SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue9La heterogénea construcción del sufrimiento en el Gran Buenos AiresManejo comunitário em saúde mental e experiência da pessoa author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Horizontes Antropológicos

Print version ISSN 0104-7183On-line version ISSN 1806-9983

Horiz. antropol. vol.4 no.9 Porto Alegre Oct. 1998

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-71831998000200004 

Artigos

Os casos de cura divina e a construção da diferença*

Simoni Lahud Guedes1 

1Universidade Federal Fluminense – Brasil


Resumo

Estudando os processos de transmissão do “saber prático”, entre os trabalhadores urbanos, discute-se o lugar e o significado dos “casos” retidos na memoria familiar e local. Tais “casos”, ainda que particulares e específicos, representam a retenção e o recorte de determinadas experiências vividas na memória, atestando a importância coletiva das idéias e valores que colocam em atuação. Sua retenção, circulação e transmissão constitui-se numa pedagogia, extensamente utilizada nos processos de construção das identidades. Neste artigo são analisados “casos de cura divina”, provenientes de material etnográfico produzido pela autora, classificados em dois tipos principais: os “casos de desengano” e os “casos de doenças espirituais”. Através deste material empírico discute-se a questão da inter-relação e do confronto de saberes no que se refere às interpretações do corpo e da doença, sob a forma “nativa” da oposição entre o “saber prático e saber teórico”. A análise destes “casos” permite, além disso, refletir sobre o lugar da oralidade nas sociedades em que a escrita e a literalidade conformam os modos dominantes de conhecimento, contribuindo, simultaneamente, para a discussão sobre os processos de construção da memória familiar e local.

Abstract

Studying the process of transmission of “practical knowledge” among urban workers, it is discussed the place and meaning of narrated “cases” that are regarded as exemplar. Such “cases”, are taken as representative of events and as memory of life experiences. The record of these cases, their circulation and transmission builds up a pedagogy that works as a way of constructing identities. In this paper, are analyzed cases of “miraculous healing”, classified in two main categories: as cases of “desengano” [hopeless cases] and cases of spiritual healing. Through this empirical material, I discuss the interrelation and the confrontation between different knowledge regarding the body and the disease, within its “native” connotation of “practical and theoretical knowledge”. The analysis of these cases also allows us to think about the place of orality in societies where the literacy is a dominant mode of knowledge, at the same time that contributes to a discussion about the construction of the familiar and local memory.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Referências

1 BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas . São Paulo: Perspectiva, 1982. [ Links ]

2 BOLTANSKI, L. As classes sociais e o corpo . Rio de Janeiro: Graal, 1979. [ Links ]

3 DAMATTA, R. Espaço: casa, rua e outro mundo: o caso do Brasil. In: DAMATTA, R. A casa e a rua . São Paulo: Brasiliense, 1985. [ Links ]

4 DUARTE, L. F. D. Da vida nervosa nas classes trabalhadoras urbanas . Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores; Brasília: CNPq, 1986. [ Links ]

5 DUMONT, L. O valor nos modernos e nos outros. In: DUMONT, L. O individualismo: uma perspectiva antropológica da ideologia moderna. Rio de Janeiro: Rocco, 1985. [ Links ]

6 EVANS-PRITCHARD, E. E. Bruxaria, oráculos e magia entre os azande . Rio de Janeiro: Zahar, 1978. [ Links ]

7 GOODY, J. Domesticação do pensamento selvagem . Lisboa: Presença, 1988. [ Links ]

8 GOODY, J.; WATT, I. The consequences of literacy. In: GOODY, J. (Ed.). Literacy in tradional societies . Cambridge: Cambridge University Press, 1968. [ Links ]

9 GUEDES, S. L. Doença e cura: análise de processos terapêuticos buscados por operários metalúrgicos. Relatório de pesquisa. UFF, Fundação Oswaldo Cruz, 1985. [ Links ]

10 GUEDES, S. L. A exemplaridade do extraordinário: o lugar dos casos na memória dos trabalhadores. 1994. Comunicação apresentada. II Encontro Nacional de História Oral, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 1994. [ Links ]

11 GUEDES, S. L. Jogo de corpo: estudo de construção social de trabalhadores. Niterói: Eduff, 1997. [ Links ]

12 FELDMAN, C. Metalinguagem oral. In: OLSON, D.; TORRANCE, N. (Org.). Cultura escrita e oralidade . São Paulo: Ática, 1995. [ Links ]

13 KANT DE LIMA, R. A Antropologia da academia: quando os índios somos nós. 2. ed. Niterói: Eduff, 1997. [ Links ]

14 LOYOLA, M. A. Médicos e curandeiros: conflito social e saúde. São Paulo: Difel, 1984. [ Links ]

15 NEVES, D. P. As “curas milagrosas” e a idealização da ordem social . Niterói: Eduff, 1984. [ Links ]

16 SAHLINS, M. Ilhas de história . Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 1990. [ Links ]

17 VELHO, G. Projeto, emoção e orientação em sociedades complexas. In: VELHO, G. Individualismo e cultura: notas para uma antropologia da sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. [ Links ]

18 VELHO, G. Unidade e fragmentação em sociedades complexas. In: VELHO, G. Projeto e metamorfose: antropologia das sociedades complexas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 1994. [ Links ]

19 VELHO, G. Memória, identidade e projeto. In: VELHO, G. Projeto e metamorfose: antropologia das sociedades complexas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 1994. [ Links ]

20 ZALUAR, A. Milagre e castigo divino. Religião e Sociedade , n. 5, p. 161-187, 1980. [ Links ]

*Trabalho originalmente apresentado na II Reunión de Antropología del Mercosur, de 11 a 14 de novembro de 1997, em Piriápolis, Uruguai, no GT 12, Corpo, Saúde e Doença, coordenado por Ceres Víctora e Daniela Knauth. Agradeço os comentários de todos os participantes do grupo, em especial à debatedora Ondina Fachel Leal e a Jane Russo.

Creative Commons License Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.