SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número15Máquinas de sentido: processos comunicacionais em saúdeEstudo sobre a técnica e a saúde índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Interface - Comunicação, Saúde, Educação

versão impressa ISSN 1414-3283versão On-line ISSN 1807-5762

Interface (Botucatu) v.8 n.15 Botucatu mar./ago. 2004

http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832004000200014 

TESES

 

A construção da competência clínica: da concepção dos planejamentos de ensino às representações da aprendizagem entre graduandos de enfermagem

 

The building of clinical competence: from the concept of planning teaching to the expression of learning among nursing graduate students

 

 

Magda Cristina Queiroz Dell'Acqua

Tese de Doutorado, 2004. Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto, Faculdade de Enfermagem, Universidade de São Paulo, São Paulo. <mqueiroz@fmb.unesp.br>

 

 


Palavras-chave: Educação em enfermagem; educação baseada em competências; competências profissionais; prática profissional; construtivismo.


Key words: Nursing education; competence-based education; professional competence; professional practice; constructivism.


Palavras clave: Educación en enfermería; educación basada en competencias; competencia profesional; práctica profesional; construtivismo.


 

 

Pensar a formação de enfermeiros pressupõe articular essa questão às expressões de referenciais teóricos, na perspectiva de uma vertente pedagógica que passe pelo construtivismo e por competências. Assim, os objetivos foram: caracterizar, numa visão longitudinal, a proposição de competências assistenciais na graduação; identificar o potencial de competência clínica de graduandos de enfermagem; analisar representações discentes relativas à aprendizagem das experiências clínicas e propor referenciais para a construção da competência clínica no âmbito da graduação em enfermagem. O estudo foi de natureza qualitativa, tendo como sujeitos alunos do último semestre da graduação, num total de 29 participantes; foi realizada análise documental dos planos de ensino das disciplinas assistenciais da graduação e utilizou-se também a Técnica do Incidente Crítico (TIC), proposta por Flanagan, como estratégia metodológica apta a identificar experiências significativas para a aprendizagem clínica. A instituição de ensino e os sujeitos aceitaram participar do estudo, conforme as recomendações ético-legais. Os dados foram trabalhados segundo a análise de conteúdo de Bardin, e evidenciaram: uma organização curricular centrada em disciplinas, com modalidades organizativas que partem do genérico para o específico, mantendo lógicas internas aparentemente refratárias às organizações somativas; uma direção da aprendizagem voltada à execução metódica de práticas em evolução, escolhidas pelos docentes, estimulando a inserção discente em programações pré-estabelecidas e reiterativas. A ligação das atividades de ensino à vida real se faz por meio de práticas em campo que respondem timidamente à problematização da realidade. As intervenções parecem ser privilegiadas segundo uma ordem externa, as vezes distante da realidade dos alunos. Emergem, também, sinalizações de uma aprendizagem com vínculos pouco substantivos entre os conhecimentos prévios e a potencialização do julgamento crítico e do raciocínio clínico. Como proposição, o estudo trouxe reconsiderações para o processo ensino-aprendizagem e a influência da concepção construtivista na proposição das competências clínicas.

 

 

Recebido para publicação em 19/07/04. Aprovado para publicação em 27/07/04.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons