SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue2Registro público de projetos de pesquisaLinfoma de células t cutâneo author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.54 no.2 São Paulo Mar./Apr. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302008000200008 

ACREDITAÇÃO

 

Atualização na assistência pré-natal baseada em evidência e centrada no paciente

 

 

Victor Hugo de Melo; Wanderley Marques Bernardo

 

 

TEMA ABORDADO

Especialidade de abrangência: Ginecologia e Obstetrícia.

Diretriz a ser consultada: Assistência Pré-natal parte III

 

CENÁRIOS E QUESTÕES CLÍNICAS

1. Mulheres com recém-nascidos que apresentam defeitos do tubo neural devem:

a. Ser orientadas quanto à ausência de risco de recorrência em novas gestações

b. Manter a suplementação até uma nova gestação

c. Manter a suplementação pré-concepcional até a 12ª semana gestacional

d. Ser orientadas a evitar novas gestações

2. A suplementação de ferro durante a gestação reduz o risco da paciente apresentar, ao final da gravidez, hemoglobina com nível inferior a:

a. 10,0 g/dL

b. 11,0 g/dL

c. 9,0 g/dL

d. 12,0 g/dL

3. Em relação à suplementação de vitaminas durante a gestação, é falso afirmar:

a. A utilização de suplementos vitamínicos, no primeiro trimestre, não previne abortamentos precoces

b. A suplementação de vitamina D reduz o baixo peso ao nascer

c. Não há redução da natimortalidade com a vitamina E

d. A vitamina A reduz a mortalidade materna em locais onde a deficiência é prevalente

4. A dopplervelocimetria da artéria umbelical:

a. Deve ser utilizada nas gestações de baixo risco

b. Não deve ser utilizada nas gestações de alto risco

c. Reduz o índice de internação hospitalar em gestação de alto risco

d. Diminui a taxa de cesariana nas gestações de baixo risco

5. O uso da ultra-sonografia no período gestacional:

a. No primeiro trimestre, reduz a mortalidade perinatal

b. Na segunda metade, reduz a taxa de indução do parto

c. No primeiro trimestre, reduz a taxa de indução do parto nas gestações pré-termo

d. Na segunda metade, não reduz a prematuridade

 

RESPOSTAS DO CENÁRIO CLÍNICO: ATUALIZAÇÃO, NA ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL (PARTE II), BASEADA EM EVIDÊNCIA E CENTRADA NO PACIENTE. [PUBLICADO NA RAMB 2008; 54(1)]

1. A redução de cãibras na gravidez é obtida com a suplementação de citrato de magnésio (Alternativa E).

2. São antieméticos utilizados, que reduzem a freqüência de náuseas no início da gravidez, exceto a metoclopramida (Alternativa C).

3. A redução no número tradicional de consultas de pré-natal está associada à insatisfação da gestante (Alternativa C).

4. O rastreamento em gestantes assintomáticas para vaginose bacteriana deve ser considerado em mulheres com história prévia de parto pré-termo (Alternativa D).

5. A bacteriúria assintomática reduz a incidência de parto prematuro (Alternativa B).

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License