SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número79Quadros de referência para o desempenho dos líderes escolares índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

versão impressa ISSN 0104-4036

Ensaio: aval.pol.públ.Educ. vol.21 no.79 Rio de Janeiro abr./jun. 2013

https://doi.org/10.1590/S0104-40362013000200001 

Editorial

 

 

A diversidade de situações nas quais são utilizadas técnicas de avaliação é uma forte característica dos trabalhos mais recentes apresentados na revista Ensaio. Observa-se que a busca de qualidade é um imperativo que se manifesta através de mecanismos de avaliação, alguns dos quais são mencionados neste número.

A lista das contribuições neste número da revista Ensaio inicia-se com o artigo "Quadros de referência para o desempenho dos líderes escolares". Os autores, Jorge Adelino Costa e Sandra Figueiredo, assinalam a necessidade de reconhecer a influência da liderança no desempenho docente e discente. A eficácia é um dos conceitos emergentes neste domínio de investigação e surge associada à definição de quadros de referência do desempenho dos líderes escolares. Estes quadros de referência para a liderança podem ter seis dimensões: orientação estratégica, visão e missão; processo de ensino e aprendizagem; relações interpessoais e desenvolvimento; organização e gestão de recursos; prestação de contas e gestão de recursos; prestação de contas e responsabilização; relações com comunidade e contextos.

A seguir, Jorge Eduardo Tasca, Leonardo Ensslin e Sandra R. Ensslin enfocam "A construção de um referencial teórico sobre a avaliação de desempenho de programas de capacitação". A sustentação de um processo de avaliação demanda a construção de um referencial teórico que espelhe o conhecimento acadêmico mais relevante e atual nesta área. Assim, a pesquisa desenvolvida teve como objetivo construir um referencial teórico sobre a avaliação de programas de capacitação através de uma revisão sistêmica de artigos selecionados por sua relevância acadêmica e aderência ao contexto pesquisado.

O próximo estudo, "Gestão educativa: análise de uma experiência" tem duas autoras, Marina Graziela Feldmann e Maria Luiza Andreozzi, e se refere à implantação do modelo estratégico-educativo de gestão pela Pró-Reitoria de Graduação da PUC-SP, de 2008 a 2012. Discute conceitos que são indissociáveis da participação acadêmica e da função social da PUC-SP. A gestão é vista como um conjunto de processos capaz de interpretar o dinamismo e a complexidade da PUC-SP, definindo e executando ações que incorporam movimentos de avaliação diagnóstica, de gerência de informações e de difusão do conhecimento com vistas à formação dos envolvidos. Os resultados sugerem uma relação positiva entre o modelo estratégico-educativo e o alcance das metas propostas no PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional.

O artigo "Em busca de um diálogo entre Plano Nacional de Educação (PNE), formação de professores e multi/interculturalismo" descreve de forma abrangente e relevante aspectos ligados às múltiplas culturas presentes no cotidiano e, sobretudo, promove uma inter-relação entre as diferentes identidades culturais. Os autores destacam a importância de refletir como o PNE está incorporando as questões propostas pelo multi/interculturalismo. Seus autores, Aline C. Batista, Paulo M. da Silva Jr. e Ana Canen centralizaram a discussão em aspectos que enfrentam alguns dos desafios mais prementes para a formação dos professores.

O estudo em tela, "Avaliação da formação continuada no Estado do Rio de Janeiro: um estudo de caso", foi elaborado por Sandra M. S. Teixeira e Angela C. da Silva. Partiu das possíveis relações entre os cursos de formação continuada oferecidos pelo Governo a professores do Ensino Fundamental e a qualidade desse ensino. Seu objetivo foi avaliar as políticas públicas de educação continuada delineadas nas ações de formação de professores da rede municipal, especificamente nas ações de alfabetização, etapa considerada crítica por avaliações anteriores.

O objetivo do artigo em epígrafe, "A construção da noção de qualidade da educação", escrito por Joana B. de Gusmão, é o de identificar as principais abordagens da literatura no tema da qualidade da educação. É realizada uma sistematização de um conjunto de textos que indica cinco recortes principais da temática em questão. O primeiro a vincula ao processo de expansão da escolarização, especialmente do ensino fundamental, que forjou uma nova realidade educacional no país, concebendo a qualidade como uma medida política. O segundo enxerga nos resultados aferidos pelas provas de larga escala o principal significado de qualidade que circula na sociedade. O terceiro associa o desenvolvimento da pauta da qualidade quanto a uma perspectiva economicista. Um quarto recorte propõe que a qualidade seja examinada à luz de questões relativas à diversidade. O último recorte apregoa que a questão que emerge, ao ser discutida a temática da qualidade, é o próprio modelo de educação vigente.

O artigo seguinte, "Avaliação do docente pelo discente na melhoria no desempenho institucional: UTFPR/SIAVI", foi escrito por Miraldo Matuichuk e Maclovia C. da Silva. Este artigo apresenta aspectos da avaliação institucional na Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, que utiliza o Sistema de Avaliação Institucional - SIAVI, como parte das atividades da educação superior. Trata-se de importante estratégia para a gestão institucional liderada no Brasil pelo Ministério da Educação (MEC). A Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior coordena o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES - o qual trabalha com três grandes universos: a avaliação das instituições, dos cursos e do desempenho dos estudantes. A finalidade dessa estratégia se baseia na responsabilidade social, na qualidade da educação superior, no reconhecimento da diversidade do sistema, no respeito à identidade, e na missão educacional histórica das instituições.

A seguir, é descrito o trabalho sobre "Transformações no ensino superior brasileiro: análise das instituições privadas de ensino superior no compasso com as políticas de Estado". Os autores são Fernanda Cristina B. P. Queiroz;

Jamerson V. Queiroz; Natalia V. C. de Vasconcelos; Marciano Furukava; Hélio Roberto Hékis e Flavia Aparecida B. Pereira. O artigo analisa as transformações ocorridas no ensino superior brasileiro, tomando como referência a base de dados do INEP, e a dinâmica das instituições privadas de ensino superior em assimilar rapidamente as políticas de Estado voltadas para essa modalidade de ensino, mantendo a sua hegemonia frente às instituições públicas. Os resultados encontrados evidenciam que o crescimento das vagas no ensino superior vem apresentando sinais de esgotamento, ocorrendo uma ociosidade no sistema que se manifesta nas vagas não preenchidas no processo seletivo.

 

Página Aberta: "Avaliação como espaço de aprendizagem em softwares educativos."

Considerando o uso das novas tecnologias nos tempos atuais, as autoras do texto "Avaliação como espaço de aprendizagem em softwares educativos", Carmesina R. Gurgel, Germaine E. de Aguiar e Nayna do N. Silva abordaram especificamente programas que, tecnicamente, são chamados de softwares, e sua importância no ambiente educacional. Objetivou-se, neste artigo, analisar as contribuições da avaliação como instrumento mediador da aprendizagem em softwares educativos, especificamente de línguas estrangeiras (espanhol e inglês).

 

Fátima Cunha Ferreira Pinto

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons