SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue1Immunosuppressive agents in Dermatology author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

An. Bras. Dermatol. vol.85 no.1 Rio de Janeiro Jan./Feb. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962010000100001 

EDITORIAL

 

85 anos: mudanças contínuas no caminho da excelência

 

 

Há 85 anos, os Anais Brasileiros de Dermatologia tornavam-se o periódico definitivamente oficial dos dermatologistas brasileiros. Para comemorarmos tal fato, confeccionamos um selo que estará impresso na capa durante o volume 85.

O longo percurso traçado nas suas páginas contém o que há de mais representativo na evolução dessa especialidade no País.

É com orgulho que este número é dedicado ao precursor nº 1, Anno 1 dos ANNAES BRASILEIROS DE DERMATOLOGIA E SYPHILOGRAPHIA, publicado em janeiro de 1925.

Os artigos daquele primeiro número versaram sobre acantose nigricante, leishmaniose, bouba, pênfigo e cistos epidérmicos, sarcomatose múltipla hemorrágica de Kaposi, xeroderma pigmentoso, o bismuto na terapêutica da sífilis e a história da sífilis no Brasil.1

Mesmo com o avanço dos conhecimentos científicos e com a melhoria geral das condições da saúde pública (em comparação com 1925), ainda há muita preocupação das autoridades sanitárias brasileiras com ... a sífilis e a leishmaniose, entre outras dermatoses seculares e reermegentes! Mas, às antigas preocupações somam-se outras. E a Dermatologia brasileira deve ser capaz de fornecer respostas aos novos desafios e ir além "do aplicar bem os conhecimentos produzidos no exterior". Ela deve refletir, interagir, investigar, sugerir hipóteses e ser propositiva, sempre com correção ética e com o foco principal no paciente, no cidadão.

Nesse contexto, gostaria de destacar no presente número (nº 1, v. 85) a revisão da literatura elaborada por Gozzoni ML e Pires SL, do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Sob o peso de uma análise de 110 artigos, os autores produziram o artigo "Há evidências científicas na medicina antienvelhecimento?". Com apenas um estudo randomizado e duplo-cego encontrado, os autores demonstram a falta de base científica para muitas condutas terapêuticas defendidas por determinados segmentos. Seria o envelhecer uma "doença" a ser medicada permanentemente? Seria a Dermatologia refém dessa percepção induzida por poderosos meios?

A qualidade dos atuais Anais Brasileiros de Dermatologia pode ser também representada pelos demais artigos deste número e exemplificada pelos trabalhos da seção Comunicação: a Malassezia furfur é o principal agente da pitiríase versicolor (Framil VMS e col., p. 111-4) É possível elaborar estratégias preventivas para diminuir os riscos de intercorrências nas cirurgias dermatológicas e seguir um fluxograma de conduta caso estas ocorram (Timoner FR e col., p. 115-8)

 

 

No âmbito da sempre necessária parceria Dermatologia-Clínica Médica, recomendaria uma atenta leitura do artigo de investigação sobre a possível associação entre a presença de acrocórdons e a resistência insulínica (Tamega AA e col., p. 25-32).

Representando as novas seções deste periódico, em Imagens em Dermatologia, o trabalho demonstrando os aspectos dermatoscópicos da psoríase ungueal pode ser de grande utilidade prática no cotidiano de todos (Farias AC e col., p. 101-4).

No suplemento do presente número, o artigo de Lupi O e colaboradores ("Doenças dermatológicas no Brasil: perfil atitudinal e epidemiológico") apresenta, de forma precursora, dados sobre um conjunto de fatores que realizam uma complexa interface entre uma amostra populacional brasileira e aspectos da Dermatologia praticada no país. Convido à leitura e à reflexão.

Finalizo este espaço de comunicação lembrando as novas seções abertas para os autores, Imagens em Dermatologia Tropical e Imagens em Dermatologia, bem como as novas normas vigentes para a publicação dos artigos (entre elas, a substituição de caracteres por palavras, na quantificação do espaço ocupado pelos trabalhos).

Feliz aniversário aos Anais Brasileiros de Dermatologia e parabéns a todos os dermatologistas que prestigiam nosso periódico!

 

REFERÊNCIAS

1. Annaes Brasileiros de Dermatologia e Syphilographia. 1925;1(1):1-82.         [ Links ]

 

 

Renan Rangel Bonamigo
Editor Científico Associado - Anais Brasileiros de Dermatologia

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License