SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue3Sulfato de magnésio (MgSO4) no tratamento e prevenção da eclâmpsia: qual esquema adotar?Ética na pesquisa com seres humanos author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.50 no.3 São Paulo July/Sept. 2004

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302004000300019 

À BEIRA DO LEITO
PEDIATRIA

 

Quando indicar o palivizumab (Synagis®) na profilaxia da infecção do trato respiratório inferior pelo vírus sincicial respiratório?

 

 

Renata Amato Vieira; Edna Maria de Albuquerque Diniz; Flávio Adolfo Costa Vaz

 

 

As infecções do trato respiratório inferior pelo vírus sincicial respiratório (VSR) constituem uma das patologias mais freqüentes e graves nos primeiros meses de vida, principalmente em crianças menores de seis semanas de idade, em recém-nascidos pré-termo e naqueles portadores de displasia broncopulmonar (DBP), cardiopatias congênitas graves e imunodeficiências. São consideradas uma das causas mais importantes de mortalidade nesta faixa etária nos países desenvolvidos3, além de serem mais comuns durante o outono e o inverno. As indicações precisas do emprego do Synagis® na prevenção da infecção do trato respiratório inferior pelo VSR são aquelas recomendadas pela Academia Americana de Pediatria e que seguem abaixo (American Academy of Pediatrics, 1998):

  • Profilaxia de crianças até dois anos de idade, com DBP e que tenham necessitado de oxigênio suplementar ou terapêutica com esteróide, broncodilatador ou diurético nos últimos seis meses que antecederam a estação do VSR.

  • Nas crianças pré-termo nascidas com idade gestacional < 28 semanas e que tenham até 12 meses de idade ao início da estação do VSR.

  • Nas crianças pré-termo nascidas com idade gestacional entre 29 e 32 semanas e que tenham até seis meses de idade ao início da estação do VSR.

  • Deve ser considerado naquelas crianças nascidas com idade gestacional entre 32 e 35 semanas, sem DBP, que apresentem fatores de risco para doença grave por VSR e que tenham até seis meses de idade ao início da estação do vírus.

 

Referências

1. American Academy of Pediatrics. Committee on Infectious Diseases; Committee on Fetus and Newborn. Prevention of respiratory syncytial virus infections: indications for the use of palivizumab and update on the use of RSV-IGIV. Pediatrics 1998; 102:1211-6.

2. Atkins JT, Karimi P, Morris BH, Mcdavid G, Shim S. Prophylaxis for respiratory syncytial virus with respiratory syncytial virus-immunoglobulin intravenous among preterm infants of thirty-two weeks gestation and less: reduction in incidence, severity of illness and cost. Pediatr Infect Dis J 200; 19:138-43.

3. Berman S. Epidemiology of acute respiratory infections in children of developing countries. Rev Infect Dis 1991; 13(Suppl 6):454-62.

4. Vieira RA, Diniz EMA, Vaz FAC. Clinical and laboratory study of newborns with lower respiratory tract infection due to respiratory viruses. J Matern Fetal Neonatal Med 2003; 13(5): 341-50.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License