SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2Reply to Dr. Crippa's letter "Are there differences between early- and late-onset social anxiety disorder?"Who reads (but does not quote) Brazilian science? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Psiquiatria

Print version ISSN 1516-4446

Rev. Bras. Psiquiatr. vol.29 no.2 São Paulo June 2007

http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462007000200029 

CARTA AOS EDITORES

 

Quem ainda lê a produção científica psiquiátrica brasileira?

 

Who still read the Brazilian's psychiatric scientific production?

 

 

Sr. Editor,

Revisitando periódicos nacionais e revendo a rica produção dos nossos pesquisadores, deparei-me com um volume (suplemento) da Revista Brasileira de Psiquiatria de 2003,1 dedicado ao transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). Fui tomado por uma espécie de surpresa retrospectiva, por não ter encontrado nenhuma alusão aos trabalhos de José Waldo Saraiva da Câmara Filho.

Espantoso que num país onde existe uma produção científica de qualidade, confeccione-se um periódico, sobre um tema cujos autores pioneiros nacionais contemporâneos sejam completamente omitidos, enfim,desconhecidos.

Pasmem, porque tive a curiosidade de observar que nem ao menos nas citações bibliográficas encontrávamos a lembrança ao estudo do hoje Prof. José Waldo Saraiva Câmara Filho, gerado no Programa de Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento da Universidade Federal de Pernambuco e pioneiro no Brasil.2

Publicamos mais dois artigos em periódicos de ampla divulgação nacional.3-4 Pergunto então, quais são as razões para que essas omissões aconteçam?

Será que estaríamos cometendo algum tipo de equívoco nacionalista? O que é isso, uma espécie de condenação?

Considero que essa forma de cegueira é injusta, incompreensível, preconceituosa e nos faz pensar que há algo de "errado" no reino da Dinamarca.

Todavia, o Prof. José Waldo continua estudando TEPT e, futuramente, quem sabe, as suas publicações abram-lhes as portas para o reino dos céus.

 

Everton Botelho Sougey
Programa de Pós-Graduação em Neuropsiquiatria e
Ciências do Comportamento,
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE),
Recife (PE), Brasil

 

Referências

1. Kapczinski F, Margis R. Transtorno de estresse pós-traumático: critérios diagnósticos. Rev Bras Psiquiatr. 2003;25(Supl 1):3-7.

2. Camara Filho JW. Transtorno de estresse pós-traumático: características clínicas e sócio-demográficas de pacientes vinculados ao Sistema de Saúde da Polícia Militar de Pernambuco [dissertação]. Recife: Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); 1999.

3. Sougey EB, Camara Filho JW. Estupro e transtorno de estresse pós-traumático: aspectos epidemiológicos e clínicos. J Bras Psiquiatr. 1999;48(12):547-53.

4. Camara Filho JW, Sougey EB. Transtorno de estresse pós-traumático: formulação diagnóstica e questões sobre comorbidade. J Bras Psiquiatr. 2001;23(4):221-8.

 

 

Financiamento: Inexistente
Conflito de interesse: Inexistente