SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue6Blepharitis and trichomegaly induced by cetuximabCase for diagnosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

Share


Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

An. Bras. Dermatol. vol.85 no.6 Rio de Janeiro Nov./Dec. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962010000600026 

IMAGENS EM DERMATOLOGIA TROPICAL

 

Hanseníase borderline virchowiana*

 

 

Christiane MatsuoI; Carolina TalhariII; Lisiane NogueiraIII; Renata Fernandes RabeloIV; Mônica Nunes dos SantosV; Sinesio TalhariVI

IEspecialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; dermatologista da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas - Manaus (AM), Brasil
IIDoutora; professora de dermatologia da Universidade do Estado do Amazonas - Manaus (AM), Brasil
IIIMédica residente em dermatologia da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas - Manaus (AM), Brasil
IVMédica residente em dermatologia da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas - Manaus (AM), Brasil
VDoutora; professora de dermatologia da Universidade do Estado do Amazonas - Manaus (AM), Brasil
VIDoutor em dermatologia; diretor da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas - Manaus (AM), Brasil

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

É apresentado caso de hanseníase borderline virchowiana com quatro anos de evolução e lesões cutâneas de difícil diagnóstico na rede de saúde. O exame histopatológico mostrando estruturas granulomatosas desorganizadas e múltiplos bacilos álcool-ácido resistentes foi essencial para o diagnóstico. Casos como o descrito possibilitam a contaminação dos conviventes e o surgimento de novos casos de hanseníase no futuro.

Palavras-chave: Hanseníase; Hanseníase dimorfa; Hanseníase Virchowiana


 

 

A hanseníase borderline virchowiana manifesta-se por grande número de lesões com aspectosvariados, tais como: infiltração, placas (algumas comregião central aparentemente poupada e bordasexternas mal-definidas) e nódulos.1-3 As lesões não sãotão simétricas como na hanseníase virchowiana e há espessamento de grande número de troncos nervosos.1 A baciloscopia é positiva, com numerosos bacilos.1-3 A classificação clínica dos pacientes borderline é, muitas vezes, como no caso apresentado (Figuras 1 e 2), difícil. As manifestações cutâneas podem não se enquadrar nos padrões clínicos descritos, ou o exame histopatológico não é compatível com a classificação clínica.4,5 Nesses casos adota-se simplesmente a classificação MHB e trata-se o paciente de acordo com o resultado da baciloscopia (Figuras 3 e 4) ou de acordo com a classificação da Organização Mundial de Saúde, segundo o número de lesões.1 Pacientes bacilíferos, sem diagnóstico, evoluindo durante anos, como o aqui relatado, possibilitam a contaminação dos conviventes e o surgimento de novos casos de hanseníase no futuro.1

 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

1. Talhari S, Neves RG, de Oliveira MLW, de Andrade ARC, Ramos AMC, Penna GO, Talhari AC. Manifestações cutâneas e diagnóstico diferencial. In: Talhari S, Neves RG, Penna GO, de Oliveira MLV, editores. Hanseníase. 4 ed. Manaus: Editora Lorena; 2006. p. 21-58.         [ Links ]

2. Foss NT. Hanseníase: aspectos clínicos, imunológicos e terapêuticos. An Bras Dermatol. 1999;74:113-9.         [ Links ]

3. Walker SL, Lockwood DN. Leprosy. Clin Dermatol. 2007;25:165-72.         [ Links ]

4. Ridley DS, Jopling WH. A classification of leprosy for research purposes. Lepr Rev. 1962;33:119-28.         [ Links ]

5. Ridley DS, Jopling WH. Classification of leprosy according to immunity. A five-group system. Int J Lepr Other Mycobact Dis. 1966;34:255-73.         [ Links ]

 

 

Endereço para correspondência:
Carolina Talhari
Avenida Pedro Texeira, 25, Dom Pedro
69040 000 Manaus, AM, Brasil

Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 16.07.2010 .
Conflito de interesse: Nenhum
Suporte financeiro: Fundação de Medicina Tropical do Amazonas

 

 

* Trabalho realizado na Fundação de Medicina Tropical do Amazonas - Manaus (AM), Brasil.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License