SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue1DoaçõesDoações author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

An. Bras. Dermatol. vol.84 no.1 Rio de Janeiro Jan./Feb. 2009

http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962009000100019 

INFORMES

 

Doações

 

 

Teses

Dr. Paulo Ricardo Criado. Tese de Doutorado defendida em 2007.

A resposta inflamatoria na urticaria aguda associada a medicamentos: avaliacao imunoistoquimica e imunoeletronica da unidade microvascular da derme. Tese de Doutorado defendida em 2007. Area de concentracao: Dermatologia. Faculdade de Medicina da Universidade de Sao Paulo - Sao Paulo - SP, Brasil.

 

Autor: Dr. Paulo Ricardo Criado

Orientadora: Profª. Drª. Cidia Vasconcellos

INTRODUÇÃO: O conhecimento sobre os tipos celulares envolvidos na patogenia da urticaria constitui um elemento essencial para a compreensao da fisiopatologia desta doenca. Poucos autores tem dado atencao as interacoes entre mastocitos e dendrocitos da derme na urticaria. Os objetivos deste estudo sao orientados no sentido de descreverem-se os tipos de degranulacao mastocitaria na urticaria aguda associada a medicamentos, e o de analisarem- se as interacoes entre dendrocitos da derme e mastocitos. METODOS: Sete doentes com urticaria aguda associada com medicamentos foram incluidos neste estudo. Foram obtidas biopsias cutaneas das lesoes urticadas e da pele aparentemente normal destes doentes. Os quatorze fragmentos coletados foram divididos em duas partes (28 fragmentos): uma das partes foi enviada para processamento pela coloracao de hematoxilina-eosina, para a coloracao de Azul de Toluidina e reacoes de imunoistoquimica com anticorpos anti-CD34, antifator XIIIA (anti-FXIIIa) e antitriptase e o outro fragmento foi processado para uso na microscopia imunoeletronica, utilizando-se anticorpos para tripse e FXIIIa, alem de dupla imunomarcacao com ouro com o uso de anticorpos antitriptase e anti-FXIIIa. RESULTADOS: celulas imunomarcadas com anticorpos anti-CD34 foram observadas de forma esparsa na derme superficial e de forma mais proeminente na derme reticular. Havia multiplos dendrocitos dermicos FXIIIa+ na derme superficial e media, dispersos nas regioes subepidermicas e em torno doa vasos da derme, tanto na pele urticada como na pele aparentemente normal. O numero destas celulas foi similar nos dois grupos de amostras. Nao houve diferenca estatistica entre o numero de celulas triptase- positivas na pele aparentemente normal e na pele urticada com na pele urticada, em todos os doentes. Nos observamos mastocitos integros na maioria das amostras da pele aparentemente normal. Tanto as amostras de pele aparentemente normal quanto as amostras de pele urticada apresentavam mastocitos em processo de degranulacao do tipo anafilatico, com inumeros granulos extruidos. Apos a dupla imunomarcacao com ouro, na imuno-microscopia eletronica de transmissao foram observadas particulas de outro de 10 nm (FXIIIa) e 15 nm (Triptase) marcando concomitante os granulos dos mastocitos indicando que tanto a triptase como o FXIIIa encontram-se presentes nos glanulos destas celulas. De forma interessante, nos encontramos uma forte evidencia de que granulos contendo tanto FIIIa, como triptase, extruidos dos mastocitos sao fagocitados pelos dendocritos da derme. CONCLUSOES: na urticaria aguda associada a medicamentos o padrao de degranulacao observado foi do tipo anafilatico. Este estudo constitui a primeira demonstracao da expressao do FXIIIa nos granulos intracitoplasmaticos e nos granulos extruidos dos mastocitos, dispersos na matriz extracelular, nos doentes com urticaria aguda associada a medicamentos. Outro fato inedito foi a demonstracao da fagocitose dos granulos extruidos dos mastocitos pelos dendrocitos da derme FXIIIA.

 

Dr. Maurício Pedreira Paixão. Tese de Doutorado defendida em 2008.

Modelo de educação a distância em hanseníase voltado para rede de detecção de casos e diagnósticos. Tese de Doutorado defendida em 2008. Área de concentração: Patologia. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil.

Autor: Dr. Mauricio Pedreira Paixão

Orientador: Prof. Dr. Chao Lung Wen

Introdução: A hanseníase persiste como grave problema de saúde pública no Brasil, e não foi atingida até o momento a meta de eliminação determinada pela Organização Mundial da Saúde. As equipes de Saúde da Família (ESFs) constituem uma ampla rede de profissionais que atuam na atenção primária. A educação a distância em hanseníase destas equipes representa uma estratégia atraente. Ao permitir a identificação precoce de casos, seguida de tratamento adequado, favorece a cura e reduz incapacidades e/ou seqüelas. Métodos: Foi planejado o desenvolvimento de um Curso de Extensão Universitária, utilizando tecnologias interativas voltadas para a educação a distância dos profissionais da saúde. Contou-se com planejamento pedagógico específico. Durante este processo, previu-se que os centros de referências em hanseníase pudessem atuar junto a estes profissionais que trabalham em pontos isolados e com alta prevalência da doença. Foi planejada a elaboração de ambiente de teleeducação para oferecimento do curso, incluindo a criação de um simulador de casos voltado para o reconhecimento da doença, além de outras informações julgadas essenciais por dermatologistas. Elaborou-se uma metodologia para avaliar a adequação do seu conteúdo. Baseado no questionário validado WEBMAC (Web Site Motivational Analysis Chicklist), um instrumento padronizado foi desenvolvido para avaliar a satisfação deste curso a distância. Resultados: Foi realizado um curso de hanseníase a distância, voltado para as Equipes de Saúde da Família (ESF) nas cidades de Manaus e Parintis, contando com fundamentação pedagógica baseada em conceitos construtivistas e da andragogia. As ferramentas do curso viabilizaram a interação entre os professores e os participantes. O Simulador de Casos (SC) demonstrou diferenças na capacidade de reconhecimento de casos em três grupos distintos, formados por: dermatologistas com experiência específica em hanseníase, dermatologistas sem experiência específica e alunos do quinto ano de medicina. Os dermatologistas com experiência específica obtiveram um melhor desempenho no SC. O seu conteúdo mostrou-se adequado na avaliação dos três grupos. Os participantes apresentaram retenção dos conceitos abordados no SC após um ano (avaliação tardia). Foi obtido elevado grau de satisfação com o curso por meio de instrumento padronizado. Conclusão: A estratégia educacional mostrou-se favorável, e os resultados alcançados favorecem o desenvolvimento futuro de iniciativa em larga escala destinada à educação a distância em Hanseníase das ESFs e a abordagem de outros temas em saúde.