SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 issue4Retirada da ventilação mecânica na antecipação da morte em unidade de terapia intensivaProgramas de aplicação médica para palmtops author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.49 no.4 São Paulo  2003

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302003000400003 

CLÍNICA CIRÚRGICA

 

Endometriose da parede abdominal

 

 

Darcy Lisbão Moreira de Carvalho; Maria Filomena Teixeira de Carvalho

 

 

Na prática cirúrgica diária é comum recebermos doentes com queixas de tumorações na parede abdominal, geralmente após procedimentos cirúrgicos. Freqüentemente estão relacionadas a hérnias incisionais ou granulomas de corpo estranho (fios cirúrgicos em geral). Mas, algumas vezes, as queixas vêm relacionadas ao ciclo menstrual e após procedimentos obstétricos (cesarianas) ou ginecológicos por via abdominal.

Em face desta situação, Ceniceros Franco et al. fizeram um estudo no Departamento de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital American British Cowdray (México), assim como um levantamento de literatura a respeito da endometriose da parede abdominal. Verificou-se que o diagnóstico está cada vez mais presente, sendo o diagnóstico de endometriose nas diversas apresentações feito em cerca de 15% das mulheres em idade fértil.

Além da apresentação na parede abdominal, já foi descrito apresentações na pleura, pulmões, pele, baço, vesícula biliar, estômago, peritôneo livre, intestinos e rins.

O diagnóstico de imagem (USG, CT, RM) nem sempre é preciso (não há especificidade) e o diagnóstico de confirmação é feito pelo estudo anatomopatológico (biópsia por agulha ou excisional).

Ao tratamento clínico medicamentoso de suporte impõem-se a excisão completa da massa tumoral assim como as lesões recorrentes.

 

Comentário

Este trabalho, à primeira vista simples, mostra uma preocupação dos autores com a saúde da população de sua comunidade, pois nem só de grandes doenças e tratamentos hiperespecializados vive a medicina, podendo e devendo sempre que possível alertar a toda a classe médica situações usuais, mas de grande relevância.

Referência

Ceniceros Franco G, Cruz Minoli V, Díaz Argüello D, Muñuzuri Iñiguez F. Endometriosis de pared abdominal. Revisión de la literature. Ginecol Obstet Mex 2002; 70:619-21.