SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número1Réflexions sur les fondements éthiques de l'acte cliniqueAutoridade e responsabilidade parental do Estado no Brasil: história e ideologia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental

versão impressa ISSN 1415-4714versão On-line ISSN 1984-0381

Rev. latinoam. psicopatol. fundam. vol.9 no.1 São Paulo jan./mar. 2006

https://doi.org/10.1590/1415-47142006001003 

ARTIGOS

Fobia: um sintoma marcado pelo real

Katja Linnemann


RESUMO

O artigo pretende introduzir o questionamento acerca dos sintomas marcados pelo real, a partir da análise do sintoma fóbico do caso clínico de Freud, o “Pequeno Hans”. Por um lado, o sintoma como formação de compromisso (Freud), e como formação do inconsciente (Lacan), vem no lugar de algo que não pode ser sabido pelo sujeito, isto que é recalcado e endereçado ao Outro. Por outro, a fobia traz a particularidade de ser marcada por um real, carente de interdição paterna, sem visar um deciframento por parte do sujeito.

Palavras-Chave: Real; sintoma; fobia

RESUMEN

Este texto introduce una cuestión acerca de los síntomas marcados por lo real, a partir del análisis del síntoma fóbico del caso clinico de Freud “Juanito”. Por un lado, el síntoma como una formación de compromiso (Freud), e como formación del inconsciente (Lacan), está en el lugar de algo que no puede ser sabido por el sujeto, esto es, reprimido y dirigido al Outro. Por otro lado, la fobia trae la particularidad de ser marcada por lo real, carente de interdicción paterna, que no se presta a un desciframiento por parte del sujeto.

Palabras-clave: Real; síntoma; fobia

ABSTRACT

L’article prétend introduire le questionnement autour des symptômes marqueés por le réel, à partir de l’analyse du symptôme phobique du cas clinique de Freud, “le petit Hans”. D’un côté, le symptôme comme formation de compromis (Freud), e comme formation de l’inconscient (Lacan) vient à la place de quelque chose qui ne peut pas être sû par le sujet, ce qui est refoulé et adressé à l’Autre. D’un autre coté, la phobie apporte la particularité d’être marqueé par un réel, dépourvu d’interdiction paternelle, sans le but d’un décifrage de la part du sujet.

Key words: Réel; symptôme; phobie

ABSTRACT

This article brings up questions about symptoms marked by the real, based on Freud’s case of “Little Hans,” where Freud analysis the boy’s phobic symptom. On the one hand, we can say that a symptom is a compromise formation (Freud), and that, as an unconscious formation (Lacan), it replaces something that cannot come to the subject’s knowledge, something repressed and addressed to the Other. On the other hand, phobia has the specific aspect of being marked by the real, the lack of paternal intervention, without the subject’s attempt to solve it.

Key words: Real; sympton; phobia

Texto completo disponível apenas em PDF.

Referências

FREUD, Sigmund (1895[1894]). Obsessões e fobias – seu mecanismo psíquico e sua etiologia. In: Edição Standard das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1987. v. III. [ Links ]

FREUD, Sigmund (1900-1901). A interpretação dos sonhos. In: Edição Standard das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1987. v. IV e V. [ Links ]

FREUD, Sigmund (1909). Análise de uma fobia em um menino de cinco anos. In: Edição Standard das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1987. v. X. [ Links ]

FREUD, Sigmund (1923). A organização genital infantil: uma interpolação na teoria da sexualidade. In: Edição Standard das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1987. v. XIX. [ Links ]

FREUD, Sigmund (1924). A dissolução do complexo de Édipo. In: Edição Standard das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1987. v. XIX. [ Links ]

FREUD, Sigmund (1926[1925]). Inibição, sintoma e angústia. In: Edição Standard das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1987. v. XX. [ Links ]

LACAN, Jacques (1954-1955). O seminário. Livro 2. O eu na teoria de Freud e na técnica da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985. [ Links ]

LACAN, Jacques (1956-1957). O seminário. Livro 4. A relação de objeto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1995. [ Links ]

LACAN, Jacques (1957-1958). O seminário. Livro 5. As formações do inconsciente. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999. [ Links ]

LACAN, Jacques (1959). O seminário. Livro 6. O desejo e sua interpretação. Inédito. [ Links ]

LACAN, Jacques (1969). O seminário. Livro 16. De um outro ao Outro. Lição de 7 de maio de 1969. Inédito.Links ]

MILLER, Jacques Alain. A lógica na direção da cura. Minas Gerais: Seção Minas Gerais da Escola Brasileira de Psicanálise do Campo Freudiano, 1995. [ Links ]

MILLER, Jacques Alain (1999). Perspectivas do seminário 5 de Lacan. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999. [ Links ]

VIEIRA, Marcus André. A ética da paixão. Uma teoria psicanalítica do afeto. Rio de Janeiro: Campo Freudiano no Brasil/Jorge Zahar, 2001. [ Links ]

Recebido: Junho de 2005; Aceito: Outubro de 2005

Creative Commons License  This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License, which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.