SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 issue2Do you know this syndrome?1925 - 2005 Evolution and current status of leprosy chemotherapy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

An. Bras. Dermatol. vol.80 no.2 Rio de Janeiro Mar./Apr. 2005

http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962005000200013 

MEMÓRIA

 

Os pioneiros da dermatologia - Parte 3 - A propósito da vida e obra de Moriz Kaposi

 

 

Ney Romiti

Professor Emérito. Titular da Disciplina de Clínica e Patologia da Dermatologia da UNILUS - Santos (SP)

Endereço para correspondência

 

 

 

Por ocasião da comemoração de 100 anos da ascensão de Moriz Kaposi à cátedra da I Clínica Dermatológica Universitária em Viena, substituindo o professor F. Hebra, o Prim. Dr. J.Frankl proferiu palestra relatando sua vida e obra. O aqui apresentado é o resultado de dados concretos pesquisados e obtidos da certidão judia do nascimento de Kaposi em Kaposvár, no livro de registros que inclui o período de 1771 até 1873. Kaposvár (cidade residência) situa-se na parte ocidental da Hungria, no trajeto médio do Trans-Danúbio. Como cidade sua fundação é de 1712, quando os súditos se separaram do senhor feudal Paul Esterházy. Os achados bibliográficos de Kaposi advêm das anotações fornecidas pelo rabino-mor Emmanuel Herzog, da comarca de Kaposvár. Na certidão de Kaposi consta: Moriz Kohn, 23 de outubro e, em seqüência, com letras de fôrma hebraica: 24 Tisri. Em linha acima quatro letras maiúsculas também em hebraico significando o ano 598, que equivale no calendário atual a 1837, portanto o ano de nascimento de Moriz Kohn (23 de outubro de 1837). A última linha do registro inclui a filiação - Salomon Kohn (o pai) e Rosa Krauss (a mãe) - e a cidade em que residiam os genitores, Kaposvár. No espaço superior do atestado, escrito pelo rabino-mor Emmanuel Herzog em letra de fôrma hebraica: faleceu como Moriz Kaposi em Viena (6 de março de 1902). Nos registros de comemoração do centenário do ginásio Táncss (1812 a 1912) seu nome aparece em sexto lugar entre os 11 alunos a terminar o curso, seguido da informação: "Mór Kohn (Dr. Mór Kaposi) professor universitário, famoso dermatologista em Viena".

O curso de medicina foi realizado na Faculdade de Medicina de Viena com graduação em 1861. Na clínica de Hebra, sua admissão deu-se em 1866, e sua atividade docente foi tão exponencial e meritória, que em 1875 se tornou professor adjunto. Em 1869 converteu-se ao catolicismo e casou-se com Martha, filha de Hebra.

No manual de dermatologia de Hebra, cujo segundo volume foi escrito por Kaposi em 1876, lê-se, logo abaixo do título, na página 193: "Dr. Kaposi (Moriz Kohn) da Universidade de Viena". No rodapé dessa página aparece a seguinte anotação: "Nosso honrado colaborador, Herr Moriz Kohn, alterou seu internacionalmente famoso nome para Kaposi (O Edt)".

Surpreendente torna-se agora entender o fato de essa difícil e delicada decisão ter vindo a público por intermédio de um compêndio médico, o que, analisado sob qualquer ângulo, se revela especulativo, mas foi o modo que Kaposi empregou para homenagear sua pátria-mãe, a Hungria, e em especial dedicar sua vida científica a sua cidade de nascimento, Kaposvár,e ainda mais para se diferenciar do grande número de médicos com sobrenome "Kohn" que exerciam a profissão na cidade de Viena.

Com seus parentes e com a cidade materna manteve sempre íntimo e prolongado contato, e, portanto, a alteração de seu nome foi uma "hungarização" de sua identidade magiar.

A internacionalização e o conhecimento que a grande classe médica tomou do morbus Kaposi (sarcoma de Kaposi), até então só conhecido pelos dermatologistas, deu-se em virtude da eclosão da epidemia de Aids. Desde a primeira publicação (1872) do sarcoma que hoje leva seu nome (sarcoma múltiplo hemorrágico e idiopático) Kaposi já relacionava e considerava uma doença sistêmica. q

 

 

Endereço para correspondência
Ney Romiti
Rua Machado de Assis, 303
11050-060 - Santos - SP

Recebido em 04.10.2004.
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 04.10.2004.