SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 issue3INFLUENCE OF HARVEST PROCESS ON CORN (Zea mays L.) INFESTATION BY THE FLOUR BEETLE (Tribolium castaneumHerbst)INTENSITY RAINFALL ANALYSIS BY PRECIPITATION NORMALIZED CURVE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

Print version ISSN 1415-4366On-line version ISSN 1807-1929

Rev. bras. eng. agríc. ambient. vol.2 no.3 Campina Grande Sept./Dec. 1998

http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v2n3p316-318 

Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas

COMPONENTES QUÍMICOS DA FARINHA DE BANANA (Musa sp.) OBTIDA POR MEIO DE SECAGEM NATURAL

CHEMICAL COMPONENTS OF THE BANANA (Musa sp.) FLOUR PRODUCED BY DRYING

João Miguel de Moraes Neto1 

Luiza Eugênia da M. Rocha Cirne2 

Juarez Paz Pedroza3 

Mozaniel Gomes da Silva4 

1Prof. Assistente, Mestre, DEAg, CCT, UFPB, CP 10.087, fone: (083) 310-1194 , fax: 310-1185. E-mail: moraes@deag.ufpb.br -CEP 58.109-970 - Campina Grande. PB

2Prof. Assistente, Mestre, DEAg, CCT, UFPB

3Prof. Assistente, Mestre, DEAg, CCT, UFPB

4Prof. Assistente, Mestre, DEAg, CCT, UFPB

RESUMO

Objetivando-se obter farinha de baixo custo e seu possível aproveitamento como alimento adicional para as crianças das creches e escolas da zona rural, banana verde e madura foram submetidas a secagem natural, durante 18 horas. As bananas maduras sofreram secagem adicional em estufa a 60ºC, durante 24 horas; posteriormente, avaliou-se a composição química da farinha por meio das análises de cinzas, carboidratos totais, açúcares redutores e proteínas. A análise estatística revelou que, para os percentuais de açúcares redutores e carboidratos totais, ocorreram diferenças significativas entre os tratamentos, enquanto para os demais percentuais não se evidenciou tal efeito.

Palavras-chave: secagem; farinha de banana; componentes químicos

ABSTRACT

With the purpose of producing a low cost flour, looking for its exploitation as a supplementary food for the school and nursery children in the rural area, unripe and ripe banana were submitted to a sun-drying for an 18 hours period. The ripe bananas had an additional drying in an oven adjusted at 60ºC for 24 hours. Later on, the chemical composition of the flour was evaluated by the ash, total carbohydrate, reduced sugar and protein analyses. The statistical analysis showed that for the percentage of reduced sugars and carbohydrates significant differences occurred between the treatments, while for the other percentages such effects were not observed.

Key words: drying; banana flour; chemical components

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

AGRADECIMENTOS

Ao Laboratório de Controle de Qualidade, Pesquisa e Desenvolvimento da Refinaria de Milho do Brasil por ter, gentilmente, efetuado as análises de proteína.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CARVALHO. V.D. de; CARDOSO, D.A.M. Industrialização da banana. EPAMIG - Informe Agropecuário, Belo Horizonte v. 6, nº 63, 1980. [ Links ]

ETENE, Departamento de Estudos Econômicos do Nordeste. Farinha de banana: Resultados de pesquisas tecnológicas. Fortaleza, CE, 1996. 45p. [ Links ]

FAO. Food and Agriculture Organization. Production yearbook. Roma: FAO, 1986. 306p. [ Links ]

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas analíticas-métodos químicos e físicos de análises de alimentos. V. 1, 3ª Ed.. São Paulo, SP: 1985. [ Links ]

ITAL. Instituto de Tecnologia de Alimentos. Manual Técnico. Campinas, SP: ITAL 1990. 120p. [ Links ]

LOURES. A.; COELHO, D.T.; CRUZ, R.; LUCY, C. Obtenção, caracterização e utilização da farinha de banana (Musa sp.) em panificação.Ciência Tecnologia_Alimento SP, v. 10, n1, p. 51-57, 1990. [ Links ]

SOMOGYI, M. Notes on sugar determination. Journal Biological Chemistry, nº 200, p. 145-154, 1990. [ Links ]

TRAVAGLINI, D.A.; NETO, M.P.; BLEINROTH, E.W.; LEITÃO, M.F.F.Banana-passa: princípios de secagem, conservação e produção industrial. Campinas, SP: Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL, 1993. 73p. (Manual Técnico nº 12) [ Links ]

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que o trabalho original seja corretamente citado.