SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue1Use of time series analysis for the water outflow at furnas damBody composition and nutricional requeriments the magnesium, sodium and potassium of lambs Santa Inês and their crossing with Bergamácia, Ile de France of texel author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência e Agrotecnologia

Print version ISSN 1413-7054

Ciênc. agrotec. vol.28 no.1 Lavras Jan./Feb. 2004

http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542004000100020 

a20

Alimentação e comportamento de larvas de pacu, Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887)

 

Feeding and behavior of pacu, Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) larvae

 

 

Eduardo Lopes BeerliI; Priscila Vieira Rosa LogatoII; Rilke Tadeu Fonseca de FreitasIII

IMestrando em Aquacultura. Rua Marechal Rondom, Quadra 20, Lote 2, Casa 2, Setor Tecnorte – 77813-250 – Araguaína, TO
IIDoutorado em Nutrição de Monogástricos, Departamento de Zootecnia  –  Universidade Federal de Lavras/UFLA, Caixa Postal 37 – 37200-000 – Lavras, MG
IIIDoutorado em Melhoramento Genético, Departamento de Zootecnia/UFLA

 

 


RESUMO

Conduziu-se este trabalho com o objetivo de avaliar o efeito da utilização de dietas naturais e artificiais sobre o desempenho e comportamento de larvas de pacu (Piaractus mesopotamicus), entre o 2º e o 10º dia de vida. Foram utilizadas 30 caixas plásticas, cada uma com 30 litros de água e renovação contínua, onde as larvas foram mantidas durante o período experimental. Cada caixa recebeu 10 larvas por litro, totalizando 300 larvas/caixa. Foram testados 6 tratamentos, cada qual com 5 repetições. Os tratamentos foram: T1-ração, T2-plâncton, T3-artêmia, T4-plâncton + ração, T5-artêmia + ração e T6-artêmia + plâncton. As larvas foram alimentadas 6 vezes ao dia, nos horários de 4, 8, 12, 16, 20 e 24 horas.  A  temperatura da água foi mantida constante a 27ºC, o oxigênio dissolvido permaneceu na faixa de 6,16 ± 0,34 e o pH, entre 7,16 ± 0,22. Aos 2, 4, 6, 8 e 10 dias de vida, foram coletadas amostras de 30 larvas para determinação do comprimento total e peso. No final do experimento (10º dia), as larvas que receberam artêmia + plâncton (T6) alcançaram os maiores valores de comprimento total (8,35 mm) e peso corporal (3518 µg), em relação a todas as outras dietas testadas. As larvas devem permanecer em laboratório por um período de 6 dias após a eclosão, recebendo alimento do terceiro ao sexto dia. A partir do sexto dia, as larvas estão com a vesícula gasosa completamente inflada e apresentam nado contínuo.

Termos para indexação: peixes, larvicultura, piscicultura, dieta.


ABSTRACT

The objective of this research was to evaluate the effect of natural and artificial diets on the development and behavior of pacu (Piaractus mesopotamicus) larvae, between the 2nd and 10th day post hatch. The larvaes were kept in 30L - plastic boxes (n = 30 boxes), in constant flow-through. The larvae density was 10 post-larvae/L (300 larvae/box). Six diets with 4 sampling days (4, 6, 8 and 10 days post-hatch, n = 30 larvae) using 5 repetitions were tested. The diets were: T1- commercial feed, T2- plancton, T3- artemia, T4- plancton + feed, T5- artemia + feed and T6- artemia + plancton.  Larvaes  were fed 6 times a day: 4, 8, 12, 16, 20 and 24 hours. The water temperature was kept constant at 27ºC, dissolved oxigen was kept between 6.16 ± 0.34 and pH between 7,16 ± 0,22. At the end of the experiment (10th day post-hatch), the larvaes that received diet containing artemia + plancton (T6) were longer (8.35 mm) and heavier (3518 µg body weight), compared to the larvae fed with the other tested diets. The larvae should be in the laboratory for 6 days after hatch, being feed from the 3rd day after hatch. Before the 6th day, the larvae have the gas bladder completely full and swim continuously.

Index terms: fish, larviculture, aquaculture, diet.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FERREIRA, D. N. Sistema de análise estatística para dados balanceados. Lavras: UFLA/DEX/SISVAR, 1998.         [ Links ]

JOMORI, R. K. Estudos sobre a alimentação de larvas de pacu, Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) com náuplios de artêmia e a sua substituição por dieta artificial. Jaboticabal: UNESP, 1999. 70 p.         [ Links ]

LUZ, R. K.; FERREIRA, A. A.; REYNALTE, D. A. T.; MAFFEZZOLLI, G.; ZANIBONI FILHO, E. Larvicultura de dourado (Salminus maxillosus, Valenciennes, 1849), nos primeiros dias de vida. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE AQUICULTURA, 11., 2000, Florianólpolis. Anais... Florianópolis: [s.n.], 2000. CD-ROM.         [ Links ]

SANTOS, J. E.; GODINHO, H. P. Comportamento de larvas de 6 espécies de peixes sob condições experimentais de fotoperíodo. In: ENCONTRO ANUAL DE AQUICULTURA DE MINAS GERAIS, 10., 1992, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: ABRAq, 1992. p. 75-77.         [ Links ]

WOYNAROVICH, E.; HORVATH, L. A propagação artificial de peixes de águas tropicais: manual de extensão. Brasília, DF: FAO/CODEVASP/CNPq, 1983. 220 p.         [ Links ]

 

 

(Recebido para publicação em 31 de outubro de 2002 e aprovado em 6 de janeiro de 2003)

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License