SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue9Manejo comunitário em saúde mental e experiência da pessoaA produção simultânea de masculinidades hegemônicas e subalternas author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Horizontes Antropológicos

Print version ISSN 0104-7183On-line version ISSN 1806-9983

Horiz. antropol. vol.4 no.9 Porto Alegre Oct. 1998

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-71831998000200006 

Artigos

Raça, psiquiatria e medicina-legal: notas sobre a “pré-história” da psicanálise no Brasil

Jane A. Russo1 

1Universidade Federal do Rio de Janeiro / Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Brasil


Resumo

Este trabalho investiga o modo como a psiquiatria e a medicina legal brasileira do início deste século se apropriaram da teoria psicanalítica, combinando-a a preceitos higiênicos e eugênicos, vinculando-a firmemente a um projeto educativo-civilizatório. Examinamos, para isto, texto de duas figuras representativas deste debate que se travava em torno de um projeto nacional no início deste século, quanto ao uso que se fazia da teoria psicanalítica: Afrânio Peixoto e Julio Pires Porto-Carrero.

Abstract

In this work, we investigate the way Psychiatry and the Legal Medicine of the beginning of 20th Century in Brazil employed the psychoanalitical theory, combining it to hygiene and eugenic principles, and binding it firmly to an educational and civilizatory project for the nation. We examine the works of two men – Afrânio Peixoto e Julio Pires Porto-Carrero – who took part on the debate over a project for the Brazilian nation in the beginning of the century who were, at once, enthusiasts of the Freudian theory and of the need of spreading the Psychoanalytical knowledge.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Referências

1 CARRARA, S. Sexualidade e sexologia no Rio de Janeiro de entre-guerras (Notas preliminares de pesquisa). Cadernos do IPUB , n. 8, 1997. [ Links ]

2 CORREA, M. As ilusões da liberdade: a Escola Nina Rodrigues e a antropologia no Brasil. Tese (Doutorado)–Universidade de São Paulo, São Paulo, 1983. [ Links ]

3 FIGUEIREDO, A. C. C. de. Estratégias de difusão do movimento psicanalítico no Rio de Janeiro 1970-1983 . Dissertação (Mestrado)–Departamento de Psicologia, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1984. [ Links ]

4 HARRIS, R. Assassinato e loucura: medicina, leis e sociedade no fin de siècle . Rio de Janeiro: Rocco, 1993. [ Links ]

5 MEDEIROS, T. A. Formação do modelo assistencial psiquiátrico no Brasil . Dissertação (Mestrado)–Instituto de Psiquiatria, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1977. [ Links ]

6 PEIXOTO, A. Criminologia . 3. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1936. [ Links ]

7 PEIXOTO, A. Medicina legal . 3. ed. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1938. [ Links ]

8 PERESTRELLO, M. Primeiros encontros com a psicanálise. Os precursores no Brasil (1899-1937). In: FIGUEIRA, S. A. (Org.). Efeito psi: a influência da psicanálise. Rio de Janeiro: Campus, 1988. [ Links ]

9 PORTO-CARRERO, J. P. A psicologia profunda ou psicanálise . 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Waissman Koogan, 1934a. [ Links ]

10 PORTO-CARRERO, J. P. O caracter do escolar, segundo a psicanálise. In: PORTO-CARRERO, J. P. Ensaios de psicanálise . 2. ed. Rio de Janeiro: Flores & Mano, 1934b. [ Links ]

11 PORTO-CARRERO, J. P. Instrução e educação sexuais. In: PORTO-CARRERO, J. P. Ensaios de psicanálise . 2. ed. Rio de Janeiro: Flores & Mano, 1934c. [ Links ]

12 PORTO-CARRERO, J. P. Bases da educação moral do brasileiro. In: PORTO-CARRERO, J. P. Ensaios de psicanálise . 2. ed. Rio de Janeiro: Flores & Mano, 1934d. [ Links ]

13 PORTO-CARRERO, J. P. Educação e psicanálise. In: PORTO-CARRERO, J. P. Ensaios de psicanálise . 2. ed. Rio de Janeiro: Flores & Mano, 1934e. [ Links ]

14 PORTO-CARRERO, J. P. Profilaxia dos males da emoção. In: PORTO-CARRERO, J. P. Ensaios de psicanálise . 2. ed. Rio de Janeiro: Flores & Mano, 1934f. [ Links ]

15 RAMOS DA SILVA, A. S. A “creança brazileira”, futuro da nação: infância, educação e higiene mental na Primeira República. Cadernos do IPUB , n. 8, 1997. [ Links ]

16 ROCHA, G. S. Psicanálise e psiquiatria: uma introdução epistemológica ao surgimento da psicanálise no Brasil. Dissertação (Mestrado)–Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1983. [ Links ]

17 RUSSO, J. A. A reorientação do campo psicanalítico nos anos 80. Jornal Brasileiro de Psiquiatria , v. 39, n. 6, 1990. [ Links ]

18 RUSSO, J. A. O lacanismo e o campo psicanalítico no Rio de Janeiro. In: ROPA, D. (Org.). Anuário Brasileiro de Psicanálise . Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1991. [ Links ]

19 RUSSO, J. A. Os três sujeitos da psiquiatria. Cadernos do IPUB , n. 8, 1997. [ Links ]

20 SAGAWA, R. A psicanálise pioneira e os pioneiros da psicanálise em São Paulo. In: FIGUEIRA, S. A. (Org.). Cultura da psicanálise . São Paulo: Brasiliense, 1985. [ Links ]

21 SCHWARCZ, L. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993. [ Links ]

22 SERPA Jr., O. D. Degenerescência: queda, progresso e evolucionismo. Cadernos do IPUB , n. 8, 1997. [ Links ]

Creative Commons License Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.