SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue10Students knowledge as a contribution to dengue control programs with a great interestResponse to comments on Profile of Brazilian scientific production on A/H1N1 pandemic influenza" author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Ciênc. saúde coletiva vol.17 no.10 Rio de Janeiro Oct. 2012

http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012001000034 

CARTAS LETTERS

 

Produção científica brasileira indexada no Medline

 

Brazilian scientific production indexed on MEDLINE

 

 

Javier Sanz-ValeroI; Luis David CastielII; Carmina Wanden-BergheIII

IHistoria de la Ciencia y Ginecología, Departamento de Salud Pública, Universidad Miguel Hernández. jsanz@umh.es
IIEscuela Nacional de Salud Pública, Fundación Oswaldo Cruz, Río de Janeiro, Brasil
IIIUniversidad CEU Cardenal Herrera, Elche, España

 

 

Carta a respeito do artigo:

Luchs A. Profile of Brazilian scientific production on A/H1N1 pandemic influenza. Cien Saude Colet 2012; 17(6):1629-1634.

No interessante artigo bibliométrico referente à produção científica brasileira sobre a pandemia de influenza1, foi empregada como campo principal de busca «affiliation», a qual, como mencionada na discussão, assinala a procedência geográfica do primeiro autor (ainda que também possa ser a do autor de correspondência) e, como consequência, alguns estudos pertencentes à produção científica brasileira não seriam recuperados. Mais ainda, quando as redes de pesquisa fazem com que os trabalhos de colaboração internacional sejam cada vez mais frequentes; aumentando, para maior benefício dos autores participantes, o indicador bibliométrico de colaboração (insularity). Surpreende a interrogação a um único campo temático para recuperar os artigos de um determinado país, quando há anos que em estudos similares se tem utilizado de forma sistemática a combinação de vários campos2.

Por outro lado, não foi possível reproduzir com exatidão a busca efetuada por Luchs1, ao não se encontrar na base de dados Medical Subject Heading (MeSH) da U.S. National Library of Medicine [http://www.ncbi.nlm.nih.gov/mesh] os termos «pandemic flu», «pandemic flu 2009» o «H1N1 2009», e como consequência não se poder utilizá-los como Major Topic: ao se tentar buscar, através de PubMed, o termo «"pandemic flu"[MeSH Major Topic]» aparecem nos resultados a frase «Quoted phrase not found».

Poder-se-ia considerar que a utilização de uma estratégia de busca mais adequada haveria resultado em um procedimento mais eficiente. Ainda que, provavelmente uma revisão manual posterior ou o uso de ferramentas e técnicas complementares conseguisse recuperar os artigos desejados (silêncio) e eliminar os artigos não buscados (ruído). É certo que a falta de uma detalhada informação e avaliação sobre a busca tenha impedido comparar os resultados.

Quantificar a produção científica de um país é um tema resolvido nas bases de dados da Web of Knowledge, e com maior acerto na ferramenta do Sistema de Informação Scopus. Mas, no caso de Medline (vía PubMed) ou de Lilacs – bases de dados bibliográficos assinalados no artigo, seguem existindo restrições geográficas dependentes de resolução para a produção com a filiação brasileira. De qualquer modo, para este país já existe um filtro, com alta sensibilidade e especificidade, que permite recuperar sua produção científica acadêmico-institucional3.

Certamente, em muitas ocasiões, se pode obter a documentação de um determinado país sem necessidade de se recorrer a estratégias de busca muito elaboradas. Entretanto, isto dependerá das características contempladas nas proposições do estudo e do erro que se possa, ou se queira, assumir, sendo muito conveniente explicá-lo detalhadamente na metodologia do trabalho e nas limitações do mesmo.

Dadas as repercussões que as avaliações bibliométricas têm sobre a alocação de recursos para a pesquisa, e inclusive, a acreditação e a promoção profissional dos pesquisadores, é necessário conhecer muito bem as particularidades, as limitações e os vieses que seu uso implica4. Em consequência, seria desejável poder contar com um filtro geográfico brasileiro que permitisse recuperar de forma pertinente a literatura científica do Brasil indexada no Medline (e, provavelmente, também no Lilacs).

A disponibilidade de um filtro geográfico válido e confiável é de especial interesse tanto para a obtenção de informação sobre um tema pontual como para conhecer o impacto da política científica nacional. Para isto será preciso ter-se um amplo conhecimento das cidades, áreas geográficas e da estrutura institucional de pesquisa de este país: Esta é a nossa expectativa!