SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue4Spitz nevus: a case report and the use of dermoscopyCase for diagnosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

Share


Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

An. Bras. Dermatol. vol.85 no.4 Rio de Janeiro July/Aug. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962010000400022 

IMAGENS EM DERMATOLOGIA TROPICAL

 

Tinea pseudoimbricata por M. gypseum associada à escabiose crostosa*

 

 

Claudia Schermann PoziomczykI; Bruna KöcheII; Fabio Luis BeckerIII; Sérgio Ivan Torres DornellesIV; Renan Rangel BonamigoV

IMédica dermatologista - Porto Alegre (RS), Brasil
IIMédica dermatologista - Porto Alegre (RS), Brasil
IIIMédica dermatologista - Porto Alegre (RS), Brasil
IVMestre em Clínica Médica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Preceptor de Residência Médica em Dermatologia do Ambulatório de Dermatologia Sanitária - Porto Alegre (RS), Brasil
VMestre e Doutor em Clínica Médica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Preceptor de Residência Médica em Dermatologia do Ambulatório de Dermatologia Sanitária - Porto Alegre (RS), Brasil

 

 


RESUMO

Tinea pseudoimbricata é relacionada ao T. tonsurans e ao T. rubrum e a escabiose crostosa é uma dermatose altamente contagiosa, ocasionada pela proliferação excessiva do S. scabiei var. hominis. Descrevemos uma paciente com 21 anos, soronegativa para HIV, apresentando ambas doenças dermatológicas. O encontro simultâneo destas dermatoses em pacientes imunocompetentes é muito raro.

Palavras-chave: Escabiose; Microsporum; Tinha


 

 

A tinea pseudoimbricata apresenta-se como placas anulares que formam anéis concêntricos paralelos e imbricados, semelhantes à tinea imbricata,1 sendo ocasionada por T. tonsurans e T. rubrum.2,3 A escabiose crostosa é uma variante da parasitose, causada pelo S. scabiei var. hominis, com lesões crostosas atípicas e proliferação excessiva do ácaro. O caso de uma paciente com 21 anos e lesões pruriginosas, iniciadas há dois meses, é descrito. Apresentava extensa área com lesões pápulo-eritematosas, escamosas, em disposições anulares (Figura 1) e nódulos ceratósicos sobrepostos, no tronco e extremidades inferiores (Figura 2). O exame micológico direto demonstrou filamentos micelianos longos e ramificados, e a pesquisa de Sarcoptes scabiei, vários parasitos por campo (Figura 3). A cultura mostrou crescimento de Microsporum gypseum. Os exames laboratoriais eram normais e as sorologias virais eram não reagentes. Trata-se de um caso clínico ímpar de associação entre raro tipo de dermatofitose e a escabiose crostosa.

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

1. Batta K, Ramlogan D, Smith AG, Garrido MC, Moss C. 'Tinea indecisiva' may mimic the concentric rings of tinea imbricata. Br J Dermatol. 2002;147:384.         [ Links ]

2. Lim SP, Smith AG. "Tinea pseudoimbricata": tinea corporis in a renal transplant recipient mimicking the concentric rings of tinea imbricate. Clin Exp Dermatol. 2003;28:332-3.         [ Links ]

3. Ouchi T, Nagao K, Hata Y, Otuka T, Inazumi T. Tricophyton tonsurans infection manifesting as multiple concentric annular erythemas. J Dermatol. 2005;32:565-8.         [ Links ]

 

 

Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 08.02.2010
Conflito de interesse: Nenhum
Suporte financeiro: Nenhum

 

 

* Trabalho realizado no Ambulatório de Dermatologia Sanitária - Porto Alegre (RS), Brasil.