SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue40The "risk-taking man" and the "slow man", and theorizing on epidemiological risk at times of globalization author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Interface - Comunicação, Saúde, Educação

Print version ISSN 1414-3283

Interface (Botucatu) vol.16 no.40 Botucatu Jan./Mar. 2012

http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012000100001 

EDITORIAL

 

 

O projeto editorial da Interface passou por inúmeras reformulações nestes 15 anos de atividades para atender ao crescente volume de submissões e também para se sintonizar às transformações nos modos de difusão do conhecimento científico, especialmente aquelas impulsionadas pelas novas tecnologias de comunicação e informação.

De 2004 a 2011 o número de submissões recebidas pelo periódico aumentou mais de oito vezes. Parte deste crescimento foi decorrência da maior visibilidade do periódico com o seu ingresso na base SciELO, a partir de 2005. Mas, é preciso considerar, também, o crescimento do campo da Saúde Coletiva no Brasil na última década. Numa consulta à base SJR1 verifica-se que a produção brasileira na subárea Saúde Pública (que inclui Saúde Ocupacional e Saúde Ambiental), passou da décima para a quarta posição, entre todos os países do mundo, em volume de artigos citáveis publicados entre os anos de 2000 e 2010. Já na subárea Saúde dentro da Ciências Sociais, na qual Interface é indexada na base Scopus desde 2007, o Brasil passou da 12ª para a sexta posição2.

Cabe destacar que esse expressivo crescimento das submissões tem provocado redução relativa dos artigos publicados anualmente, em relação ao total do que é recebido - de 24%, em 2007, para 14% em 2010 - embora, no mesmo período, o total do que foi publicado tenha passado de 55 para oitenta artigos por ano. Para manter o tempo entre submissão e publicação em patamares adequados, a periodicidade da revista foi ampliada de semestral para quadrimestral, em 2007, e trimestral em 2008.

Embora Interface tenha sido lançada em papel e esta versão tenha se mantido até o momento, ainda que com redução da tiragem nos últimos anos para amenizar os custos, desde o lançamento do periódico, em 1997, adotamos o modelo do acesso aberto ao seu conteúdo, inicialmente em seu sítio na internet <www.interface.org.br> e, a partir de 2005, também nas bases SciELO Brasil e SciELO Social Sciences. Nesta última, desde 2006 está sendo incluída a versão em inglês de parte expressiva dos artigos publicados, mediante adesão dos autores para a subvenção da tradução, cabendo à revista os custos de revisão.

Para o biênio 2012 – 2013 a prioridade é reduzir o intervalo entre a submissão e avaliação de mérito dos artigos e entre a submissão e publicação dos manuscritos aprovados para menos de 12 meses no total. Para viabilizar esta meta, estamos ampliando o número de editores associados, agora denominados editores de área, e intensificando o processo de profissionalização do corpo editorial, mediante encontros e orientações presenciais de nossos colaboradores, além do aprimoramento gerencial do processo editorial, tais como: definição de mandato de membros do corpo editorial, avaliação de desempenho de editores e avaliadores e intensificação de convites a pesquisadores para atuarem como avaliadores.

Entre as mudanças que serão implementadas já a partir de 2012, inclui-se a priorização da versão eletrônica. O sítio da revista está sendo totalmente reformulado, investindo numa interface mais atual e amigável e incluindo novas funcionalidades e novos recursos, não disponíveis na base SciELO.

Uma outra decisão tomada é a incrementação da publicação de trabalhos em língua inglesa. A implantação integral desta medida dependerá de captação de recursos. Ao mesmo tempo, será mantida a meta de estimular a tradução para a língua inglesa dos demais artigos aprovados, redigidos em português ou espanhol. Todos os artigos traduzidos continuarão sendo publicados nas bases SciELO Brasil e SciELO Social Sciences.

Esperamos que com essas medidas possamos não só manter a qualidade de nossa revista e ao mesmo tempo continuar servindo à comunidade de leitores e pesquisadores dos campos em que atuamos, como também resituar a Interface frente às novas exigências que os processos em curso de atualização para as publicações e os periódicos científicos colocam a todos nós, editores e pesquisadores.

 

 

Antonio Pithon Cyrino
Lilia Blima Schraiber
Miriam Foresti

Editores

 

 

1. Fonte: SCImago. SJR — SCImago Journal & Country Rank, 2011. Disponível em: <http://www.scimagojr.com>. Acesso em: 5 set. 2011.
2. Cabe observar que nesse mesmo período a ciência brasileira como um todo passou da 17ª para 13ª posição.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License