SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.86 issue6Molluscum-like lesions in a patient with sporotrichosisCase for diagnosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

An. Bras. Dermatol. vol.86 no.6 Rio de Janeiro Nov./Dec. 2011

http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962011000600029 

IMAGENS EM DERMATOLOGIA TROPICAL

 

Paracoccidioidomicose cutânea disseminada e pulmonar em paciente portador de neoplasia maligna visceral*

 

 

Adriana Maria PorroI; Osmar RottaII

IDoutorado. Professora adjunta do Departamento de Dermatologia da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo (EPM-Unifesp) - São Paulo (SP), Brasil
IIDoutorado. Professor associado e chefe do Departamento de Dermatologia da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo (EPM-Unifesp) - São Paulo (SP), Brasil

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

Paracoccidioidomicose é doença causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis, caracterizada por quadro polimórfico e acometimento preferencial de pele, mucosas, pulmões, linfonodos, adrenais e sistema nervoso. De acordo com o local de inoculação e o estado imunológico do indivíduo, ocorrem as diversas formas da doença: tegumentar, linfonodular, visceral e mista. Relatamos caso de paciente com quadro de paracoccidioidomicose mista (tegumentar e pulmonar), com lesões cutâneas caracterizadas por pápulas e pústulas disseminadas e sintomas sistêmicos, possivelmente associada a imunossupressão causada por neoplasia maligna visceral.

Palavras-chave: Carcinoma; Hospedeiro imunocomprometido; Neoplasias renais; Paracoccidioidomicose


 

 

Homem; 68 anos; quadro agudo de febre, tosse seca, pápulas e pústulas disseminadas (Figuras 1 e 2). Exame direto (lesão cutânea): células arredondadas; dupla parede, birrefringente; gemulação múltipla. Exame histopatológico (pele): granuloma com supuração; estruturas arredondadas compatíveis com Paracoccidioides sp (Figuras 3 e 4). Sorologia para Paracoccidioides (imunodifusão - Ag Gp43 ) positiva 1:4. Rx do tórax: infiltrado peri-hilar. TC do abdome: imagem sugestiva de neoplasia renal. Iniciado itraconazol 400 mg/dia com melhora do estado geral e das lesões cutâneas. Realizada ressecção da neoplasia renal (carcinoma de células claras, variante multilocular cística). Salientamos a manifestação dermatológica exuberante e atípica, que possibilitou a inclusão de inúmeros diagnósticos diferenciais, e a importância do exame direto, de baixo custo e fácil realização, para confirmação diagnóstica. Destacamos também o comportamento clínico dessa micose profunda como uma doença oportunista, fato observado também em pacientes imunocomprometidos secundariamente a outras causas, como transplantes de órgãos e infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV).1-6

 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

1. Marques SA. Paracoccidioidomicose: atualização epidemiológica, clínica e terapêutica. An Bras Dermatol. 2003;78:135-50.         [ Links ]

2. Marques SA, Cortez DA, Lastória JC, Camargo RMP, Marques MEA. Paracoccidioidomicose: freqüência, morfologia e patogênese de lesões tegumentares. An Bras Dermatol. 2007;82:411-7.         [ Links ]

3. Sugar AM, Restrpo A, Stevens DA. Paracoccidioidomycosis in the immunosuppressed host: report of a case and review of the literature. Am Rev Respir Dis. 1984;129:340-2.         [ Links ]

4. Goldani LZ, Sugar AM. Paracoccidioidomycosis and AIDS: an overview. Clin Infect Dis. 1995;21:1275-81.         [ Links ]

5. Moraes-Vasconcelos D, Grumach AS, Yamaguti A, Andrade ME, Fieschi C, de Beaucoudrey L, et al. Paracoccidioides brasiliensis disseminated disease in a patient with inherited deficiency in the beta1 subunit of the interleukin (IL)-12/IL-23 receptor. Clin Infect Dis. 2005;41:e31-7.         [ Links ]

6. Morejón KM, Machado AA, Martinez R. Paracoccidioidomycosis in patients infected with and not infected with human immunodeficiency virus: a case-control study. Am J Trop Med Hyg. 2009;80:359-66.         [ Links ]

 

 

Endereço para correspondência:
Adriana Maria Porro
Rua Tuim, 554 apto 221, Moema
04514-102 São Paulo, SP
E-mail: adriana.porro@uol.com.br

Recebido em 28.03.2010.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 21.09.2010.
Conflito de interesse: Nenhum
Suporte financeiro: Nenhum

 

 

* Trabalho realizado no Departamento de Dermatologia da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo (EPM-Unifesp) - São Paulo (SP), Brasil.