SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue2Women, rights and healthIntersection points between the gerontological, health and working knowledge areas: questions for reflections author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

Share


Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290

Saude soc. vol.8 no.2 São Paulo Aug./Dec. 1999

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12901999000200003 

ARTIGO

 

Carências e desejos: estudo sobre a opção pela esterilização entre mulheres residentes na Região Sul do Município de São Paulo, em 1992*

 

Needs and Wishes: study of option for sterilization among women residing in the southern area of the city of São Paulo in 1992

 

 

Katia C. M.PirottaI; Néia SchorII

ISocióloga, Mestre em Saúde Pública, Doutoranda do Depto. de Saúde Materno-Infantil da FSP/USP. Bolsista FAPESP
IIProf. Associada do Depto. de Saúde Pública da FSP/USP E-mail: kpirotta@usp.br

 

 


RESUMO

O presente estudo teve por objetivo discutir a opção das mulheres pela esterilização cirúrgica. A amostra constituiu-se em 215 mulheres esterilizadas, residentes na Região Sul do Município de São Paulo, em 1992. Foram analisadas variáveis referentes ao uso de métodos anticoncepcionais anteriormente à esterilização, aos motivos desta opção e à satisfação com a esterilização. Das mulheres que eram usuárias de métodos reversíveis antes da esterilização, 67% referiu a pílula. 67% das mulheres referiram problemas com o método anterior, como motivo por ter deixado de usá-lo. 91% afirmaram estar satisfeitas com o método irreversível. 74% das mulheres responderam que a esterilização não trouxe mudanças em sua vida e 60% das mulheres responderam que não houve mudança no relacionamento afetivo e sexual. Ao percorrer as questões relativas à situação da mulher após a esterilização, verificou-se que os problemas de saúde atribuídos aos métodos reversíveis e a segurança frente à gravidez indesejada são os principais elementos que determinaram a satisfação com a esterilização. A análise empreendida neste estudo sugere que a opção pela esterilização está relacionada com as dificuldades oriundas do uso indiscriminado da pílula e da falta de assistência efetiva à saúde reprodutiva, apontando para a importância da implementação dos programas de saúde voltados para este âmbito.

Palavras-chave: saúde da mulher, saúde reprodutiva, esterilização


SUMMARY

The present study aims at discussing the women's option for sterilization. 215 sterilized women residing in the southern area of the city of São Paulo in 1992 where interviewed. The use of contraceptive methods before sterilization, the reasons of this choice and the satisfaction with sterilization were analysed. From among women that have used reversible methods before sterilization, 67% referred the pill. 67% of women referred problems with the precedent method as the reason for leaving its use. 91% affirmed they were satisfied with the irreversible method. 74% answered the sterilization brought no changes in their lives and 60% answered there was no modification in affective and sexual relationship. The analysis of the questions about the situation of woman after sterilization, yielded that the health problems attributed to reversible methods and the security in view of unwanted pregnancy are the main elements determining the satisfaction with the sterilization. The analysis undertaken in this study suggests the option for sterilization is related to the problems derived from the indiscriminate use of pill and lack of effective assistance to reproductive health, pointing to importance of implementing health programs in this field.

Key words: women health, reprodution health, sterelization


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

AGRADECIMENTOS

Agradecemos ao CNPq e à FAPESP.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARROSO, C. Esterilização feminina: liberdade e opressão. Rev. Saúde Pública, 18:170-80,1984.         [ Links ]

BENFAM. Brasil - Pesquisa nacional sobre demografia e saúde - 1996. Rio de Janeiro, 1997.         [ Links ]

BERQUÓ, E. Brasil um caso exemplar: anticoncepção e partos cirúrgicos. Campinas, NEPO/ UNICAMP, 1993. [Apresentado ao Seminário "A situação da mulher e o desenvolvimento", Campinas, 1993]         [ Links ]

BÓGUS, L.M.M. & WANDERLEY, L.E.W., org. A luta pela cidade em São Paulo. São Paulo, Cortez, 1992.         [ Links ]

FONSECA, R.M.G.S. Mulher, reprodução biológica e classe social: a compreensão do nexo coesivo através do estudo dialético do perfil reprodutivo biológico de mulheres atendidas nas Unidades Básicas de Saúde. São Paulo, 1990. [Tese de Doutorado -Escola de Enfermagem da USP]         [ Links ]

FUNDAÇÃO IBGE. Sinopse preliminar do censo demográfico. São Paulo, 1991.         [ Links ]

HENRY, A.; RINEHART, W. & PIOTROW, P.T. Reversing female sterilization. Popul. Rep., Ser. C, 8:19-26.1980;         [ Links ]

MARCOLINO, C. & SCHOR, N. Trajetória da mulher em direção à esterilização cirúrgica feminina: um estudo fenomenológico. Rev. Bras. Cresc. Desenv. Hum., 5 (1/2):82-95, 1995.         [ Links ]

MARCOLINO, C. Trajetória da mulher em direção à esterilização cirúrgica feminina: um estudo fenomenológico. São Paulo, 1994. [Dissertação de Mestrado - Faculdade de Saúde Pública da USP]         [ Links ]

MINELLA, L.S. Aspectos positivos e negativos da esterilização tubária do ponto de vista das mulheres esterilizadas. Cad. Saúde Pública, 14(l):69-79,1998.         [ Links ]

