SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue4Clinical Trials: Brazilian capability to evaluate drugs and vaccines author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Epidemiologia

On-line version ISSN 1980-5497

Rev. bras. epidemiol. vol.9 no.4 São Paulo Dec. 2006

http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2006000400001 

EDITORIAL

 

 

José da Rocha Carvalheiro

 

 

Com este número completamos o volume 9 da Revista Brasileira de Epidemiologia. Nestes nove anos assistimos a momentos críticos que, ultrapassados, permitiram nossa inclusão na Plataforma SciELO. O próximo volume deverá assistir a novas mudanças, determinadas pela necessidade de nos adaptarmos às exigências desta base de dados. Mantendo nossa freqüência trimestral, teremos fatalmente que mudar nosso formato para contemplar um maior número de artigos originais por exemplar impresso. Isto altera não apenas a lombada da RBE impressa. Também a tradicional apresentação dos títulos de todos os artigos e seus autores, em português (ou espanhol) na primeira e em inglês na quarta capa, sofrerá modificações.

O ano de 2007 assistirá a ampla reestruturação da RBE, mantido seu compromisso fundamental enunciado desde sua fundação: divulgar a produção científica de bom nível da Epidemiologia brasileira, avaliada pelo julgamento dos pares.

Neste número publicamos onze artigos originais, todos nacionais com diversidade geográfica e institucional de origem. Predomina, como é hábito, o Sudeste, com quatro artigos do Rio de Janeiro, dois de São Paulo e um de Minas Gerais. Dois artigos do Nordeste (Ceará e Pernambuco) e outros dois do Sul (Santa Catarina e Paraná). Mantemos a regularidade: média de 3,5 autores por artigo, apenas um de autoria individual; predominância feminina (61,5 %).

Um artigo Especial, de Autora da ENSP (FIOCRUZ) e colaborador da UNICAMP, analisa a competência nacional para realizar Ensaios Clínicos relacionados com o desenvolvimento de medicamentos.

Três artigos tomam como objeto de análise doenças transmissíveis. Um, de autores da Universidade Estadual e da Universidade Federal, ambas do Ceará, analisa epidemia de leishmaniose tegumentar e associa a ocorrência humana e canina, em transmissão domiciliar. Outro, da Universidade Federal de Pernambuco, relaciona internações anteriores com resistência de estafilococus aureus à meticilina, em unidades de terapia intensiva. Artigo de autor do Centro Universitário da Serra dos Órgãos, analisa as características próprias da epidemia de aids em município de porte médio, Teresópolis (RJ).

Dois artigos analisam anemia ferropriva. Um deles em adolescentes, segundo sua maturidade sexual, no Balneário de Camboriu, por autores de Santa Catarina, da UFSC e da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI). Outro, em crianças atendidas em creches públicas da cidade de São Paulo, por autores da Faculdade de Saúde Pública da USP.

Dois trabalhos tratam de idosos. Um deles, estudo transversal por entrevistas domiciliares, analisa a saúde bucal desse grupo em Londrina (PR), de autores da Universidade Estadual da mesma cidade (UEL). Outro, de autoras da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), faz revisão sistemática nas bases MEDLINE e SciELO, numa década, e sustenta os efeitos benéficos da atividade física sobre a depressão em pessoas idosas.

Dois artigos tratam de mulheres, em situações distintas. Um deles, de autores de duas unidades da Universidade de São Paulo (FSP e FM), num estudo internacional de meta-análise, analisam o efeito benéfico do treinamento resistido sobre a osteoporose, após a menopausa. Noutro, autores da UFMG e da UFRJ empregam análise fatorial para definir padrões de adiposidade (periférica, global e central) entre mulheres atendidas num Centro Municipal de Saúde de Belo Horizonte (MG).

Finalmente, um trabalho de autores da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/ FIOCRUZ) e do Instituto de Medicina Social (IMS/ UERJ), empregam dados seccionais da fase I de um estudo de coorte ("Pró-Saúde") para analisar fatores associados ao uso de anti-inflamatórios não esteróides, identificando grupos "vulneráveis" ao seu uso irracional.

Na seção de Debates, publicamos entrevista em que Eneida Almeida autora de artigo sobre guerra biológica, publicado no número 9(3) da RBE, debate suas idéias com Luiz Hildebrando Pereira da Silva. Esperamos novas contribuições a esta instigante polêmica a respeito do papel da "Big Science" no desenvolvimento bélico no século XX.

Na mesma seção Debates, acrescentamos a tabela de atualização divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), até 27 de dezembro de 2006, dos 261 casos confirmados laboratorialmente (incluindo 157 óbitos) de gripe aviária, distribuídos por país de ocorrência. Esperamos novos comentários na seqüência deste debate.

O debate sobre o papel de filtro do Sistema de Saúde exercido pelo médico geral continua em aberto, sem novidades neste número da RBE. Esperamos comentários especialmente relacionados com a nova contribuição dos autores Gérvas & Pérez Fernández, publicada no número 9(3) da RBE.

Também o debate sobre o conceito de problema de saúde permanece aberto, sem novas contribuições.

Tenham todos uma boa leitura

 

O Editor