SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue1Ocorrência de malformações congênitas em recém-nascidos concebidos por métodos de fertilização artificialInsuficiência renal crônica em transplante de órgão não renal author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.50 no.1 São Paulo  2004

https://doi.org/10.1590/S0104-42302004000100003 

PANORAMA INTERNACIONAL
CLÍNICA CIRÚRGICA

 

Cirurgia bariátrica para adolescentes muito obesos

 

 

Elias Jirjoss Ilias; Osvaldo Antonio Prado Castro; Paulo Kassab

 

 

A obesidade grave em adolescentes entre 12 e 18 anos é indicação para cirurgia bariátrica de acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos. A gastroplastia é o procedimento de escolha nestas situações. Foram operados 33 adolescentes entre 1981 e 2001 com média de índice de massa corporal (IMC) de 52 e média de idade de 16 anos e que apresentavam comorbidades como hipertensão, diabetes, apnéia do sono, refluxo gastroesofágico, incontinência urinária, ovário policístico e asma. Não houve mortes nem fístulas pós-operatórias. Como complicações ocorreram: um caso de embolia pulmonar, infecção de ferida operatória em cinco pacientes, três estenoses de anastomoses gastro-jejunais, tratadas endoscopicamente, e úlcera marginal em quatro casos. Como complicações tardias houve um caso de obstrução de intestino delgado e seis hérnias incisionais.

Ocorreu perda substancial de peso nestes pacientes e as comorbidades desapareceram um ano após a cirurgia. Houve retorno à vida normal, ressocialização dos pacientes com conclusão de cursos secundários e universitários.

Os autores concluíram que a cirurgia bariátrica em adolescentes é segura, havendo perda significante de peso com remissão das comorbidades, e promove a ressocialização dos operados.

 

Comentário

A obesidade em adolescentes em nosso meio e no mundo tem aumentado em proporção assustadora, trazendo assim um grande número de doenças associadas que não se viam nessa faixa etária. Isso se deve principalmente às mudanças de hábitos alimentares e ao sedentarismo. Nos casos em que o emagrecimento não é conseguido pelo tratamento clínico, deve-se considerar a indicação do tratamento operatório por ser eficiente, seguro e causar a remissão rápida da obesidade e das suas comorbidades.

 

Referência

1. Sugerman HJ, Sugerman EL, DeMaria EJ, Kellum JM, Kennedy C, Mowery Y, et al. Bariatric surgery for severely obese adolecents. J Gastrointest Surg 2003; 7:102-7.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License