MORELL, M.G.G.P.; CAMPANÁRIO, P. & YAZAKI, L. Evidências para uma polêmica: a homogeneização da fecundidade e da anticoncepção na transição. 1997.         [ Links ]

MORELL, M.G.G.P. A prática de esterilizações em São Paulo: uma tentativa de caracterização. In: Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 8°, Caxambú, 1992. Anais. São Paulo, Associação Brasileira de Estudos Populacionais, 1992. v.2 p.61-82        [ Links ]

MORELL, M.G.G.P. Anticoncepção em São Paulo em 1986: prevalência e características. Inf. Demogr. 25:199-333,1994.         [ Links ]

NAÇÕES UNIDAS. Programme of Action of the UNICPD. A. Reproductive rights and reproductive health: basis for action. 1994. Item 7.2. [on line] Disponível na Internet via: http://www.iisd.ca/linkages/Cairo/program/p07002.html        [ Links ]

NAÇÕES UNIDAS. Informe de la Cuarta Conferencia Mundial sobre la Mujer. 1995.         [ Links ]

OSIS, M.J.D. et al. Laqueadura tubária nos serviços de saúde do Estado de São Paulo. Rev. Ginecol. Obstetr., 1:195-204,1990.         [ Links ]

PENA, M.V.J. Política e população: dados sobre um Estado de duas caras. Physis, 1(l): 97-115,1991.         [ Links ]

PERPÉTUO, I.H.O. & AGUIRRE, M.A.C. O papel da esterilização feminina nos diferenciais socioeconômicos do declínio da fecundidade no Brasil. In: Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 11º. Caxambú, 1998. Anais. Belo Horizonte: ABEP, 1998. [Publicação em CD-ROM], p. 2997-3024.         [ Links ]

PIOVESAN, F. & PIROTTA, W.R.B. A proteção dos direitos reprodutivos no direito internacional e no direito interno. In: PIOVESAN, F. Temas de direitos humanos. São Paulo: Max Limonad, 1998. p. 167-202.         [ Links ]

PIROTTA, K.C.M., SCHOR, N. A mulher e a esterilização: a trajetória rumo à laqueadura tubária. In: XI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 11°. Caxambú, 1998. Anais. Belo Horizonte: ABEP, 1998. [Publicação em CD-ROM]. p. 121-49.         [ Links ]

PIROTTA, K.C.M. A mulher e a esterilização: do mito da emancipação ao desvelamento da subalternidade. São Paulo, 1998. [Dissertação de mestrado - Faculdade de Saúde Pú-blica da USP]         [ Links ]

SCHOR, N. Aborto e mortalidade materna . In: Simpósio Franco-Brasileiro sobre Preven-ção da Mortalidade Materna com Ênfase na Gravidez na Adolescência, São Paulo, 1992. Anais. São Paulo, Departamento de Saúde Materno-lnfantil da Faculdade de Saúde Pública da USP, 1992. p. 101-7. (Série de Investigação em Saúde da Mulher, da Criança e Adolescência, 2).         [ Links ]

SCHOR, N. Adoiescência e anticoncepção: conhecimento e uso. São Paulo, 1995. [Tese de Livre-docência - Faculdade de Saúde Pública da USP]         [ Links ]

SERRUYA, S. Mulheres esterilizadas: submissão e desejo. Belém: NAEA/UFPA/UEPA, 1996.         [ Links ]

SIQUEIRA, A.A.F. et al. Estudo da mortalidade materna na Região Sul do Município de Estado de São Paulo, Brasil: análise preliminar. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da USP, 1991. (Série de Investigação em Saúde da Mulher, da Criança e Adolescencia,1).         [ Links ]

SIQUEIRA, A.A.F. et al. Morbidade e mortalidade maternas, qualidade da assistência e estrutura social: estudo da Região Sul do Município de São Paulo - Brasil. Parte II. Morbidade materna. São Paulo, 1993 [Relatório Final, apresentado à FAPESP]         [ Links ]

SPOSATI, A., coord. Que cidade é esta? São Paulo: exclusão e inclusão. São Paulo, Núcleo de Estudos e Pesquisas de Seguridade e Assistência Social da PUC/SP, s/d.         [ Links ]

UNGLERT, C.V.S. et al. Enfoque epidemiológico de la mortalidad en menores de un año. Región Sur del municipio de San Pablo, Brasil. Med. Soc., 13:16-23,1990.         [ Links ]

VIEIRA, E.M. A esterilização de mulheres de baixa renda em região metropolitana do sudeste do Brasil e fatores ligados à sua prevalência. Rev. Saúde Pública, 28(6):440-8, 1994.         [ Links ]

VIEIRA, E.M. O arrependimento após a esterilização feminina. Cad. Saúde Pública, 14(l):59-68,1998.         [ Links ]

 

 

Recebido: 23/3/99
Aprovado: 16/8/99

 

 

* Este artigo apresenta uma parte dos resultados da pesquisa intitulada "A mulher e a esterilização: do mito da emancipação ao desvelamento da subalternidade", realizada no Depto. de Saúde Materno-Infantil da FSP/USP, em nível de mestrado, 1998. Projeto financiado com auxílio do CNPq e da FAPESP.