SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número40"Trabalhar com os braços e a cabeça para ver o futuro...": representações sobre educação a partir de trabalhadores rurais assentados da reforma agrária índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Educar em Revista

versão impressa ISSN 0104-4060

Educ. rev.  no.40 Curitiba abr./jun. 2011

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40602011000100015 

RESENHA

 

 

Iniciação em sensoriamento remoto

 

 

Suely Franco Siqueira Lima

Bióloga, Pedagoga, especialista em Sensoriamento Remoto, Mestre em Ciências Ambientais. Brasil

 

 

FLORENZANO. Iniciação em Sensoriamento Remoto. São Paulo: Oficina de Texto, 2011

No contexto presente de inovações em tecnologias de informação e de preocupações ambientais, vem crescendo o interesse por sensoriamento remoto, tecnologia que permite obter imagens e outros tipos de dados da superfície terrestre sem o contato físico com eles.

A aplicação do sensoriamento remoto tem aumentado com disponibilidade gratuita, ou a um custo bem atrativo, de imagens de satélite e programas computacionais. Hoje, dados obtidos por sensoriamento remoto estão presentes no dia a dia do cidadão comum, fato este que tornou necessária a inclusão deste tema nos currículos educacionais.

O mundo vem mudando rapidamente e exige mudanças na educação e, por consequência, demanda um novo perfil do educador e do educando. A obra indicada contribui para o momento atual na educação, que impõe ao educador de hoje a missão de inserir seus alunos no contexto tecnológico corrente, desenvolvendo-lhes novas competências embasadas em valores éticos e humanos.

Teresa Gallotti Florenzano apresenta como objetivo da sua obra a difusão do sensoriamento remoto, mas seu livro vai além. Ele exemplifica a contribuição das imagens de satélites no estudo dos ambientes e seus fenômenos e faz uma conexão dos conhecimentos científicos com a prática pedagógica, tornando-se um valioso recurso didático para educadores, do nível fundamental até a pós-graduação.

O livro introduz os fundamentos do sensoriamento remoto em uma lingua-gem de fácil entendimento e apresenta exemplos de uso de imagens não apenas a partir de uma visão técnico-científica, mas também pedagógica. Explica como são adquiridas, processadas e interpretadas as imagens de satélite; descreve os principais tipos de sensores e satélites; apresenta o programa espacial brasileiro e faz sugestões de atividades para serem desenvolvidas em sala de aula. A obra se apresenta em um formato visual muito agradável, com 128 páginas de tamanho grande, é ricamente ilustrada com figuras coloridas que auxiliam a transmitir princípios fundamentais e facilitam a interpretação das imagens. É uma obra constituída de nove capítulos, com inúmeras referências úteis para os educadores e outros profissionais.

No primeiro capítulo "Fundamentos de Sensoriamento Remoto", Florenzano conceitua sensoriamento remoto, elabora um breve histórico sobre o tema, explana sobre as fontes de energia, a interação da energia com a superfície terrestre e discorre sobre sensores e suas resoluções. Termina este capítulo com fundamentos para gerar imagens coloridas. A todo o momento, a autora relaciona os temas apresentados com exemplos simples do cotidiano de todos nós.

O segundo capítulo, "Programas Espaciais", ilustra os benefícios trazidos pelo desenvolvimento da tecnologia espacial e aborda os diferentes tipos de órbitas dos satélites artificiais e o programa completo de desenvolvimento de um satélite. Apresenta as finalidades dos satélites artificiais e termina com o programa espacial brasileiro. Neste capítulo cita endereços para aquisição de imagens e vídeos úteis aos educadores.

No capítulo seguinte, "Da Imagem ao Mapa", aborda temas como a cartografia digital, estereoscopia, escala, software de Sistema de Informação Geográfica (SIG) e a influência da distância dos sensores em relação à superfície terrestre. Sempre fazendo correlação com exemplos comuns e apresentando endereços eletrônicos úteis.

No quarto capítulo a autora ensina a interpretar imagens de satélite por meio de elementos e chaves de interpretação. Apresenta exemplos de forma tão didática que facilita a transposição para a sala de aula. Este capítulo aborda ainda a seleção de imagens de satélite, o que contribui para o aprimoramento da interpretação, e alerta o leitor a detalhes importantes no momento da aquisição da imagem de sua área de interesse.

A autora destaca no quinto capítulo, "Processamento de Imagem", a importância de se compreender o tipo de transformação aplicado aos dados de sensoriamento remoto para se evitar perda de informação e erros na sua analise e interpretação. Neste, é explicado o que é pré-processamento, realce de imagem, segmentação, classificação de imagem, pós-processamento e exatidão da classificação. Além de indicar endereço eletrônico que apresenta orientações para aplicação de técnicas de processamento de imagens.

Nos capítulos 6, 7 e 8, respectivamente, "O Uso de Imagens no Estudo de Fenômenos Ambientais", "O Uso de Imagens no Estudo de Ambientes Naturais" e "O Uso de Imagens no Estudo de Ambientes Transformados" são apresentadas aplicações do sensoriamento remoto, por exemplo, no estudo e monitoramento de queimadas, desmatamento, erosão e escorregamento de encostas, inundação, florestas tropicais, recursos minerais, ambientes aquáticos, urbanos e rurais, entre outros temas importantes e constantemente abordados na mídia e nos di-versos níveis de ensino. Estes capítulos trazem para cada tema, fundamentação teórica com exemplo de uso de imagens de satélites propiciando embasamento e inspiração aos educadores para desenvolvimento de suas aulas.

No capítulo nove, dirigido aos educadores, a autora destaca a contribuição do uso das imagens de sensoriamento remoto nas diferentes disciplinas e de modo interdisciplinar, além de indicar materiais didáticos e cursos disponíveis sobre o assunto e sugerir atividades para serem desenvolvidas em sala de aula. A autora conclui este capítulo e o livro ressaltando que "não cabe mais como justificativa para a não utilização de imagens de satélites na sala de aula, a dificuldade de acesso aos dados de sensoriamento remoto".

O livro Iniciação em Sensoriamento Remoto atende aos interessados em obter uma introdução ou mesmo um aprofundamento no campo do sensoriamento remoto e suas aplicações. Encontra-se na 3.ª edição e vem sendo adotado em inúmeras instituições de ensino, tanto no nível fundamental como na graduação e pós-graduação.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons