SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue1Saúde e meio ambiente nas cidades: os desafios da saúde ambiental author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290On-line version ISSN 1984-0470

Saude soc. vol.8 no.1 São Paulo Jan./Feb. 1999

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12901999000100006 

ARTIGOS

 

Homicídios e desigualdades sociais na cidade de São Paulo: uma visão epidemiológica

 

 

Marcos Drumond Júnior

Médico Sanitarista do Programa de Aprimoramento das Informações de Mortalidade no Município de São Paulo -PRO-AIM - Viaduto Dona Paulina - Baixos. Sào Paulo - SP CEP: 01501 020 - Tel/fax: (11) 237 7038 - e-mail: mdrumond@uninet.com.br

 

 


RESUMO

Este artigo tem como objetivo descrever e discutir a epidemiología dos homicídios na cidade de São Paulo, com ênfase nas suas desigualdades sociais, a partir dos dados e da experiência do Programa de Aprimoramento das Informações de Mortalidade do Município de São Paulo (PRO-AIM). Os resultados mostram que os homicídios têm apresentado importância, dimensão e tendência crescente na cidade de São Paulo, apontando uma grande desigualdade social em todas estas características analisadas, segundo diferentes informações contidas nas declarações de óbito. A distribuição espacial mostra que os índices são maiores em regiões da periferia e do centro velho da cidade. Os diferenciais foram também analisados no interior de um distrito de boas condições sociais. Discute-se algumas propostas de prevenção e controle dos homicídios com ênfase num projeto abrangente que contemple toda a complexidade de seus múltiplos determinantes e as dinâmicas específicas produtoras da violência em diferentes situações. Conclui-se que um projeto baseado na solidariedade social, na eqüidade e na democracia só poderá emergir da organização dos grupos sociais atingidos, aliados a militantes em defesa da vida, vindos das mais diversas áreas de atuação e que a epidemiologia tem um importante papel neste processo podendo contribuir para a monitorização da violência, para o conhecimento de realidades específicas e para a sensibilização e instrumentalização dos atores sociais engajados na transformação das condições geradoras da violência.

Palavras-chave: epidemiología da violência, desigualdades sociais, informações de mortalidade, homicídios, segregação urbana.


SUMMARY

This article aims at describing and discussing the epidemiology of homicide in São Paulo City with emphasis on its social inequalities. The study used data and the experience of the Program for the Improvement on Mortality Information of São Paulo City (PRO-AIM). The empirical results show that the importance, dimension and trend of the homicides are on the increase in São Paulo City, and bring to light the large social inequalities in all the analyzed aspects based on death certificate variables. The intra-urban space distribution reveals that indicators are high in the periphery and old derelict downtown areas. The differentials were also analyzed in a district with good social conditions. Homicide prevention and control proposals are discussed and emphasis is placed on a broad range project that takes into account the complexity of multiple determinants and the specific dynamics that produce violence in different areas. The article concludes that a project based on social solidarity, equity and democracy can only emerge from the organization of the affected social groups in partnership with militants for the defense of life coming from all fields of action. Epidemiology plays an important role in this process contributing to the monitoring of violence, production of specific knowledge and supplying information to social actors engaged in changing the conditions that produce violence.

Key words: violence epidemiology, social inequalities, mortality, homicides, urban segregation.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CEDEC (Centro de Estudo de Cultura Contemporânea). Mapa de risco da violência: cidade de São Paulo. São Paulo, CEDEC, 1996.         [ Links ]

CONCHA, A.; GUERRERO, R.; PHEBO, L.; MIGLIÔNICO, A. Vigilância epidemiológica de homicídios y suicidios; Informe del Taller de Cali. Bol. Ofic. Sanit. Panamer., 120 (4):316-24,1996.         [ Links ]

DRUMOND, JR., M.; LIRA, M.M.T.A.; FREITAS, M. NITRINI, T.M.V. A Aids e os sistemas de informações de mortalidade em nível local: a experiência do PRO-AIM no Município de São Paulo. AIDS - Bol. Epidemiol. 9 (5):3-8, 96-7.         [ Links ]

DRUMOND, JR., M.; LIRA, M.M.T.A., FREITAS, M., NITRINI, T.M.V.; SHIBAO, K. Avaliação da qualidade das informações de mortalidade por acidentes não especificados e eventos com intenção indeterminada. Rev. Saúde Pública, 33(3): 273-80,1999.         [ Links ]

GUERRERO, R. Exposição da experiência de abordagem dos homicídios em Cali-Colômbia em grupo de trabalho para implantação da vigilância epidemiológica da violência no Estado de São Paulo coordenado pela Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, setembro de 1996.         [ Links ]

MINISTÉRIO DA SAÚDE Sistema de Informações de Mortalidade, 1979-1996; dados de declaração de óbito. Brasília, 1998. [CD-ROM]         [ Links ]

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Mortalidade e grau de instrução na cidade de São Paulo. Bol. PRO-AIM, (33), 1999.         [ Links ]

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Ocupação e mortalidade no Município de São Paulo. Bol. PRO-AIM, (24), 1997.         [ Links ]

RUTSTEIN, D.D.; BERENBERGER, W.; CHALMERS, T.C; FISHMEN, A. P.; PERRIN, E.B. Measuring the quality of medical care. N. Engl. J. Med, 294:582-88, 1976.         [ Links ]

SPOSATI, A. coord. Mapa da exclusão/inclusão social da Cidade de São Paulo. São Paulo, EDUC, 1996.         [ Links ]

STEPHENS, C; TIMAEUS, I.; ACKERMAN, M.; AVLE, S.; MAIA, P.B.; CAMPANÁRIO, P.; DOE, B.; LUSH, L; TETTE, H.; HARPHAM, T. Environment and health in developing countries: an analysis of intra-urban differentials using existing data. São Paulo, London School of Hygiene & Tropical Medicine. Fundação SEADE, 1994.        [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License