SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue3Educational intervention in Gilles De la Tourette Syndrome author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

  • Portuguese (pdf)
  • Article in xml format
  • How to cite this article
  • SciELO Analytics
  • Curriculum ScienTI
  • Automatic translation

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Educação Especial

Print version ISSN 1413-6538On-line version ISSN 1980-5470

Rev. bras. educ. espec. vol.14 no.3 Marília Sept./Dec. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S1413-65382008000300001 

EDITORIAL

 

Editorial

 

 

Prezados leitores e sócios da ABPEE, com o presente número fechamos o volume 14, de 2008, da Revista Brasileira de Educação Especial.

O número 3 apresenta 10 artigos, sendo dois ensaios, sete relatos de pesquisa e um artigo de revisão da literatura.

Dois manuscritos compõem a seção ensaios. No primeiro, que aborda a Síndrome de Gilles de La Tourette, os autores descrevem as implicações desse quadro no contexto escolar. O segundo, advindo da Espanha, a autora tece considerações sobre o conceito de dificuldade de aprendizagem sob uma perspectiva sociocultural.

Sete artigos referem-se a relatos de pesquisa. Os temas são diversos, mas é possível encontrar a palavra chave "inclusão", que perpassa pelas pesquisas. Três dos artigos possuem características de pesquisa descritiva e avaliativa. Um deles trata da avaliação da prática profissional de duas professoras e seus alunos com autismo em classes de educação infantil. Por meio de entrevista e de uma escala de avaliação, cujo enfoque é a Teoria da Experiência de Aprendizagem Mediada, os autores apresentam um interessante trabalho que pode ser realizado em sala de aula. Outro artigo, que se refere à área da surdez, os autores, a partir de uma abordagem bilíngüe, exploram as esferas simbólicas da linguagem - gesto, desenho, narrativa e escrita - concomitante à língua de sinais no desenvolvimento de linguagem da criança surda e tecem considerações sobre a construção de conhecimento. O terceiro estudo, de caráter descritivo, teve como objetivo identificar o perfil de professores de ensino regular, de uma cidade do interior do Estado de São Paulo, que tinham alunos com deficiências matriculados em suas salas de aula, bem como o perfil da clientela atendida por estes professores. Por meio de um questionário, foram coletadas informações de 68 participantes, que indicaram a clientela atendida, a formação para atuação com alunos com deficiência, tempo de experiência, dentre outros dados.

Do conjunto dos sete artigos de pesquisa, outros três apresentam características de pesquisa aplicada. O primeiro deles demonstra como os conhecimentos da pesquisa com licenciandos e discentes com deficiência visual, sobre aulas de óptica, podem fornecer importantes considerações sobre o tipo de linguagem utilizada como uma alternativa para a inclusão de alunos com deficiência visual no contexto do ensino de física. O segundo aborda o tema distrofia muscular e apresenta uma pesquisa com enfoque colaborativo entre profissionais da fisioterapia, família e escola. As ações abrangeram adaptação da mobília escolar, materiais e recursos de baixa tecnologia para uso dos alunos com Distrofia Muscular de Duchenne e orientações às professoras participantes e aos pais. Um terceiro artigo descreve e discute a proposta de um novo layout de teclado projetado especialmente para uma prancha de comunicação alternativa com acionamento mecânico e remoto, para ser utilizado por portadores de paralisia cerebral com capacidade cognitiva preservada.

Ainda na seção relato de pesquisa, é apresentada uma análise documental sobre "os efeitos de sentido que são produzidos no discurso da legislação brasileira considerando as estruturas lingüísticas e discursivas nas formas de nomeação do sujeito deficiente".

A última seção da revista, que se refere a Revisão da Literatura, apresenta um artigo acerca da inclusão de crianças com Síndrome de Down na rede regular de ensino. Os oito artigos encontrados e analisados, provenientes, na maioria, de relatos de experiência, indicaram fatores que colaboraram ou dificultaram o processo de inclusão da criança com síndrome de Down na rede regular de ensino.

A revista ainda traz duas resenhas dos livros: 1) Educação Inclusiva: cultura e cotidiano escolar, organizado por Rosana Glat. Rio de janeiro: 7 letras, 2007; 2) Cook & Hussey's Assistive Tecchologies: principles and practices, de autoria de Albert M. Cook e Jan Miller Polgar, terceira edição, St. Louis: Mosby Elsevier, 2008.

 

Comitê Editorial deste número


Eduardo José Manzini
Maria Amélia Almeida
Soraia Napoleão Freitas
Lúcia de Araújo Ramos Martins
Maria Cristina Marquezine

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License