SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número41Apresentação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Educar em Revista

versão impressa ISSN 0104-4060

Educ. rev.  no.41 Curitiba jul./set. 2011

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40602011000200001 

Editorial

 

 

O número 41 da Educar em Revista apresenta o Dossiê Educação Inclusiva: das políticas às Práticas Educacionais, e pode ser considerado como um indicativo de importantes e atuais investigações e debates acerca de temáticas relacionadas às questões dos Direitos Humanos, da igualdade e da diversidade, que têm despertado o interesse cada vez maior de pesquisadores na área da Educação. A organização, sob a responsabilidade da professora Laura Maria Ceretta Moreira, apresenta resultados de um trabalho sistemático e profícuo que vem sendo realizado a partir de um diálogo entre pesquisadores nacionais e estrangeiros.

A publicação deste Dossiê dá continuidade ao projeto de consolidação da Educar como uma revista trimestral, com temáticas diversas, privilegiando a publicação de resultados de pesquisas nacionais e internacionais. Busca-se, assim, atingir um dos nossos principais objetivos, que é contribuir para a publicização do conhecimento e para a dinamização do debate educacional, científico e acadêmico. Esse caminho somente tem sido possível porque resulta do esforço, sempre coletivo, que inclui a colaboração dos(as) autores(as), consultores(as) ad hoc, membros do Conselho Editorial Científico e Conselho Consultivo, professores e técnicos da UFPR. Esse trabalho também não poderia ser possível sem a garantia dos apoios recebidos, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação Araucária, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação, da Editora e do Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná, a quem, especialmente, agradecemos

Além do Dossiê, constam neste número sete artigos de demanda contínua. O primeiro, intitulado "Meninas! Sejam educadas por Barbie e 'com' a Barbie", de Fernanda Theodoro Roveri e Carmen Lúcia Soares, trata a temática de gênero, relacionando-a com as questões de corpo e infância. Oferece, assim, interessante contribuição para as discussões relacionadas à educação dos meninos e das meninas. A temática do corpo também é objeto de análise no artigo "O corpo nas atualizações do racismo contemporâneo", de Viviane Castro Camozzato. A autora discute as questões de racismo, inseridas na problemática do biopoder, apontando a importância dessas discussões na sociedade contemporânea, particularmente quando, nas construções dos "outros", está em jogo a dominação exercida pelas palavras, silêncios e julgamentos morais. O artigo de Ana Cristina Richter, Michelle Carreirão Gonçalves e Alexandre Fernandez Vaz, "Considerações sobre a presença do esporte na educação física infantil: reflexões e experiências", tem como referência discussões que vêm sendo realizadas no debate acadêmico da área da Educação Física brasileira, em torno do esporte como conteúdo de ensino e, a partir de vivências construídas no âmbito da cultura infantil, apresenta reflexões sobre a possibilidade de o esporte ser pensado e experienciado na Educação Infantil. O educador Vitor Henrique Paro propõe, sob a forma de ensaio de bases filosóficas, estimulado por pesquisas realizadas em escola pública, uma articulada e fundamentada reflexão em seu instigante artigo "Autonomia do educando na escola fundamental: um tema negligenciado?". A significância dos conteúdos para a formação humana é debatida no artigo "Heurísticos y racionalidad: ¿ La ignorancia beneficia a los estudiantes en algún sentido?", do professor chileno Miguel López Astorga. Os dois últimos artigos - "Concepções de meio ambiente dos educadores ambientais do Zoológico de Goiânia: implicações nas atividades e contribuições para a formação do sujeito ecológico?", de Fabíola Simões Rodrigues da Fonseca e Leandro Gonçalves de Oliveira e o outro - "Influencia de las disposiciones en el desarrollo del pensamiento crítico y el aprendizaje de las Ciencias Naturales", de Nidia Yaneth Torres Merchán -, contemplam a questão do meio ambiente, cada um em sua especificidade, mas trazendo contribuições para a educação ambiental, na perspectiva do seu ensino e aprendizagem.

Esperamos que a diversidade e multiperspectividade dos materiais apresentados estimulem cada vez mais as pesquisas e instiguem novos debates na área da Educação.

 

Curitiba, primavera, 2011.
Maria Auxiliadora Moreira dos Santos Schmidt, editora
Tânia Maria Figueiredo Braga Garcia, editora adjunta

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons