SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 suppl.1Major depression invites major concerns author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Psiquiatria

Print version ISSN 1516-4446

Rev. Bras. Psiquiatr. vol.31  supl.1 São Paulo May 2009

http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462009000100001 

EDITORIAL

 

Temas atuais em depressão

 

 

O transtorno depressivo reúne várias das principais características de uma prioridade em Saúde Pública. Ele é prevalente, altamente incapacitante e, em geral, relativamente fácil de diagnosticar e de tratar.

Paradoxalmente, a depressão – como de resto todos os transtornos mentais - recebe no Brasil, e no mundo em desenvolvimento, investimentos não só insuficientes, mas frequentemente equivocados, frutos de uma ausência de políticas públicas de saúde ou, por vezes, de políticas altamente ideologizadas e carentes de evidências científicas que sustentem sua eficácia1.

A Revista Brasileira de Psiquiatria (RBP) tem publicado artigos sobre temas específicos envolvendo depressão nos últimos anos2-4. No entanto, pela importância clínica do tema, os editores da RBP optaram por eleger o tema "Depressão" como o foco deste suplemento. Sua concepção baseou-se na idéia de contemplar temas mais amplos que fossem de utilidade para o psiquiatra clínico.

Este suplemento, evidentemente, não se propõe a esgotar as diferentes perspectivas sobre o assunto. Buscou muito mais selecionar temas que possam ser úteis à prática clínica e/ou lançar desafios e questionamentos sobre o diagnóstico e tratamento do transtorno depressivo.

O suplemento "Depressão: Temas Atuais" consta de cinco artigos escritos por autoridades internacionais e nacionais na clínica e pesquisa do tema.

O primeiro artigo, denominado "Depressão maior suscita questionamento maior", tem como primeiro autor o professor Gordon Parker. Além de ser um importante pesquisador da área, é um "pensador" da Psiquiatria Contemporânea. Seus questionamentos consistentes e bem embasados nos fazem refletir sobre os rumos da Psiquiatria. No estudo, ele faz um resumo que sumariza de forma muito didática e concisa suas idéias e críticas acerca dos problemas que envolvem o conceito de depressão maior e as repercussões na prática clínica e na pesquisa.

No segundo artigo, "Revisão das diretrizes  da Associação Médica Brasileira para o tratamento da depressão (Versão integral)", um grupo de autores nacionais representando diferentes instituições do país revisa as diretrizes desenvolvidas pela Associação Brasileira de Psiquiatria para a Associação Médica Brasileira. O documento original de 2003, publicado na RBP, foi atualizado seguindo a mesma orientação do anterior, qual seja valer-se de diretrizes desenvolvidas em outros países e adaptadas à realidade da prática clínica brasileira.

No terceiro artigo, "Quais são os recentes achados clínicos sobre a associação entre depressão e suicídio", autores de centros brasileiros e canadenses realizaram uma interessante atualização sobre a relação entre suicídio e depressão, pensando no que a pesquisa recente tem a oferecer ao clínico.

O quarto artigo, "Eletroconvulsoterapia na depressão maior: aspectos atuais", autores de dois centros brasileiros com tradição no uso da eletroconvulsoterapia fazem uma revisão sobre o tema. A eletroconvulsoterapia, embora seja o tratamento biológico mais antigo disponível, segue desafiando preconceitos e mostrando a luz da pesquisa contemporânea, uma eficácia inquestionável na depressão maior com novos e intrigantes possíveis mecanismos envolvidos.

Finalmente, um grupo de pesquisadores de um centro canadense nos apresenta uma interessante revisão denominada "Estimulação transcraniana por corrente direta (ETCD): uma alternativa efetiva para o tratamento da depressão maior?". Neste artigo é feita uma descrição de uma técnica de aplicação relativamente recente em Psiquiatria, mas que pela sua simplicidade e baixo custo pode vir a ser um interessante recurso terapêutico em países em desenvolvimento.

Esperamos que o suplemento "Depressão: Temas Atuais" possa cumprir a sua função, trazendo a melhor informação científica para que o profissional de saúde mental possa revisar conceitos e atualizá-los, estimulando a busca de excelência na sua prática clínica.

 

Marcelo P. Fleck

Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio
Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre (RS), Brasil

 

 

Referências

1. Lancet Global Mental Health Group, Chisholm D, Flisher AJ, Lund C, Patel V, Saxena S, Thornicroft G, Tomlinson M. Scale up services for mental disorders: a call for action. Lancet. 2007;370(9594):1241-52.         [ Links ]

2. Mello AF, Juruena MF, Pariante CM, Tyrka AR, Price LH, Carpenter LL, Del Porto JA. Depression and stress: is there an endophen otype? Rev Bras Psiquiatr. 2007;29(Suppl 1):S13-8.         [ Links ]

3. Tamayo JM, Rovner J, Muñoz R. The importance of detection and treatment of somatic symptoms in Latin American patients with major depression. Rev Bras Psiquiatr. 2007;29(2):182-7.         [ Links ]

4. Cigognini MA, Furlanetto LM. Diagnosis and pharmacological treatment of depressive disorders in a general hospital. Rev Bras Psiquiatr. 2006;28(2):97-103.        [ Links ]