SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número4Editorial"Polímeros: Ciência e Tecnologia": 10 Anos de Publicação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Polímeros

versão impressa ISSN 0104-1428versão On-line ISSN 1678-5169

Polímeros v.11 n.4 São Carlos  2001

https://doi.org/10.1590/S0104-14282001000400003 

6º CBPol / IX IMC

 

6º Congresso Brasileiro de Polímeros

 

 

A retrospectiva apresentada do 6º Congresso Brasileiro de Polímeros/IX International Macromolecular Colloquium, realizados em conjunto em novembro de 2001, mais que uma nova edição de dois congressos já bem conhecidos da comunidade, reafirma o crescimento do setor de polímeros no Brasil. Foram centenas de profissionais de universidades, centros de P&D e indústrias que participaram ativamente, apresentando resultados de pesquisas realizadas por todo o país e discutindo temas de interesse dos mais diversos segmentos. Muitos estão há uma ou duas décadas trabalhando com polímeros, outros mudaram recentemente para a área ou estão apenas começando. Enfim, houve profissionais em polímeros de todas as idades, com destaque especial para os mais jovens, que fazem os cursos de graduação oferecidos de norte a sul. A julgar pelo empenho dos estudantes em apresentar bons trabalhos para concorrer à premiação, cada vez mais concorrida principalmente no quesito qualidade, a comunidade polimérica tem futuro e certamente vai contribuir muito para o desenvolvimento do Brasil.

 

 

A Associação Brasileira de Polímeros ¾ ABPol, mantendo a sua tradição, promoveu o 6º Congresso Brasileiro de Polímeros ¾ 6º CBPol, de 11 a 15 de novembro, em Gramado (RS). Essa edição do Congresso foi realizada em conjunto com o IX International Macromolecular Colloquium ¾ IX IMC em parceria com o Instituto de Química da UFRGS. A Serra Gaúcha mostrou ser ainda uma opção para a realização de eventos científicos por causa da infra-estrutura disponível e da beleza da cidade emoldurada por pinheiros e araucárias e suas charmosas casas no estilo europeu.

O 6º CBPol/IX IMC contou com cerca de 570 participantes entre alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores de universidades, indústrias e centros de pesquisa. Os participantes nacionais foram originários, entre outras, das seguintes instituições e empresas: UFRJ, UFSCar, UFMG, UFPB, IMA/UFRJ, UFRN, UFBA, UFPE, UFSE, UFCE, UFMT, UFRGS, UFSM, UFSC, UFPR, USP, EPUSP, UnB, EFEI, UENF, UERJ, UNICAMP, CTA, IPT, CETEA/ITAL, IPEN, COPPE/UFRJ, PUC/RJ, PUCRS, UFU, UNIMEP, UNESP, UEMaringá, UCS, UEPG, UF Pelotas, ULBRA, Univ. S. Francisco, Univ. Mackenzie, Soc. Educacional Sta. Catarina, Esc. Senai Mário Amato, Univ. do Vale do Rio dos Sinos, Fiocruz, Embrapa, Petrobrás, Petroflex, Rhodia, OPP Química, CCDM, IDP. Do exterior, tiveram participações da Argentina, Chile, Venezuela, Alemanha, USA, Portugal, Espanha, Itália e Ucrânia.

Diversos conferencistas convidados, do Brasil e exterior, prestigiaram a realização do Congresso com elogiadas apresentações. Os conferencistas foram: R. H. Schuster (Deutsches Inst. Für Kautschuktecn), T. J. McCarthy (Univ. of Massachussetts), V. Busico (Univ. di Napoli), A. J. Muller ( Univ. Simon Bolivar), Bluma G. Soares (IMA/UFRJ), Fernanda M. B. Coutinho (IMA/UFRJ e IQ/UERJ), Fernando Galembeck (IQ/UNICAMP), Marco-Aurelio De Paoli (IQ/UNICAMP), Robert G. Gilbert (Univ. of Sydney), Robert J. J. Williams (Univ. Nac. de Mar del Plata), Volker Altstädt (Univ. Bareuth) e Wolfran Gronski (Univ. Freiburg).

A cada edição do CBPol, o número de trabalhos apresentados, assim como de participantes, tem aumentado em média 30%. Nessa edição, 584 trabalhos foram apresentados oralmente ou em forma de pôster. Devido a esse grande número de trabalhos, a Comissão Científica mobilizou um número expressivo de pesquisadores de todo o país para assessorar nos pareceres sobre os mesmos, chegando a um número de quase 100 assessores "ad hoc". É gratificante observar a mobilização da comunidade em torno da organização do congresso comprovando que os dois eventos já estão consolidados no país.

