.         [ Links ]

KURPPA, K; et al. Incidence of tenosynovitis or peritendinitis and epicondylites in a meat processing factory. Scand J. Environ Health, 17:32-37,1991.         [ Links ]

LINTON, S.J. Risk factors for neck and back pain In a working population in Sweden. Work stress, 4:41-9, 1990.         [ Links ]

LOBO,S.E. A classe operária tem dois sexos: trabalho, dominação e resistência. São Paulo, Brasiliense/Secretaria Municipal de Cultura, 1991.         [ Links ]

MAEDA, K; HORIGUSHI, S; HOSOKAWA, M. History of studies on occupational cervicobrachial disorder in Japan and remaining problems. J. Human Erg. 11:29,1982.         [ Links ]

MINAYO, M.C.S. O desafio do conhecimento. Rio de Janeiro, Hucitec, 1992.         [ Links ]

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL L.E.R. Lesões por esforços repetitivos: normas técnicas para avaliação da Incapacidade. Brasília, 1993.         [ Links ]

OLIVEIRA, M.E. Psicopatologia sexualizada do trabalho: a reconstrução de um conceito.São Paulo, 1996. [Tese de Livre Docencia - Faculdade de Saúde Pública da U.S.P]         [ Links ].

OLIVEIRA, M.E.; CARNEIRO, F.; STORTE, R. Gênero saúde trabalho: a dimensão oculta. São Paulo. Ed. Sindicato dos Bancários SP e Brasiliense, 1996. p. 15-30.         [ Links ]

RIBEIRO, H.P. Estado atual das Lesões por Esforços Repetitivos (LER) no Banco do Estado de São Paulo S.A.-Banespa. Cad. Saúde/AFUBESP, 1:9-5,1995.         [ Links ]

SCOTT, J História das mulheres. In: BURKE, P., org. A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo, Editora Unesp, 1992. p.63-96.         [ Links ]

SCOTT, J. Gênero uma categoria útil de analise histórica. In: Gender and the politics of history. New York, Columbia University Press, 1988, tradução Brasileira-SOS-Corpo Recife, 1991. p.5-6e 14-17.         [ Links ]

SETTIMI, M.M. Lesões por esforços repetitivos(LER): um problema da sociedade brasileira. In: CODO, W. L.E.R.: diagnostico, tratamento e prevenção. São Paulo, Editora Vozes, 1995.p.321-51.         [ Links ]

SHÜLER, O. Temas de ciências sociais. In: VIEIRA, S.I. Medicina básica do trabalho. Curitiba, Gênesis, 1995. p.494-506.         [ Links ]

TOMEI, P.A. Trabalhadores descartáveis ou recicláveis? In: DAVE, I.E; VASCONCELOS, J. org. Recursos humanos e subjetividade. Petrópolis, Vozes, 1995. p. 129-38.         [ Links ]

TORRES, C. Gênero, salud y trabajo. Geneva, OMS, 1991. p.3-12. [mimeografado]         [ Links ].

 

 

recebido em 7/3/97
aprovado em 10/9/97

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons