SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.83 issue2Correspondência author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596On-line version ISSN 1806-4841

An. Bras. Dermatol. vol.83 no.2 Rio de Janeiro Mar./Apr. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962008000200016 

INFORMES
DISSERTAÇÃO

 

q Atividades de substâncias isoladas de liquens sobre formas promastigotas de Leishmania (L.) amazonensis e Leishmania (V.) brasiliensis. Dissertação de Mestrado defendida em 2006. Universidade de Brasília - Brasília (DF), Brasil.

Autor: Ada Amélia Ayala Urdaplleta.

Orientadora: Profª. DRª. Raimunda N. Ribeiro Sampaio.

Leishmaniose é uma infecção parasitária e endêmica causada pelo protozoário do gênero Leishmania. Cerca de 1,5 milhões de pessoas são acometidas pela leishmaniose cutânea que atinge 88 países e tem notificação compulsória em apenas 30 deles. Apresenta-se em todo Continente Americano e o Brasil é o país que tem a maior prevalência de casos. Este estudo foi realizado com dezenove substâncias liquênicas. Foram testadas in vitro para avaliar a atividade leishmanicida em formas promastigotas de Leishmania (L.) amazonensis e Leishmania (V.) brasiliensis. A atividade anti-leishmania foi comparada com a ação do fármaco Miltefosina. Substânicias de seis espécies testadas (Parmotrema tinctorum, Parmotrema dilatatum, Cladonia verticillaris, Cladina confusa, Ramalina peranceps e Parmotrema lichexanthonicum) mostraram a atividade no intervalo de concentrações de 100 a 12,5 mg/ml. Dentre as substâncias liquênicas testadas, o orselinato de n-pentila mostrou a maior atividade, apresentou- se ativo até a concentração de 12,5 mg/ml frente as formas promastigotas de leishmania (L.) amazonensis. Os resultados obtidos foram promissores e as substâncias liquênicas ativas podem ser fonte de substâncias contra Leishmania ssp.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License