SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número3Utilização de sedativos e analgésicos em unidade de cuidados intensivosPrevenção do tromboembolismo venoso no trauma índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Associação Médica Brasileira

versão impressa ISSN 0104-4230versão On-line ISSN 1806-9282

Rev. Assoc. Med. Bras. v.48 n.3 São Paulo jul./set. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302002000300022 

Diretrizes em foco

Ginecologia

 

COMO ABORDAR A MULHER NA PERIMENOPAUSA

 

 

O objetivo clínico na perimenopausa é otimizar a saúde da mulher neste período. Como os dados de pesquisa clínica ainda são insuficientes para se estabelecer parâmetros baseados em evidências, a Sociedade Norte-Americana de Menopausa estabeleceu as seguintes diretrizes para esta fase:

1. O exame de saúde anual na mulher na peri-menopausa deve ser anual, devendo incluir exames capazes de detectar problemas físicos e psicológicos.

2. Existem dados clínicos suficientes para planejar a abordagem dos diversos sintomas bem como programar o manuseio das diversas doenças crônicas relacionadas à perimenopausa.

3. A importância de se individualizar o rastreamento, assim como planejar individualmente o tratamento e incluir a paciente neste processo decisório, é bastante evidente. Ao selecionar as propostas de tratamento, o médico e a mulher devem conjuntamente considerar:

• O estado atual de saúde da mulher.

• A severidade dos distúrbios hormonais presentes.

• O risco de desenvolver doenças sérias, como osteoporose e doença cardiovascular.

• Os riscos potenciais e os benefícios de cada tratamento.

• O estilo de vida da mulher.

• A visão da mulher sobre cada tratamento.

4. Como os dados clínicos obtidos pelas pesquisas clínicas ainda são limitados, os profissionais de saúde devem considerar extrapolar os dados existentes, bem como se apoiar na experiência clínica na opção dos diversos tratamentos propostos.

5. O manuseio da perimenopausa pode incluir a conduta expectante (haja vista muitos sintomas se extinguirem espontâneamente em curto período de tempo), assim como a associação de tratamentos. Nas mulheres que utilizarem esquemas de reposição estrogênica ou em associação aos progestógenos, o emprego de doses baixas deve ser sempre considerado. Todas as mulheres em tratamento devem ser examinadas pelo menos uma vez ao ano, visando identificar as de maior risco de desenvolvimento como osteoporose, doença cardiovascular e afecções genito-urinários.

Portanto, a combinação de cuidados preventivos, mudanças no estilo de vida e diagnóstico precoce, seguido de rápida intervenção, são valiosos na manutenção da qualidade de vida e da saúde das mulheres na peri-menopausa.

Comentário

Contrariamente à polêmica existente sobre a terapia de reposição hormonal em mulheres após a menopausa, a abordagem das mulheres climatéricas está muito bem fundamentada através de diretrizes sólidas como acima preconizadas. Cabe, portanto, ao médico individualizar as pacientes.

 

PAULO AUGUSTO DE ALMEIDA JUNQUEIRA
ANGELA MAGGIO DA FONSECA
JOSÉ MENDES ALDRIGHI

 

Referência

Clinical challenges of perimenopause. Consensus opinion of The North American Menopause Society. Menopause 2000; 7:5-13.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons