SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 issue3O suicídio assistido e o paciente terminalObstrução antro-pilórica-duodenal e distúrbios metabólicos: é importante um pré-operatório adequado? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.47 no.3 São Paulo July/Sept. 2001

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302001000300011 

À beira do leito

Clínica Médica

 

COMO DEVE SER TRATADO UM PACIENTE COM OBESIDADE MÓRBIDA E APNÉIA DO SONO?

 

 

A apnéia obstrutiva do sono se caracteriza por paradas respiratórias que ocorrem em função do relaxamento fisiológico da musculatura durante o sono com conseqüente obstrução das vias aéreas superiores. Os pacientes obesos, em especial com distribuição centrípeta, apresentam deposição de gordura nas vias aéreas superiores, tornando esta mais estreita e propensa ao colapso durante o sono. De fato, entre os pacientes com diagnóstico de apnéia obstrutiva do sono, 70% são obesos. A presença de apnéia obstrutiva do sono entre os pacientes com obesidade mórbida é provavelmente muito elevada e certamente sub-diagnosticada.

Os tratamentos da apnéia obstrutiva do sono incluem perda de peso, próteses dentárias com avanço mandibular, cirurgias nas via aéreas superiores (exemplo: uvalopalatofaringoplastia) e máscara nasal conectada a gerador de pressão (CPAP, pressão positiva contínua na via aérea). Nos casos de apnéia do sono e obesidade mórbida o tratamento de eleição é o CPAP. Em alguns pacientes que precisam altos níveis de pressão (CPAP maior que 12 cm H2O) ou pacientes que hipoventilam durante a noite, é necessário o emprego de ventiladores com dois níveis de pressão (pressão inspiratória maior que a pressão expiratória, BiPAP R ou similares).

O CPAP funciona como uma tala pneumática que mantém as vias aéreas superiores abertas durante o sono. O uso deve ser durante todas as noites, até que o paciente perca peso, quando nova avaliação deve ser feita para determinar se os níveis de pressão devem ser reajustados ou o tratamento descontinuado. O tratamento da apnéia do sono melhora a qualidade de vida do paciente, diminui o risco de complicações cardiovasculares e pode ajudar o paciente a perder peso. A apnéia do sono deve ser portanto tratada concomitantemente com a terapêutica para perda de peso.

 

GERALDO LORENZI FILHO

 

Referências

1. Lopada M, Onal E. Mass loading, sleep apnea, and pathogenesis of obesity hipoventilation. Am Rev Respir Dis 1982; 126: 640-5.

2. Loredo J, Ancoli-Israel S, Dimsdale JE. Effect of continuous positive airway pressure vs placebo continuous positive airway on sleep quality in obstructive sleep apnea. Chest 1999;116:1545-49.

3. Hack M, Davies RJ, Mullins R, et al. Randomized prospective parallel trial of therapeutic versus subtherapeutic nasal continuous positive airway pressure on simulated steering performance in patients with obstructive sleep apnea. Thorax 2000; 55: 224-31.

4. Masa JF, Celli BR, Riesco JA, Hernández M, Cos JS, Disdier C. The obesity hypoventilation syndrome can be treated with noninvasive mechanical ventilation. Chest 2001; 119:1102-7.

5. Kessler R, Chaouat A, Schinkewitch P, Faller M, Casel S, Krieger J, et al. The obesity-hypoventilation syndrome revisited. A prospective study of 34 consecutive cases. Chest 2001; 120:369-76.