 

 

 

Numa demonstração do prestígio internacional, o 6º CBPol/IX IMC recebeu o apoio da IUPAC, que o divulgou internacionalmente em seus boletins, revistas e cartazes. Em decorrência desse apoio, as conferências convidadas serão publicadas em uma edição especial do Macromolecular Symposia.

Um dos pontos fortes do Congresso tem sido a publicação dos trabalhos completos na revista "Polímeros, Ciência e Tecnologia", editada pela ABPol, após avaliação de consultores da revista. Bastante concorrida também tem sido a premiação dos melhores trabalhos apresentados por alunos de graduação, mestrado e doutorado, o que levou à constituição de uma banca examinadora para cada uma das modalidades. Foi marcante a qualidade dos trabalhos e o nível das apresentações desses alunos, fazendo com que as comissões julgadoras tivessem dificuldades em definir as premiações. Em duas categorias, iniciação científica e doutorado o prêmio foi dividido entre dois alunos e mais alunos receberam menção honrosa. Os premiados foram:

 

 

¾ iniciação científica:

* Adriano M. Oliveira - Depto. de Eng. Química da Fac. de Eng. Química de Lorena, com o trabalho "Encapsulamento do dióxido de titânio (TiO2) pela técnica de polimerização em emulsão" - em co-autoria com Maria L. C. P. Silva, Amilton M. Santos e Gizelda M. Alves.

* Emanuelle R. Simas - Univ. Fed. do Paraná, com o trabalho "Propriedades eletro ópticas de poli(uretano-uréia) segmentados contendo unidades 1,5 naftenila na cadeia principal" - em co-autoria com Marcelo Aguiar e Leni Akcelrud.

¾ mestrado:

* Renate M. R. Wellen - UFPB, com o trabalho "Cinética de cristalização a frio do poly(etileno tereftalato)" - em co-autoria com Marcelo S. Rabello.

¾ doutorado:

* Agnes F. Martins - IMA/UFRJ, com o trabalho "Propriedades reológicas e dinâmicas de composições não-vulcanizadas de borracha natural com celulose regenerada" - em co-autoria com Regina C. R. Nunes e Leila L. Y. Visconte.

* Gerson L. Mantovani - DEMa/UFSCar, com o trabalho "Study of lamellar structure and crystallization behavior of poly(butylene terephtalate) (PBT) in PBT/ABS and PBT/ABS/MMA-GMA blends using DSC, SAXS and DMTA "- em co-autoria com Luiz A. Pessan, Elias Hage Jr., Tomás S. Plivelic e Íris L. Torriani.

Menções honrosas para os seguintes alunos/trabalhos:

¾ iniciação científica

* Felipe W. Fabris - do IQ/UFRGS, com o trabalho "Modificação química de PE com vinilsilano e sua utilização em compósitos PE/fibra de vidro" - em co-autoria com Raquel S. Mauler e Sônia M. B. Nachtigall

* Thiago P. Amaral - do IMA/UFRJ, com o trabalho "Estudo das propriedades de compósitos de polianilina e resina epoxídica" - em co-autoria com Bluma G. Soares, Maria E. Leyva, Márcio Sens, Guilherme M. O. Barra e Fábio L. Barcia

¾ doutorado

* Adriane Bassani - do DEMa/UFSCar, com o trabalho "Propriedades mecânicas de blendas de nylon-6/acrilonitrila-EPDM-Estireno (AES) compatibilizadas com copolímero acrílico reativo (MMA-MA)" - em co-autoria com Luiz A. Pessan e Elias Hage Jr.

* Fábio Kunrath - do IQ/UFRGS, com o trabalho "Produção de blendas de polietileno utilizando sistema binário homogêneo formado por complexos de Ni (II) eTi (IV) contendo ligantes nitrogenados" - em co-autoria com Raquel S. Mauler, Roberto F. de Souza e Osvaldo L. Casagrande Jr.

Paralelamente às apresentações científicas, duas sessões técnicas foram realizadas com apresentações de profissionais da indústria, incluindo uma mesa redonda para a discussão do futuro da tecnologia em poliolefinas.

Os organizadores sentem-se gratificados com a resposta dos participantes, durante e pós-evento, em especial com as manifestações de alguns convidados do exterior, admirados com o número de alunos e de participantes do evento como um todo. A participação do Prof. Robert Gilbert, representando a IUPAC, foi das mais oportunas, consolidando a competência brasileira para a realização do MACRO 2006 no Brasil.

O sucesso atingido pelo 6º CBPol/ IX IMC junto à comunidade brasileira de polímeros com a participação da quase totalidade das instituições do país é prova inequívoca de sua importância para o desenvolvimento da ciência e tecnologia de polímeros no país.

 

 

Matéria elaborada pela Professora Raquel S. Mauler do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons