SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número1Aprendizagem cooperativa e ensino de química: parceria que dá certoAvaliação da hipermídia no processo de ensino e aprendizagem da física: o caso da gravitação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência & Educação (Bauru)

versão impressa ISSN 1516-7313versão On-line ISSN 1980-850X

Ciênc. educ. (Bauru) vol.10 no.1 Bauru  2004

http://dx.doi.org/10.1590/S1516-73132004000100005 

ARTIGOS

 

A grandeza quantidade de matéria e sua unidade, o mol: algumas considerações sobre dificuldades de ensino e aprendizagem

 

The amount of substance and its unit, the mol: some considerations on the difficulties of teaching and learning

 

 

James Rogado

Núcleo de Educação em Ciências da Faculdade de Ciências Matemáticas, da Natureza e Tecnologia da Informação da Universidade Metodista de Piracicaba, no estado de São Paulo. E-mail: jrogado@unimep.br

 

 


RESUMO

O presente artigo trata de algumas questões que podem constituir-se em dificuldades para a compreensão dos conceitos de quantidade de matéria e de mol pelos estudantes de Química. Busca ainda resgatar, em termos históricos, a origem do conceito de quantidade de matéria, apresentando o contexto em que este surge em interação com outros conceitos, reiterando a necessidade de que haja uma compreensão por parte de professores e alunos dos conceitos científicos em amplo espectro, não limitados apenas a definições.

Unitermos: quantidade de matéria e mol; ensino-aprendizagem de conceitos científicos; dificuldades epistemológicas; história da Ciência.


ABSTRACT

The present paper deals with some questions that can cause difficulties for the understanding of the concepts of amount of substance and the mol by Chemistry students. The paper also seeks to investigate, historically, the origin of the concept of amount of substance, presenting the context in which this concept occurs in interaction with other concepts, stressing the need for teachers and pupils to understand the scientific concepts thoroughly, not being limited only to definitions.

Keywords: amount of substance and mol; teach-learning of scientific concepts; epistemological difficulties; history of Science.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Referências

AZCONA, R. Análisis crítico de la ensenanza-aprendizaje de los conceptos de cantidad de sustancia y de Mol: una alternativa didáctica basada en el aprendizaje por investigácion. Tesis Didácticas. Enseñanza de las Ciencias, v. 17, n. 3, p. 137-149, 1999.         [ Links ]

AZCONA, R.; FURIÓ, C. Contribución de la historia y filosofia de la ciencia a la comprensión de los conceptos ‘cantidad de sustancia' y ‘Mol'. Enseñanza de las Ciencias, número extra (IV Congreso), p. 209-210, 1993.         [ Links ]

CACHAPUZ, A.; CAMPOS, C. Imagens da ciência em manuais de química portugueses. Química Nova na Escola, v. 6, p. 23-29, 1997.         [ Links ]

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.         [ Links ]

DORI, Y. F.; HAMEIRI, M. The ‘Mole Environment' studyware: applying multidimensional analysis to quantitative chemistry problems. International Journal of Science Education, v. 20, n. 3, p. 317-333, 1998.         [ Links ]

FARIAS, R. F., MONTEIRO, F. F.; SILVA, H. N. R. Conceitos fundamentais em Química: ao término do segundo grau, quanto restou? Moderna On Line, São Paulo, 1999. Disponível em:<http://www.educacao.rr.gov.br/conceito.htm>. Acesso em 15 out. 2002.         [ Links ]

FURIÓ, C.; AZCONA, R. ; GUISASOLA, J. Dificultades conceptuales y epistemológicas del professorado en la enseñanza de los conceptos de cantidad de sustancia y de Mol. Enseñanza de las Ciencias, v. 17, n. 3, p. 359-376, 1999.         [ Links ]

___________. Revisíon de investigaciones sobre la enseñanza-aprendizaje de los conceptos de cantidad de sustancia y Mol. Enseñanza de las Ciencias, v. 20, n. 2, p. 229-242, 2002.         [ Links ]

FURIÓ, C.; GUISASOLA, J. Problemas Historicos y Dificuldades de Aprendizaje en la Interpretácion Newtoniana de Fenómenos Electrostáticos Considerados Elementales. Investigações em ensino de Ciências, v. 3, n. 3, 1998. Disponível em: <http://www.if.ufrgs.br/public/ensino/vol3/n3/v3_n3_a2.htm>. Acesso em: 15 out. 2002.         [ Links ]

FURIÓ, C.; GUISASOLA, J. Difficulties in Learning the Concept of Eletric Field. Science Education, v. 82, n. 4, p. 511-526, 1998.         [ Links ]

GALLO NETTO, C. Química: da teoria à realidade – Guia do professor. São Paulo: Scipione, 1995. v. 2.         [ Links ]

GIL-PEREZ, D. Enseñanza de las Ciencias – Tendencias e Innovaciones. Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura – Editorial Popular, 1993. Disponível em: <http://www.oei.org.co/oeivirt/ciencias.htm>. Acesso em 15 out. 2002.         [ Links ]

GIL-PEREZ, D.; CARVALHO, A. M. P. Formação de professores de ciências: tendências e inovações. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1998.         [ Links ]

KAPLAN, I. Física nuclear. Tradução de José Goldemberg. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1978.         [ Links ]

LANGEVIN, P. O valor educativo da história das ciências. In: GAMA, R. (org.) Ciência e técnica. São Paulo: T. A. Queiroz, 1992.         [ Links ]

MENEZES, L. C. Formação continuada de professores de ciências no contexto Ibero-americano. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2001.         [ Links ]

MÓL, G. S.; SILVA, R. R. Concepções de professores do ensino médio sobre a constante de avogadro. Moderna On Line, São Paulo, 1998. Disponível em: <http://www.moderna.com.br/escola/prof/art39.htm>. Acesso em 15 out. 2002.         [ Links ]

MOORE, W. J. Físico-Química. Tradução de Homero L. Cesar. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1968.         [ Links ]

MOREIRA, M. A pesquisa em ensino: o vê epistemológico de Gowin. São Paulo: E.P.U., 1990.         [ Links ]

PIAGET, J.; GARCIA, R. Psicogênese e história das Ciências. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1987.         [ Links ]

POZO LEÓN, A.; LLORENS MOLINA, J. A. Análisis de la introducción del concepto de Mol através de los manuales escolares. Enseñanza de las Ciencias, número extra (IV Congreso), p. 265-266, 1993.         [ Links ]

ROCHA-FILHO, R. C. Sobre o mol e seus afins: uma proposta alternativa. Química Nova, v. 11, n. 4, p. 419-429, 1988.         [ Links ]

ROCHA-FILHO, R. C.; SILVA, R. R. Sobre o uso correto de certas grandezas em química. Química Nova, v. 14, n. 4, p. 300-305, 1991.         [ Links ]

ROCHA-FILHO, R. C.; SILVA, R. R. MOL – uma nova terminologia. Química Nova na Escola, v. 1, p. 12-14, 1995.         [ Links ]

ROCHA-FILHO, R. C. Grandezas e unidades de medida: o sistema internacional de unidades. São Paulo: Ática, 1988a.         [ Links ]

ROGADO, J. Quantidade de matéria e mol; concepções de ensino e aprendizagem. Piracicaba, 2000. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação/UNIMEP. Orientadora: dra. Maria Guiomar Carneiro Tomazello.         [ Links ]

ROSA, M. I. F. P. S.; SCHNETZLER, R. P. O perfil epistemológico de Bachelard e a noção de perfil conceitual para transformação química. Moderna On Line, São Paulo, 1998. Disponível em:<http://www.moderna.com.br/escola/prof/art31.htm>. Acesso em 15 out. 2002.         [ Links ]

SCHMIDT, H. Stoichiometric Problem Solving in High School Chemistry. International Journal Science Education, v. 16, n. 2, p. 191-200, 1994.         [ Links ]

STAVER, J. R.; LUMPE, A. T. A content analysis of the presentation of the mole concept in chemistry textbooks. Journal of Reserarch in Science Teaching, v. 30, n. 4, p. 321-337, 1993.         [ Links ]

STRÖMDAHL, H.; TULLBERG, A.; LYBECK, L. The qualitatively different conceptions of 1 mol. International Journal of Science Education, v. 16, n. 1, p. 17-26, 1994.         [ Links ]

TULLBERG, A.; STRÖMDAHL, H.; LYBECK, L. Student's conceptions of 1 mol and educators' conceptions of how they teach ‘the mole'. International Journal of Science Education, v. 16, n. 2, p. 145-156, 1994.         [ Links ]

ZEICHNER, K. M. Novos caminhos para o practium: uma perspectiva para os anos 90. In: NÓVOA, A. (coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992. p. 77-91.         [ Links ]

BUREAU INTERNATIONAL DES POIDS ETMESURES. França. Disponível em: <http://www.bipm.fr>. Acesso em 11 out. 2002.         [ Links ]

INTERNATIONAL UNION OF PURE AND APPLIED PHYSICS. Disponível em: <http://www.iupap.org>. Acesso em 11 out. 2002.         [ Links ]

THE NIST REFERENCE ON CONSTANTS, UNITS, AND UNCERTAINTY. Disponível em: <http://physics.nist.gov/cuu/Units>. Acesso em 11 out. 2002.         [ Links ]

 

 

Artigo recebido em novembro de 2002 e selecionado para publicação em novembro de 2003.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons